O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

DIARIO DAS CORTES GERAES E EXTRAORDINARIAS DA NAÇÃO PORTUGUEZA.

NUM. 93.

Lisboa, 1.º de Junho de 1821.

SESSÃO DO DIA 30 DE MAIO.

Leo-se, e, depois de algumas emendas, approvou-se a Acta da Sessão antecedente.

O senhor Secretario Felgueiras mencionou as Cartas de felicitação e prestação de homenagem ás Cortes, das Cameras de - Castanheira do Vouga - Alpedriz - Alcaide - Meurão - Lavre - Loulé - Póvoa do Varzim - Vinhaes - Sarzedas - Montargil - Ponte de Lima - Ericeira - do Tenente Coronel do Regimento de Milicias de Leyria, Joaquim Carlos da Costa Guerra, per si e pela Oficialidade do mesmo Regimento - do Coronel Governador da Praça de Abrantes, Joaquim José Maria de Sousa Tavares, em seu nome e de toda a Officialidade da mesma Praça - do Cabido da Sé de Leyria - do Cabido da insigne Collegiada de Barcellos, das quaes se mandou fazer honrosa menção. = E de 22 Cidadãos da Villa de Guimarães - de Manoel Bernardino de Lemos, Major Commandante das Ordenanças de Evora - do Prior de Nossa Senhora da Graça da Villa de Souzel, Frey Claudio José Falcato - do Prior e Clero da Igreja da Castanheira do Vouga - e do Juiz dos Orphãos de Mertola, que forão ouvidas com agrado.

O mesmo senhor Secretario fez presente a offerta de Manoel de Almeida Beja, da Villa de Abrantes, do usufructo da Capella que tem na Villa do Redondo, para as urgencias do Estado. Foi ouvida com agrado, e mandou-se participar á Regencia.

O mesmo senhor Secretario apresentou seis Memorias: 1.ª cosmographica, para divisão das Provincias e Comarcas do Reyno, por Antonio José Vaz Velho: 2.ª sobre a construcção de duas estradas no Alem-Tejo, por Manoel Ferreira Tavares Salvador: 3.ª a respeito da Tropa de Linha e Milicias, por hum Cidadão Portuguez, e Constitucional Transmontano: 4.ª anonyma, sobre varios pontos da administração da justiça: 5.ª de Manoel Joaquim Moreira, ácerca da necessidade de instruir aquella parte do Povo não destinada ás Letras, e via de o conseguir: 6.ª sobre hypothecas, por Joaquim Celestino Alberto Pinto. Remetterão-se ás respectivas Commissões.

O senhor Miranda fez presente a offerta de João Baptista Angelo da Costa, e João Pedro de Carvalho, Proprietarios de Moinhos de Vapor, de moer gratuitamente 200 moyos de pão para o Exercito. Foi ouvida com agrado, e mandou-se participar á Regencia.

Remetteo-se á Regencia huma Representação de Joaquim Antonio da Sylva Leitão, offerecendo-se para a Expedição da Bahia.

O senhor Moniz leo hum Projecto de Decreto a favor dos Habitantes da Ilha da Madeira.

O senhor Castello Branco Manoel apresentou hum Projecto sobre objectos de administração concernentes á mesma Ilha.

Devem ambos unir-se aos dous Projectos apresentados pela Commissão de Agricultura; e, lidos por 2.º vez, forão admittidos á discussão.

O senhor Soares Franco, por parte da Commissão de Constituição, leo o Projecto de Decreto ácerca do modo porque hade ser recebido S. Magestade quando chegar ao Porto de Lisboa.

O senhor Pimentel Maldonado. - Lea-se artigo por artigo para se poder discutir com methodo.

O senhor Alves do Rio. - Em quanto á dotação peço que vá á Commissão de Fazenda, que he a que está mais ao alcance das forças do Erario. Ouço fallar em dous milhões de cruzados, e creio que não são tantas as rendas do Estado.

O senhor Presidente. - He melhor que reservemos esse artigo para outro dia, e que se vão agora

*