O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

1346
DIARIO DO GOVERNO.
CAMARA DOS SENADORES.
Extracto da Sessão de 9 de Outubro de 1840.
Presidencia do Sr. Polycarpo José Machado
(1.º Secretario).
Feita a chamada verificou-se estarem presentes 23 Srs. Senadores.
Aberta a Sessão pela uma hora, fez-se a leitura da Acta da Sessão antecedente, e foi approvada.
O Sr. Presidente do Conselho declarou que as melhoras de Sua Magestade são taes, que os Facultativos já Lhe aconselharam de tomar algum alimento solido (satisfação geral).
Leu-se a correspondencia, á qual se deu o competente destino,
ORDEM DO DIA.
Continua a discussão do projecto de Lei sobre a liberdade de Imprensa.
O Sr. B. da R. de Sabrosa notou que sobre objecto tão grave não se podia discutir com tão poucos membros.
Foi suspensa a Sessão por espaço de meia hora.
Finda esta, reuniram-se novamente os Senadores que haviam no edificio, e depois de se esperar até ás duas horas,
O Sr. V. de Laborim requereu que se officie aos Srs. Senadores, de cuja ausencia a Mesa ignora o motivo, participando-lhes que não póde haver Sessão por falta de numero.
O Sr. Miranda oppoz-se a este requerimento, declarando que ainda que se não nomêa alguem pessoalmente, sempre póde offender o melindre pessoal.
Da mesma opinião foi o Sr. Conde do Bomfim, o qual declarou que o Sr. Conde de Avilez não podia comparecer.
Depois de algumas reflexões o auctor do requerimento pediu licença para o retirar, dizendo que o seu fim estava preenchido.
O Sr. J. M. de Abreu propoz que nas Actas se declare sempre a satisfação com que se tem recebido as noticias das melhoras de Sua Magestade.
Tendo o Sr. Secretario manifestado que sempre se faz essa declaração, por proposta do Sr. Caldeira se determinou que se dissesse na Acta que tinham sido recebidas com muito interesse satisfação.
Por proposta do Sr. V. de Laborim se levantou a Sessão, dando o Sr. Presidente para ordem do dia a mesma que estava para hoje, e devendo ser a hora de principiar, o meio dia. Eram duas horas e um quarto.