O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

36 | I Série - Número: 043 | 2 de Fevereiro de 2008

O Sr. Nuno Teixeira de Melo (CDS-PP): — … a vitórias — muitas! — que nos legitimaram como Nação e nos credibilizaram aos olhos do mundo, Portugal deve imenso aos seus reis e ao seu povo, ao longo de todos os oito séculos da sua História.

Aplausos do CDS-PP.

Este Parlamento é a prova viva disso, para quem tenha pelo menos algum resquício de cultura e conheça, entre outras coisas, a pintura que está nesta Sala, ou o retrato que encima a Sala do Senado, em cada uma das suas sessões, em quase todas as paredes deste Parlamento,...

O Sr. Fernando Rosas (BE): — O que é que isso tem a ver com o regicídio?

O Sr. Nuno Teixeira de Melo (CDS-PP): — … provas vivas desse tempo como de todos os que, num continuum, fazem a História de Portugal.

O Sr. Fernando Rosas (BE): — O que é que isso tem a ver com o regicídio?

O Sr. Nuno Teixeira de Melo (CDS-PP): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados, entendamo-nos, e não queiramos cair na tentação de confundir República com 1.ª República.

O Sr. Paulo Portas (CDS-PP): — Muito bem!

O Sr. Nuno Teixeira de Melo (CDS-PP): — Porque uma e outra coisa não são o mesmo.

O Sr. Diogo Feio (CDS-PP): — Muito bem!

O Sr. Nuno Teixeira de Melo (CDS-PP): — E aquilo que hoje vivo e o mandato que aqui exerço, seguramente, não comparo com o que naquele tempo sucedeu, com todas as consequências que também fazem parte da História, que é nossa, é colectiva, é do povo.

Aplausos do CDS-PP.

Por isso, nesta bancada, votaremos com liberdade, como quiser cada um dos seus Deputados, sem julgar a História nem os factos,…

O Sr. Fernando Rosas (BE): — Ai não?!

Protestos do PS.

O Sr. Nuno Teixeira de Melo (CDS-PP): — … como não fazemos quando votamos qualquer outro documento relacionado com a História, em Portugal e no mundo, o que aqui se nos apresenta. Aqui também, respeitando hoje o que é o nosso presente e o nosso passado colectivo.

Aplausos do CDS-PP.

O Sr. Presidente: — Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado Pedro Santana Lopes.

O Sr. Pedro Santana Lopes (PSD): — Sr. Presidente, Srs. Deputados, este voto não é apresentado pelo grupo parlamentar que lidero, é da responsabilidade do Deputado Miguel Pignatelli Queiroz.

O Sr. Pedro Mota Soares (CDS-PP): — E bem!

Páginas Relacionadas
Página 0040:
40 | I Série - Número: 043 | 2 de Fevereiro de 2008 Submetido à votação, foi rejeitado, com
Pág.Página 40