O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

CAMARA DOS SENHORES DEPUTADOS

20.ª SESSÃO

EM 23 DE AGOSTO DE 1905

SUMMARIO. - Lida e approvada a acta dá-se conta do expediente. - O Sr. Presidente nomeia a commissão de obras publicas. - O Sr. Sinel de Cordcs manda para a mesa um projecto de lei e requer que a commissão de guerra seja auctorizada a reunir durante a sessão, o que é approvado. - O Sr. Augusto Crespo manda para a mesa uma declaração de voto, em seu nomo e no do Sr. Antonio Crespo. - O Sr. Ministro da Justiça (Arthur Montenegro) lê e manda para a mesa duas propostas de lei: uma restabelecendo os arbitradores judiciaes, e outra reorganizando o serviço do registo criminal. - O Sr. Ministro das Obras Publicas (D. João de Alarcão) lê e manda para a mesa uma proposta de lei relevando o Governo da responsabilidade em que incorreu pela celebração do contraio de concessão das linhas de Braga a Guimarães, de Braga a Monção e de Viseu D Ponte da Barca. - O Sr. Presidente, fazendo uso da aucturização da Camara, nomeia a commissão de obras publicas.

Na Ordem do dia (Continuação da discussão do incidente politico: "a crise e as suas origens") usam da palavra os Srs. Abel Andrade, José Vicente Madeira, Moreira de Almeida, Augusto de Castro Côrte Real e Manoel Fratel. - Desistem da palavra os Srs. Luciano Monteiro e Martins do Carvalho. - O Sr. Paulo Cancella requer que se consulto a Camara sobre se permitte que a sessão seja prorogada até se liquidar o incidente em discussão. A Guinara approva o requerimento. - Findo o discurso do Sr. Fratel, o Sr. Ferreira da Fonseca requer que se consulte a Camara sobre se considera a materia sufficientemente discutida. A Camara approva o requerimento. - Passando-se á votação das moções, a Camara approva que recaia votação nominal sobre os moções dos Srs. Antonio Cabral, Abel Andrade e Moreira de Almeida, respectivamente a requerimento dos Srs. Sinel de Cordes, Queiroz Velloso o Visconde do Pedralva. - O Sr. Pereira dos Santos, em nome da minoria regeneradora, faz declarações sobre a attitude d'essa minoria na votação das suas moções. A moção do Sr. Antonio Cabral é approvada por 86 votos contra 54; a moção do Sr. Abel Andrade é rejeitada por 57 votos contra 30, e a moção do Sr. Moreira de Almeida rejeitada por 108 Deputados contra 19. - O Sr. Valerio Villaça communica a constituição da commissão do obras publicas. - Por proposta do Sr. D. Luiz Pizarro da Cunha Portocarrero são aggregados á commissão do orçamento os Srs. Antonio Rodrigues Nogueira, Ernesto Julio de Carvalho e Vasconcellos, Francisco Limpo de Lacerda Ravasco, Frederico Alexandrino Garcia Ramirez, e José Maria de Oliveira Mattos. O Sr. Oliveira Mattos, que estava inscripto para explicações antes de se encerrar a sessão, desiste da palavra por não estar presente nenhum membro do Governo.