O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

21 DE NOVEMBRO DE 2014

29

E, a propósito, faria de novo outra citação: «Não há varinhas mágicas nem soluções de curto prazo para

resolver os problemas de Portugal». E cito António Costa, Agenda para a década.

O Sr. João Oliveira (PCP): — Isso é que é fazer publicidade ao PS!

A Sr.ª Conceição Bessa Ruão (PSD): — É bom que todos os portugueses que nos ouvem e seguem

tenham a consciência de que, por muitas promessas que sejam feitas, o Dr. António Costa não terá condições

para as cumprir, porque a situação do País não o permite.

Aplausos do PSD.

A Sr.ª Presidente: — Não temos mais inscrições para este artigo.

Passamos ao Capítulo III, Secção VI — Proteção social e aposentação ou reforma.

Estão inscritos vários Srs. Deputados para intervir sobre o artigo 77.º — Complementos de pensão.

Dou a palavra à Sr.ª Deputada Mariana Mortágua, do Bloco de Esquerda.

A Sr.ª Mariana Mortágua (BE): — Sr.ª Presidente, Srs. Membros do Governo, Srs. Deputados, propomos a

eliminação dos artigos 77.º e 78.º, que constituem cortes sobre o rendimento dos pensionistas, em particular

sobre os complementos de pensão dos trabalhadores das empresas do Estado que foram para a reforma, que

foram pressionados a ir para a reforma antecipada e que tinham um contrato com um complemento de pensão

que lhes permitia ter um rendimento digno nessa reforma. O Governo, sem pestanejar, cortou esse contrato,

rasgou esse contrato com os trabalhadores e corta no rendimento, que muitas vezes equivale a 60% do

rendimento dos trabalhadores destas empresas.

Mas não podemos, sobretudo, admitir que o PSD admita cortar nos complementos de reforma de pensões

de trabalhadores da função pública, ao mesmo tempo que aqui propõe, juntamente com Deputados do PS,

repor as pensões vitalícias a Deputados. Isso não podemos admitir! Não podemos admitir que se equacione

repor pensões vitalícias a Deputados, ao mesmo tempo que nem se duvida em encurtar pensões e

rendimentos aos trabalhadores, como tem sido feito nos últimos três anos deste Governo e como já tinha sido

feito pelo Governo do PS, anteriormente.

Por isso, somos, e quero deixar bem claro, contra qualquer proposta que implique repor pensões vitalícias

a Deputados, ao mesmo tempo que se corta em pensões dos trabalhadores.

Aplausos do BE.

A Sr.ª Presidente: — Tem a palavra o Sr. Deputado Bruno Dias, do PCP.

O Sr. Bruno Dias (PCP): — Sr.ª Presidente, Srs. Membros do Governo, Srs. Deputados, o que o Governo,

o PSD e o CDS têm estado a fazer aos trabalhadores do Metropolitano e da Carris é uma vergonha. É

inqualificável este saque aos complementos de reforma. Estes trabalhadores não pediram nada, estes

trabalhadores nunca pediram nada, foi a empresa que lhes pediu para passarem à reforma mais cedo, por

conveniência de serviço, e comprometeu-se, há muitas dezenas de anos, a criar o complemento de reforma e

a estabelecê-lo na contratação coletiva.

A Sr.ª Rita Rato (PCP): — Exatamente!

O Sr. Bruno Dias (PCP): — E os senhores, unilateralmente, decretam um corte substancial no rendimento

destes homens e mulheres, demonstrando que, com os senhores no poder, o Estado não é pessoa de bem.

Não é assim que se pode aceitar que a política funcione. Já sei que os senhores vão dizer que fazem isto

porque podem. Nós, simplesmente, respondemos que os senhores deveriam ter vergonha.

Mas ainda vão a tempo. Com a proposta do PCP, se a aprovarem, eliminam esse artigo vergonhoso, que é

o artigo em que o Estado dá o dito por não dito e rouba os trabalhadores reformados de uma forma

inqualificável.

Páginas Relacionadas
Página 0002:
I SÉRIE — NÚMERO 20 2 A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, Srs. Membr
Pág.Página 2
Página 0003:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 3 Finalmente, deram entrada na Mesa os projetos de resolução
Pág.Página 3
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 20 4 rompe no plano externo o que também faz no plan
Pág.Página 4
Página 0005:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 5 Aplausos do BE. A Sr.ª Presidente: —
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 20 6 O Sr. João Galamba (PS): — Sr.ª Presidente, Srs
Pág.Página 6
Página 0007:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 7 Orçamento do Estado é claro na fragilização das repostas n
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 20 8 Por último, sublinho as medidas relacionadas co
Pág.Página 8
Página 0009:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 9 mas hoje reforçamos ainda mais esse montante, dotando esta
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 20 10 O Sr. Jorge Machado (PCP): — Sr.ª Presi
Pág.Página 10
Página 0011:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 11 A Sr.ª Presidente: — Para uma intervenção, tem a palavra
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 20 12 A Sr.ª Rita Rato (PCP): — Exatamente! <
Pág.Página 12
Página 0013:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 13 exercer outras atividades no setor privado, a poderem tra
Pág.Página 13
Página 0014:
I SÉRIE — NÚMERO 20 14 — os trabalhadores da Administração Pública tê
Pág.Página 14
Página 0015:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 15 A Sr.ª Presidente: — Relativamente ao artigo 45.º — Pagam
Pág.Página 15
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 20 16 que quiser, mas quer exatamente despedir —, pa
Pág.Página 16
Página 0017:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 17 Para terminar com a ferida aberta na classe docente do en
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 20 18 Só é possível cumprir a escola pública de qual
Pág.Página 18
Página 0019:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 19 Foram um novo impulso à ciência e o reforço do Sis
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 20 20 A Sr.ª Rita Rato (PCP): — … que foram obrigado
Pág.Página 20
Página 0021:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 21 A Sr.ª Presidente: — Mantemo-nos na apreciação do artigo
Pág.Página 21
Página 0022:
I SÉRIE — NÚMERO 20 22 A Sr.ª Mariana Mortágua (BE): — Quem é que def
Pág.Página 22
Página 0023:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 23 equilíbrio, permitindo, desta forma, que em relação à ges
Pág.Página 23
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 20 24 O Sr. José Luís Ferreira (Os Verdes): — Sr.ª P
Pág.Página 24
Página 0025:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 25 Aplausos do CDS-PP. A Sr.ª Presidente
Pág.Página 25
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 20 26 Passamos ao Capítulo III, Secção IV— Disposiçõ
Pág.Página 26
Página 0027:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 27 todos os portugueses, todos, sem exceção, possam benefici
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 20 28 O Sr. Michael Seufert (CDS-PP): — Bem lembrado
Pág.Página 28
Página 0030:
I SÉRIE — NÚMERO 20 30 Ainda vão a tempo, Srs. Deputados!
Pág.Página 30
Página 0031:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 31 Relativamente às freguesias, há ainda a realçar a majoraç
Pág.Página 31
Página 0032:
I SÉRIE — NÚMERO 20 32 O PSD acompanha esta decisão. E acompanha porq
Pág.Página 32
Página 0033:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 33 A Sr.ª Presidente: — Ainda no capítulo relativo ao poder
Pág.Página 33
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 20 34 Decreto-Lei n.º 70/2010. Onde o Orçamento do E
Pág.Página 34
Página 0035:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 35 Estive para dizer isso numa anterior intervenção, mas tiv
Pág.Página 35
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 20 36 O Sr. Ferro Rodrigues (PS): — Para fazer uma i
Pág.Página 36
Página 0037:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 37 sociais, desde o RSI, ao CSI, ao abono de família, a todo
Pág.Página 37
Página 0038:
I SÉRIE — NÚMERO 20 38 numa política geral que este Governo tem segui
Pág.Página 38
Página 0039:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 39 Aplausos do PS. O Sr. Adão Silva (PSD): — P
Pág.Página 39
Página 0040:
I SÉRIE — NÚMERO 20 40 O Sr. Adão Silva (PSD): — Tendo em conta a que
Pág.Página 40
Página 0041:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 41 A proposta que o Partido Socialista apresentou sobre o ab
Pág.Página 41
Página 0042:
I SÉRIE — NÚMERO 20 42 O Sr. Secretário de Estado Adjunto e do Orçame
Pág.Página 42
Página 0043:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 43 Sr.as e Srs. Deputados, as medidas dos descontos n
Pág.Página 43
Página 0044:
I SÉRIE — NÚMERO 20 44 O Sr. Nuno Sá (PS): — … e desse milhão
Pág.Página 44
Página 0045:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 45 … é um mérito das instituições da economia social, é um m
Pág.Página 45
Página 0046:
I SÉRIE — NÚMERO 20 46 A Sr.ª Presidente: — Temos ainda inscrições so
Pág.Página 46
Página 0047:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 47 O Sr. Nuno Magalhães (CDS-PP): — … está zangada com as pe
Pág.Página 47
Página 0048:
I SÉRIE — NÚMERO 20 48 Aplausos do CDS-PP e do PSD.
Pág.Página 48