O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

60
DIARIO DO GOVERNO.
CAMARA DOS SENADORES.
5.ª Reunião Preparatoria, em 17 de Janeiro de 1839.
(Presidia o Sr. Visconde de Simodães.)
Meia hora depois do meio dia estavam reunidos 28 Srs. Senadores.
Lida e approvada a Acta da precedente Reunião, mencionou-se a seguinte correspondencia:
1.° Um Officio pela Repartição da Marinha, remettendo as contas do 4.º anno economico.
2.º Uma Participação do Sr. Manoel de Macedo Pereira Coutinho, Senador eleito por Coimbra, dizendo, que chegára a Lisboa ha quatro dias, e que não tem comparecido por lhe ter sobrevindo uma erysipella á cara. — A Reunião ficou inteirada.
O Sr. Barão da Ribeira de Sabrosa: — A leitura da Acta faz vêr, que a Camara dos Deputados está constituida. A situação do Senado torna-se cada dia mais melindrosa: nós somos e não somos; existimos, e não existimos, porque o numero de Senadores, longe de augmentar de alguma maneira diminue; o que foi toleravel por algum tempo, hoje torna-se desagradavel: se isto assim prosegue nunca nos poderemos constituir. É preciso tomar um partido para sahir desta posição infinitamente deshonrosa. E então peço a V. Ex.ª queira mandar lêr um Officio do Sr. Giraldes (eleito por Castello Branco) por que, segundo me consta, esse Senhor dá algumas razões porque não pôde vir ao Senado... Peço licença para continuar depois da leitura.
O Sr. Secretario Bergara observou que o alludido Officio havia sido mandado á Commissão de Poderes.
O Sr. Barão de Villa Nova de Foscôa, Relator da mencionada Commissão, informou que ella se achava n'um embaraço a respeito tanto do Officio do Sr. Giraldes, como de outros Senadores que dizem ter motivos que os inhibem de apresentar-se, sem ao mesmo tempo declararem escusa: continuou — que a Commissão via a necessidade de dar algum seguimento a esses Officios; mas que não quiz até agora propôr o arbitrio obvio, o que será obrigada a fazer passados alguns dias, ou mesmo na proxima Reunião, isto é, chamar os respectivos Substitutos dos Srs. Senadores, cuja ausencia não é justificada por molestia.
O Sr. Barão da Ribeira de Sabrosa: — O illustre Senador que acaba de fallar julgou, talvez, que em minhas palavras havia alguma censura á Commissão; não é assim, posto que fallei mesmo para dar logar áquella explicação do