O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

3
DIARIO DA CAMARA DOS SENHORES DEPUTADOS
Sendo a maioria absoluta 1:556 votos, não tendo havido protesto ou reclamação, e tendo corrido regularmente os trabalhos eleitoraes, é de parecer a vossa commissão que seja approvada esta eleição e proclamado deputado da nação portugueza o cidadão Manuel Redondo Paes Villas Boas logo que apresente o diploma em conformidade com a lei.
Circulo n.º 13 — Porto
Numero reas dos votantes..................... 2:767
Obtiveram os cidadãos:
José Joaquim Rodrigues de Freitas Junior..... 1:686 votos.
Antonio Dias de Oliveira..................... 1:064 »
Diversos..................................... 6
Listas inutilisadas.......................... 11 2:767
Maioria absoluta............................. 1:384 votos.
Não apparece protesto nem reclamação, e o processo eleitoral correu com regularidade, pelo que é a vossa commissão de parecer que esta eleição seja approvada, e proclamado deputado da nação portugueza o cidadão José Joaquim Rodrigues de Freitas Junior, o qual apresentou o seu diploma em fórma legal.
Circulo n.º 1 — Vianna do Castello
Entraram nas urnas das differentes assembléas eleitoraes do circulo, 2:280 listas, inutilisaram-se 3, numero real dos votantes 2:277; obteve o cidadão Alfredo Felgueiras da Rocha Peixoto 1:347 votos, e foi immediato em votos João Ribeiro dos Santos com 926 votos. Não houve reclamação nem protesto, e o processo eleitoral está regular. Portanto, tendo o mencionado Alfredo Felgueiras da Rocha Peixoto obtido a maioria real dos votos e apresentado o seu diploma, que é a copia conforme da acta da assembléa do apuramento, é a vossa commissão de parecer que seja proclamado deputado.
Circulo n.º 5 — Arcos de Valle de Vez
Entraram nas urnas eleitoraes 3:534 listas, inutilisaram-se 2 por serem brancas, ficando o numero real dos votantes em 3:532. Obteve o cidadão Placido Antonio da Cunha e Abreu 3:524 votos. Não houve protesto nem reclamação e está regular o processo; e porque o mencionado Placido Antonio da Cunha e Abreu apresentou o seu diploma em fórma regular, é a commissão de parecer que seja proclamado deputado.
Circulo n.º 34 — Feira
Numero real de votantes...................... 2:932
Obteve o cidadão dr. Manuel Augusto de Sousa Pires de Lima a totalidade dos votos.
Não apparece protesto ou reclamação, e tendo corrido o acto eleitoral regularmente, é a vossa commissão de parecer que seja approvada esta eleição e proclamado deputado da nação portugueza o cidadão dr. Manuel Augusto de Sousa Pires de Lima, que apresentou o seu diploma em fórma legal.
Circulo n.º 22 — Chaves
Entraram nas differentes assembléas de que se compõe este circulo...... 3:745 listas.
Maioria absoluta é..................... 1:873
Obteve o cidadão José Maria de Moraes Rego 2:021 votos.
Antonio José Antunes Guerreiro............ 1:704 »
A eleição correu regularmente; não ha protestos ou reclamações. A vossa commissão é pois de parecer que esta eleição deve ser approvada e proclamado deputado o cidadão José Maria de Moraes Rego, visto ter obtido a maioria legal de votos em todo o circulo, e apresentado o seu diploma em fórma legal
Circulo n.º 11 —Fafe
Entraram na urna........................ 1:864 listas.
Obteve o visconde de Moreira de Rey..... 1:863 votos.
E tendo corrido regularmente o processo eleitoral, é de parecer a vossa commissão que seja approvada esta eleição e proclamado deputado da nação portugueza o visconde de Moreira de Rey, que apresentou o seu diploma conforme a lei.
Circulo n.º 23 — Villa Real
Entraram nas differentes assembléas de que se compõe este circulo.......2:176 listas.
Obteve o conde de Villa Real............. 2:173 votos.
Não houve protesto ou reclamação; o acto eleitoral correu regularmente, pelo que é a vossa commissão de parecer que seja approvada esta eleição e proclamado deputado da nação portugueza o conde de Villa Real, logo que apresente o seu diploma em fórma legal.
Circulo n.º 32 — Anadia
Entraram na urna.................. 3:097 listas.
Sendo brancas 2.
Obteve o cidadão José Luciano de Castro... 3:081 votos.
Não houve protesto nem reclamação e o acto eleitoral correu regularmente, pelo que é de parecer a vossa commissão que seja approvada esta eleição e proclamado deputado da nação portugueza o mencionado cidadão José Luciano de Castro, que apresentou o seu diploma em fórma legal.
Circulo n.º 36 — Oliveira de Azemeis
Entraram na urna..................... 2:099 listas.
Obteve a totalidade dos votos o cidadão Anselmo José Braamcamp.
Não houve protesto ou reclamação. Os trabalhos eleitoraes correram regularmente, pelo que é de parecer que seja approvada esta eleição e proclamado deputado da nação portugueza o cidadão Anselmo José Braamcamp, que apresentou o seu diploma em fórma legal.
Sala da primeira commissão da verificação de poderes, em 24 de julho de 1871. = José Maria da Costa e Silva = Antonio Correia Caldeira = Antonio Rodrigues Sampaio = Ignacio Francisco Silveira da Mota = João Antonio dos Santos e Silva = Antonio José de Barros e Sá = D. Miguel Pereira Coutinho.
Circulo n.º 55 — Trancoso
Numero real dos votantes.................... 3:698
Maioria absoluta............................ 1:850
Foram votados os cidadãos:
Alberto Osorio de Vasconcellos, com......... 2:977 votos.
José Joaquim Fernandes Vaz.................. 720 »
Joaquim Ignacio de Matos.................... 1 »
Listas brancas, 3.
Foram cumpridas n'esta eleição todas as formalidades legaes, sómente na assembléa de apuramento protesta o administrador do concelho de Trancoso contra o facto de não ter o administrador do concelho de Castello Rodrigo cumprido o § 2.° do artigo 80.º do decreto de 30 de setembro de 1852, deixando de enviar competentemente fechados e lacrados, os documentos relativos ás eleições das duas assembléas d'este concelho. N'esta occasião foi declarado pelos portadores das actas alludidas que ellas tinham sido enviadas fechadas e lacradas ao administrador de Castello Rodrigo, constando-lhes que fôra este quem as abrira e lêra antes do envia-las ao seu destino. Conferidos porém esses documentos com as copias authenticas que d'elles appareceram, resultou d'essa comparação o acharem se exactas, e ser proclamado deputado o cidadão Osorio de Vasconcellos.
Attendendo portanto a vossa commissão a que não houve protesto ou reclamação ulterior contra, a validade dos citados documentos, é de parecer que seja approvada esta eleição e proclamado deputado o cidadão Alberto Osorio de Vasconcellos, o qual obteve a maioria legal e apresentou o seu diploma em devida fórma.