O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

23 DE NOVEMBRO DE 2012

45

A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, vamos passar ao artigo 76.º — Contribuição extraordinária de

solidariedade.

Para intervir sobre este artigo, estão inscritos os Srs. Deputados João Rebelo e Hélder Sousa Silva.

Tem a palavra o Sr. Deputado João Rebelo.

O Sr. João Rebelo (CDS-PP): — Sr.ª Presidente, Srs. Membros do Governo, Sr.as

Deputadas e Srs.

Deputados, a alteração proposta pela maioria enquadra-se no profundo respeito que o Governo PSD/CDS tem

pelos deficientes das forças armadas que, numa guerra que foram forçados a fazer, serviram o País com

grande sacrifício, como se pode ver agora pelas dificuldades que enfrentam todos os dias pela deficiência

adquirida por causa dessa mesma guerra.

Esta proposta do PSD e do CDS no que aos deficientes militares diz respeito contempla um caráter

indemnizatório das pensões atribuídas aos DFA (Deficientes das Forças Armadas) e é esse caráter

indemnizatório que norteou todas as exceções contempladas no Orçamento do Estado para 2013

relativamente a este mesmo universo.

Esta preocupação de salvaguarda e do caráter indemnizatório das pensões atribuídas levou à

apresentação desta proposta de alteração ao artigo 76.º, que trata de contribuições extraordinárias de

solidariedade.

Nesse sentido, excecionou-se desta contribuição, no que diz respeito à suspensão dos subsídios de férias

e de Natal, os deficientes das Forças Armadas, os grandes deficientes da Forças Armadas e os grandes

deficientes dos serviços efetivos normais.

Com isto, faz-se justiça!

Aplausos do CDS-PP.

A Sr.ª Presidente: — Tem a palavra o Sr. Deputado Hélder Sousa Silva.

O Sr. Hélder Sousa Silva (PSD): — Sr.ª Presidente, Srs. Membros do Governo, Sr.as

e Srs. Deputados, o

País deve um respeito especial a todos aqueles que, pela Pátria, empenharam e sacrificaram o melhor das

suas vidas. Refiro-me, especificamente, aos deficientes das Forças Armadas.

É este respeito e sentido de dever que norteou todas as exceções positivas e plenamente justificadas

contempladas no Orçamento do Estado para 2013, relativamente a estes nossos concidadãos.

É por isso que o PSD e o CDS-PP propõem, no n.º 12 do artigo 76.º, isentar os deficientes das Forças

Armadas da contribuição extraordinária de solidariedade.

É por isso também que o PSD e o CDS-PP propõem, à semelhança do que fez no ano passado, que as

pensões indemnizatórias dos deficientes das Forças Armadas não sofram quaisquer reduções.

E é também por isso que estes dois partidos propõem que os deficientes das Forças Armadas continuem a

ter direito às reduções nas tarifas dos transportes ferroviários.

Os deficientes das Forças Armadas são, para o PSD e, estou certo, para o País, testemunhos e memórias

vivas que nos ajudam a ter muito orgulho da nossa História.

Muito obrigado!

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, sobre o artigo 77.º — Alteração ao Decreto-Lei n.º 498/72, que

promulga o Estatuto da Aposentação, não há pedidos de palavra, pelo que passamos à proposta de artigo

77.º-A — Extensão do regime de cumulação a titulares de cargos políticos nas regiões autónomas.

Tem a palavra o Sr. Deputado Jacinto Serrão.

O Sr. Jacinto Serrão (PS): — Sr.ª Presidente, Srs. Membros do Governo, Sr.as

e Srs. Deputados, desde

2005, e com o reforço em 2010 na lei, que os titulares dos cargos políticos em exercício de funções não

podem acumular a reforma simultaneamente com o respetivo ordenado. Esta norma veio no sentido de

Páginas Relacionadas
Página 0002:
I SÉRIE — NÚMERO 21 2 A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, Srs. Membr
Pág.Página 2
Página 0003:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 3 A Sr.ª Presidente: — Sr. Deputado Duarte Pacheco, pode ind
Pág.Página 3
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 21 4 O que é que eu quero dizer com esta pergunta? S
Pág.Página 4
Página 0005:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 5 A Sr.ª Presidente: — Tem a palavra o Sr. Deputado Luís Faz
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 21 6 A Sr.ª Presidente: — Tem a palavra o Sr.
Pág.Página 6
Página 0007:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 7 Sr.ª Presidente, terminando, ninguém compreende que, nesta
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 21 8 A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, a M
Pág.Página 8
Página 0009:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 9 Para além do mais, Sr.ª Presidente, é absolutamente inacei
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 21 10 quer fazer, impondo o seu número mas não a raz
Pág.Página 10
Página 0011:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 11 Vozes do PSD: — Muito bem! O Sr. Duarte Pac
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 21 12 O Sr. Cristóvão Crespo (PSD): — Muito bem!
Pág.Página 12
Página 0013:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 13 Este Orçamento do cenário macroeconómico é um Orçamento d
Pág.Página 13
Página 0014:
I SÉRIE — NÚMERO 21 14 Propomos que se vá buscar àqueles que não têm
Pág.Página 14
Página 0015:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 15 Só há uma solução para este Orçamento: rasgá-lo e substit
Pág.Página 15
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 21 16 Este é, portanto, um Orçamento que se insere n
Pág.Página 16
Página 0017:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 17 Mais, Sr.ª Presidente: há um ano, o Partido Socialista de
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 21 18 Os senhores apresentam um Orçamento que é uma
Pág.Página 18
Página 0019:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 19 A Resolução do Conselho de Ministros n.º 101-A/201
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 21 20 A primeira nota é para dizer que ficou claro q
Pág.Página 20
Página 0021:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 21 O Sr. Duarte Pacheco (PSD): — Sr.ª Presidente, Sr.as <
Pág.Página 21
Página 0022:
I SÉRIE — NÚMERO 21 22 Assim, Os Verdes propõem neste artigo as trans
Pág.Página 22
Página 0023:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 23 Aplausos do PSD e do CDS-PP. A Sr.ª
Pág.Página 23
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 21 24 melhorar este Orçamento e não a funcionar como
Pág.Página 24
Página 0025:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 25 É fundamental prosseguir este caminho para tornar sustent
Pág.Página 25
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 21 26 O Sr. Honório Novo (PCP): — … que até a venera
Pág.Página 26
Página 0027:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 27 Administração Pública. E é também, por esta via, um ataqu
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 21 28 A Sr.ª Isabel Santos (PS): — Sr.ª Presi
Pág.Página 28
Página 0029:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 29 A Sr.ª Presidente: — Tem a palavra o Sr. Secretário de Es
Pág.Página 29
Página 0030:
I SÉRIE — NÚMERO 21 30 O Sr. Nuno Magalhães (CDS-PP): — Sr.ª Presiden
Pág.Página 30
Página 0031:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 31 O Sr. Nuno Magalhães (CDS-PP): — Quem falou de crime foi
Pág.Página 31
Página 0032:
I SÉRIE — NÚMERO 21 32 O Sr. Bernardino Soares (PCP): — Sr.ª Presiden
Pág.Página 32
Página 0033:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 33 A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, como referi h
Pág.Página 33
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 21 34 O Sr. João Pinho de Almeida (CDS-PP): — Sr.ª P
Pág.Página 34
Página 0035:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 35 A Sr.ª Presidente: — Tem a palavra o Sr. Deputado Rui Jor
Pág.Página 35
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 21 36 O Sr. Honório Novo (PCP): — É um escând
Pág.Página 36
Página 0037:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 37 Aplausos do PSD e do CDS-PP. A Sr.ª
Pág.Página 37
Página 0038:
I SÉRIE — NÚMERO 21 38 A Sr.ª Rita Rato (PCP): — Sr.ª Presidente, Srs
Pág.Página 38
Página 0039:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 39 O Sr. Honório Novo (PCP): — Despede!
Pág.Página 39
Página 0040:
I SÉRIE — NÚMERO 21 40 Administração Pública — aliás, até obrigam à r
Pág.Página 40
Página 0041:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 41 Quanto ao artigo 61.º — Redução de trabalhadores no setor
Pág.Página 41
Página 0042:
I SÉRIE — NÚMERO 21 42 entende que também a administração local não p
Pág.Página 42
Página 0043:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 43 Então, o Sr. Secretário de Estado acha que se refo
Pág.Página 43
Página 0044:
I SÉRIE — NÚMERO 21 44 Portanto, a pergunta que se impõe, Sr.as
Pág.Página 44
Página 0046:
I SÉRIE — NÚMERO 21 46 introduzir equidade na distribuição dos sacrif
Pág.Página 46
Página 0047:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 47 que estamos a falar de princípios constitucionais que est
Pág.Página 47
Página 0048:
I SÉRIE — NÚMERO 21 48 O Sr. João Pinho de Almeida (CDS-PP): —
Pág.Página 48
Página 0049:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 49 A Sr.ª Presidente: — Antes de dar a palavra ao Sr. Deputa
Pág.Página 49
Página 0050:
I SÉRIE — NÚMERO 21 50 aposentação vejam essa mesma aposentação aprov
Pág.Página 50
Página 0051:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 51 A Sr.ª Sónia Fertuzinhos (PS): — Quanto é que vai poupar?
Pág.Página 51
Página 0052:
I SÉRIE — NÚMERO 21 52 público», quer na busca e salvamento, quer no
Pág.Página 52
Página 0053:
23 DE NOVEMBRO DE 2012 53 sido o Sr. Deputado com todos os dentes que tem e, como é
Pág.Página 53