O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

12 DE OUTUBRO DE 2013

21

O Sr. Duarte Pacheco (PSD): — A única razão que invoco para o seu azedume resulta, porventura, de o

Bloco de Esquerda estar cada vez mais com menos expressão eleitoral, quer em termos nacionais, quer em

termos autárquicos, e por isso está triste com o regime democrático em que nos encontramos.

Protestos do BE.

Mas fique descansada que não vamos autorizar, nunca, que uma minoria passe a mandar neste País!

A Sr.ª Teresa Leal Coelho (PSD): — Exatamente!

O Sr. Duarte Pacheco (PSD): — Por isso mesmo, nós respeitamos o regime democrático, as regras da

democracia. Hoje, vencemos; amanhã, perdemos, mas respeitamos as regras da democracia e as regras de

todos os órgãos de soberania.

E nós temos, sim, um sonho, Sr.ª Deputada: queremos um País mais livre, um País mais soberano, um

País mais justo, um País mais independente, fora da tutela de outros, e é para isso que estamos a trabalhar.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

Podemos discordar do caminho, mas não nos impute o vosso mau sonho dizendo que está na nossa

mente!

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

A Sr.ª Presidente: — Sr.ª Deputada Mariana Aiveca, tem a palavra, para dar explicações, querendo.

A Sr.ª Mariana Aiveca (BE): — Sr.ª Presidente, Sr. Deputado Duarte Pacheco, obviamente que o ataque é

político,…

Protestos do PSD e do CDS-PP.

… obviamente que os senhores, após terem produzido por cinco vezes leis inconstitucionais, atacam o

principal pilar do regime democrático, que é a Constituição.

A consideração que fiz é uma consideração política, é uma consideração sobre um ataque ao principal pilar

do regime democrático, que é a Constituição.

Portanto, Sr. Deputado, creio que não há aqui qualquer ataque à sua honra pessoal,…

A Sr.ª Teresa Leal Coelho (PSD): — Não?!

A Sr.ª Mariana Aiveca (BE): — … nem à honra coletiva da sua bancada. Há uma apreciação política de

um sonho político de ataque à Constituição, que é o principal pilar do regime democrático. Foi tão-só isso que

eu quis referir.

O Sr. Deputado também falou de outros sonhos e de outras apreciações, as quais naturalmente tem

legitimidade de fazer, mas também me reserva o direito de não responder no que à minha bancada diz

respeito.

Aplausos do BE.

A Sr.ª Presidente (Teresa Caeiro): — Vamos prosseguir com o debate.

Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado Nuno Sá.

Páginas Relacionadas
Página 0003:
12 DE OUTUBRO DE 2013 3 A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, está aberta a sessão.
Pág.Página 3
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 9 4 Acontece, porém, que, quando confrontados com as
Pág.Página 4
Página 0005:
12 DE OUTUBRO DE 2013 5 A verdadeira razão é muito simples, Sr.ª Presidente: o Part
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 9 6 da maioria, deixam de receber 66,7% para passare
Pág.Página 6
Página 0007:
12 DE OUTUBRO DE 2013 7 escrutínio da opinião pública, virem dizer que num debate q
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 9 8 Ficou claro, neste curto debate, que estamos, de
Pág.Página 8
Página 0009:
12 DE OUTUBRO DE 2013 9 Mesa aplique diretamente o Regimento, sem levar o requerime
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 9 10 Vozes do PCP: — Muito bem!
Pág.Página 10
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 9 16 Vozes do BE: — Muito bem! A Sr.ª
Pág.Página 16
Página 0017:
12 DE OUTUBRO DE 2013 17 A Sr.ª Mariana Aiveca (BE): — Que proteção?!
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 9 18 sindicatos, e querendo fugir à discussão na esp
Pág.Página 18
Página 0019:
12 DE OUTUBRO DE 2013 19 Quanto às alterações e aos acrescentos que a maioria enten
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 9 20 … o que os senhores querem atacar é a Constitui
Pág.Página 20
Página 0022:
I SÉRIE — NÚMERO 9 22 O Sr. Nuno Sá (PS): — Sr.ª Presidente, Srs. Dep
Pág.Página 22
Página 0023:
12 DE OUTUBRO DE 2013 23 Administração Pública existe em função de um serviço públi
Pág.Página 23
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 9 24 Tem a palavra, Sr. Deputado. O Sr
Pág.Página 24