O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

4515 | I Série - Número 082 | 30 de Abril de 2004

 

Vozes do PSD: - É evidente!

Protestos do PS, do PCP e de Os Verdes.

Risos do BE.

O Orador: - Este, de resto, não é um documento, é uma carta, como vai ter gosto em ver, e até acho que vai ajudar o Partido Socialista a votar de outra maneira este voto e a comportar-se, amanhã, no debate.
Mas, sobretudo, há uma coisa que a Sr.ª Ministra de Estado e das Finanças disse, de facto, hoje, publicamente, e que eu não disse, aqui, agora e, portanto, queria acrescentar, porque julgo ser também útil.
O que a Sr.ª Ministra de Estado e das Finanças disse, e acho que isto é muito bom para a credibilidade de Portugal, foi que, agora, ao contrário do passado, o Comissário Pedro Solbes e a Comissão Europeia acreditam na palavra dos governantes portugueses.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

Vozes do PS: - Ahhh!…

Risos do PCP, do BE e de Os Verdes.

O Sr. Presidente: - Sr. Ministro, permita-me, então, que o corrija: o ex-Comissário Pedro Solbes, porque me consta que ele tomou posse como Ministro das Finanças no governo espanhol.

O Sr. Guilherme Silva (PSD): - Sr. Presidente, peço a palavra.

O Sr. Presidente: - Para que efeito, Sr. Deputado?

O Sr. Guilherme Silva (PSD): - Sr. Presidente, para uma interpelação à Mesa, sobre a matéria que tem estado a ser objecto de interpelação.

O Sr. Presidente: - Sr. Deputado, dou-lhe a palavra, mas apelo para que não reabramos um debate que já se realizou.

O Sr. Luís Marques Guedes (PSD): - Mas quem o reabriu foi o PS!

O Sr. Guilherme Silva (PSD): - Sr. Presidente, eu estava junto da Sr.ª Ministra de Estado e das Finanças, e o Sr. Deputado Telmo Correia também, quando a Sr.ª Ministra fez as declarações que fez. E interpelada sobre um documento enigmático que o Partido Socialista tem estado a criar na comunicação social,…

O Sr. José Magalhães (PS): - Não é enigmático, está aqui!

O Orador: - … a Sr.ª Ministra disse: "Não há documento nenhum, o que há é uma carta minha que está disponível e que vai ser enviada pelo Governo"! Tão simples quanto isto, nem mais nem menos!

O Sr. José Magalhães (PS): - Espantoso!

O Sr. Presidente: - Portanto, está a questão esclarecida, Sr. Deputado.

O Orador: - Pretender agora, aqui, arranjar um caos e uma contradição é aquilo em que o Partido Socialista é forte, mas nós somos fortes a resolver os problemas de Portugal, designadamente junto da União Europeia.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

O Sr. Presidente: - Está o caso resolvido, não se fala mais nesse assunto.
Srs. Deputados, vamos, então, proceder à votação do voto n.º 150/IX - De congratulação por a

Páginas Relacionadas
Página 4516:
4516 | I Série - Número 082 | 30 de Abril de 2004   Comissão Europeia ter pos
Pág.Página 4516