O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

194 —

assemblea tinha tomado, para se annullar certas actas, por exceder a orbita das suas a Uri bulcões.

É notável que por muitas irregularidades que po-dessem ter as actas de outras assembleas eleitoraes, parece que a maioria da assemblea de apuramento só tractava de pôr em practica o seu rigor sobre as que continham votos que não aproveitavam aos seus candidatos, mas isto e um meio que não e desconhecido entre nós, e vem a ser — annullar aquel-las aetas que lhe pareciam conducentes para destruir a votação que tinha recaído em certos c determinados cidadãos — corno, porem, não se pôde conseguir isto, porque a mesa, fundando-se nas disposições da lei, intendeu dever fazer o apuramento tal como as actas indicavam, foi por isso que se lembraram, de forjar a outra chamada acta, da maioria dot portadores, acta que foi feita sem caracter nenhum legal.

Não admira que isto zicontocosse agora, quando já no anno de 1817, caso idêntico a este se tinha dado n'uma eleição da camará municipal deSalsete, acontecendo que os portadores das actas que se achavam em minoria, tambcrn pertenderam nessa occasião annullar u ma certa porção de actas, paraas^im supplan-larern a eleição de outros cidadãos que ai li tinham vencido.

Se a camará examinar os processos rnunicipaes e políticos de Goa, arada passo ha de encontrar, quer cm uns, quer em outros, facios senão dt^lu urdem, mui análogos.

Não julgue a camará qu^ rne refiro a documentos particulares que por ventura possa lar; aquellcs de que faço menção *ão conhecidos do publico, estão no ar-chivo desta casa, ião representações que vieram aqui relativamente ás eleições políticas de 184-8; ahi se verá quunio acabo de referir, c que foi ai legado com o fundamento para pedir a umnillaçâo dessas eleições, e neste sentido vieram aqui bastantes representações, que devem estar archivadas na secretaria desta camará, sendo uma delias da camará das Ilhas, de que era presidente o rnesmo sr. Falcão, candidato da lista vencida !

Por consequência não julgue a camará que venho aqui improvisar rasões; os facios a que rne refiro não são particulares, são públicos, e dclles fazem menção o grande numero de representações e protestos que acompanharam omcialmente o processo das elcM<ôes que='que' foi='foi' de='de' disputado='disputado' tiro='tiro' daqui='daqui' tempo.='tempo.' actuaes='actuaes' muito='muito' parte='parte' ainda='ainda' elk-s='elk-s' _1818....='_1818....' elles='elles' por='por' julgue='julgue' sido='sido' maior='maior' único='único' das='das' camará='camará' não='não' tem='tem' _='_' continuarão='continuarão' ser='ser' a='a' eleições='eleições' e='e' ou='ou' irregularidades='irregularidades' involve='involve' senhor='senhor' o='o' p='p' na='na' processo='processo' todos='todos' argumento='argumento'>

Born e' que os povos dêom um sigual de vida por occasião das eleições, comtanlo que se contenham dentro da esfera que lhe e própria para as disputar. Por tanto aos cálculos que í-e fizeram eobre a possibilidade de se ter feito a eleição, parece-me haver respondido, se não cabalmente, pela maneira que me era possível ; aquellos senhores que estão habituados a dirigir e acompanhar os trabalhos eleitoraes, estou persuadido que hão de acceitar as rasões que offered á consideração da camará; porque e sabido que muitas tezes ha bastante ditficuldade cru achar pessoas que possam fazer parte da mesa, não só porque se querem eximir deste trabalho, mas para selivrardos jdisgostos que sempre ha quando a eleição não cor-

responde á vontade de certas pessoas, e pelo desejo de que os trabalhos acabem depressa.

Antes do processo eleitoral de Goa ter aqui chegado, já se figuravam correspondências, e era voz constante em Lisboa entre certas pessoas, que o processo não devia vigorar, por ser nullo de sua origem ; tinha-se piopalado este boato como meio de preparar os ânimos, sem se lembrarem que a questão havia de vir a esta camará, e que revestida da prudência e sabedoria que lhe e própria, e conhecedora dos seus deveres, não havia de regular a sua votação por boatos que se espalharam, mas sicn pelo processo que lho havia de ser subrnettido.

Depois deste processo eslar aíTecto a esta camará, foi impresso e distribuído um papel com o titulo de = Protesto^ sei que este papel foi levado ao conhecimento da commissâo ; porque lá o vi; ainda que tenho quasi a certeza de que elle não foi alli levado pelo caminho regular que devia tor ido; romtudo estimo qu<_ rommis='rommis' a='a'>ão o vis^e, c que o examinasse; porque a camará poderá avaliar o allcgado, e decidirá á vista delle e do processo.

Este papel com o titulo de protesto está assignado por oito cidadãos: não sei ate aonde chega o conhecimento da camará para se convencer da veracidade d'aquellas assignaluras, ou mesmo da aulhcnlicidade dos documentos juntos, porque a practica estabelecida e, que os documentos do Ultramar, ainda mesmo reconhecidos, precisam ser confirmado» aqui e?s<Ç com='com' que='que' de='de' índia='índia' ignora='ignora' formalidades='formalidades' idade='idade' mesmo='mesmo' por='por' se='se' chama='chama' recenseados='recenseados' apenas='apenas' protesto='protesto' legal='legal' não='não' reconhecimentos='reconhecimentos' tem='tem' acontece='acontece' são='são' mas='mas' juizo.='juizo.' oito='oito' a='a' os='os' e='e' ou='ou' em='em' próprios='próprios' cidadãos='cidadãos' passar='passar' p='p' este='este' está='está' apparecer='apparecer' assignudo='assignudo' mina='mina' destas='destas' requerer='requerer' nenhuma='nenhuma'>

Npste protesto apparece um calculo tirado da estatística da população de Pernem; e tira-se deste calculo o argumento para mostrar que o recenseamento daquella província parece exaggerado em vista das pes>soas, que segundo a lei podem ser chamadas a fazer parte da votação. Por outro documento ano-nyrno, que também corre impresso, e que tenho aqui, diligenceia-se fazer «una comparação não só da população de Goa, mas também das Novas Conquistas, com a população da capital do reino, e de outras partes do território portuguez; tudo para concluir que o recenseamento e exaggerado, e a votação não é real. Quando li esses documentos, confesso querne fizeram seria impressão, pois as cifras prestam-se u tudo, ainda que questões desla ordem, com um processo á vista, não podern nem devem decidir-se por calculo, porque para ser fallivel basta-lhe o nome.

Desejoso de acertar com a verdade, dei-me a muito trabalho para examinar as estatísticas, e ver se delias podia tirar argumento bastante para destruir este calculo que se apresentava com certo caracter de exactidão por ser tirado das cifras de documentos omciaes, publicados pelo actual governador geral de Goa.

Recorri á estatística de 1851, que não tenho aqui presente, porque a confiei ao illustre deputado o sr. Ávila; cornludo apiesento ou referirei as cifras; e a commissâo, que tem a estatística, aonde achar que estou em erro, muito favor me fará em me advertir, porque não desejo argumentar com erros; quero a verdade e só a verdade.