O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

675
CAMARA DOS SENADORES.
Continuação do Parecer da Commissão de Poderes, apresentada em 15 de Junho de 1840.
Circulo eleitoral de Aveiro — 1.º escrutinio.
Elege um Senador.
LISTAS que entraram na urna, segundo as Actas apresentadas.........4:586
Maioria absoluta.................... 2:294
Senador Proprietario proclamado Barão da Ribeira de Sabrosa, com votos. 4:195
A Acta do apuramento não declara em quantas Assembléas fôra dividido o circulo, mas pelo que della se depreende parece que foram 15, 6 das quaes não foram levadas por seus portadores, nem presentes no dia do apuramento á Mesa definitiva.
A Commissão encontrou juntas aos papeis que lhe foram remettidos as Actas que deixaram de comparecer na Cabeça do circulo, porém julgou não ser por ellas que devia guiar-se, não as desprezando comtudo.
As Actas não apresentadas na Mesa do apuramento continham 3:409 as quaes juntas ás 4:586 das Actas apresentadas prefazem 7:995, que por dous Senadores, que entraram nas listas produzem 15:990 votos porém do exame da votação de todas as Actas resulta encontrarem-se tão sómente 15:985, vindo a faltar 5 votos; porém conhecendo-se, que um fôra dado ao Conde de Sabrosa, e não contado na Acta do apuramento geral, resulta faltarem 4. As Actas não presentes á Mesa definitiva produziram para Agostinho Telles de Figueiredo 624 votos, e para o Barão da Ribeira de Sabrosa 623, mas tendo o primeiro obtido tão sómente pelas Actas contadas na Mesa de apuramento 4:165, que ao todo prefazem 4:789, e o Barão pela mesma operação 4:819 vem, que o ultimo teve em todo o caso a maioria sobre aquelle de 30 votos.
Differentes protestos tiveram logar neste circulo eleitoral; existe um de todos os Portadores das Actas, que se não apresentaram na Mesa definitiva, no qual consignam as razões da sua não comparencia, que se reduz á falta de segurança pessoal, que presumiam haver na cabeça do mesmo circulo; os portadores protestantes: são os do Concelho de Agueda, Anadia, Mira, Vouga, e Vagos, e um de S. Lourenço do Bairro, igualmente protestaram em papel separado, mas nos mesmos termos os dous Portadores de Ílhavo.
Um outro dos Eleitores de Albergaria contra a fraude commettida naquella Assembléa ha Acta da qual apparecem para Senadores com 15 votos o Marquez de Saldanha, e 15 José Ozorio de Amaral Sarmento, quando neles votaram os signatarios, que são 34.
Outro de Agostinho Xavier contra a eleição da Mortoza, porque a lista do recenseamento no dia 15 era de 316 apurados, e depois appareceu com 1:340; e pela falta da affixação do recenseamento, e igualmente protestou Manoel Joaquim Valente, porque fosse Presidente da Assembléa do Banheiro o Administrador de Es-