O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 20

42

O Sr. Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento: — Muito se tem discutido sobre o Orçamento, mas

nada se tem dito relativamente ao custo das propostas que aqui são faladas.

A esse propósito, mais uma vez, a UTAO (Unidade Técnica de Apoio Orçamental) teve o prazer de

apresentar, ontem, uma nota na qual é referido o Ministério das Finanças. Quanto à conclusão da nota, que

ontem foi publicada, do lado do Ministério das Finanças e do lado do Governo há toda a disponibilidade para

prestar informação à Unidade Técnica de Apoio Orçamental, como, aliás, tem sido hábito.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

A Sr.ª Presidente: — Tem a palavra a Sr.ª Deputada Rita Rato.

A Sr.ª Rita Rato (PCP): — Sr.ª Presidente, Srs. Deputados: Assistimos a um momento histórico. O Partido

Socialista, depois de ter apresentado o Decreto-Lei n.º 70/2010 — que afastou milhares de crianças do abono

de família —, com o apoio do PSD e do CDS, que, chegados ao Governo, mantêm o mesmo Decreto e a

mesma limitação, depois de, pelo menos cinco vezes, o Partido Comunista Português ter proposto a reposição

do 4.º e do 5.º escalões e a majoração no 1.º e no 2.º, eis que, em véspera de eleições, o PS apresenta uma

proposta.

Saudamos esta aproximação do Partido Socialista, não por haver eleições, mas porque se traduzirá, se for

acompanhada pelo PSD e pelo CDS, numa melhoria das condições de vida para muitas crianças e para

muitas famílias neste País.

O Secretário de Estado do Emprego veio dizer que o desemprego não está a aumentar, o mesmo

Secretário de Estado que já anunciou que quer atirar 700 trabalhadores da segurança social para o

desemprego! Sr. Secretário de Estado, tenha, pelo menos, a coerência de admitir que o que este Governo faz

é substitui trabalhadores com direitos por trabalhadores sem direitos.

Da parte do PCP, denunciaremos sempre, mas sempre, cada medida da política de direita, seja de

governos do Partido Socialista, seja de governos do PSD e do CDS, que colocam em causa a Constituição e o

progresso deste País.

Aplausos do PCP.

A Sr.ª Presidente: — Srs. Deputados, vamos passar à discussão do artigo 117.º-B — Passes escolares.

Tem a palavra a Sr.ª Deputada Idália Serrão.

A Sr.ª Idália Salvador Serrão (PS): — Sr.ª Presidente, Sr.as

e Srs. Deputados: O que está aqui em causa é

o acesso ao transporte público e uma proposta para desconto no passe das crianças e dos jovens entre os 4 e

os 18 anos que frequentam a escolaridade obrigatória e para os jovens que têm menos de 23 anos e estão no

ensino superior.

Hoje, a realidade dos portugueses exige-nos um olhar atento e medidas concretas. A pobreza tem

aumentado e, por muito que os senhores tentem fazer ver aos portugueses que a pobreza não está a

aumentar, eles sentem-na, todos os dias, nas suas vidas. A pobreza tem aumentado em Portugal e tem

especial incidência nas crianças, nos jovens e nos idosos. Mas o desemprego também está instalado nas

famílias e em todas as gerações. Os netos, os pais, os avós estão fustigados pelo desemprego.

Portanto, a proposta que o Partido Socialista apresenta visa retomar esse apoio, que é um dos mais

significativos para o orçamento familiar. É um apoio que pode fazer a diferença entre ter ou não ter os filhos na

escola e nós sabemos qual é a importância das qualificações, a importância da escola no quebrar dos ciclos

geracionais de pobreza. Mas nem mesmo assim os senhores se demovem.

Para além de ser uma medida importante para as famílias, esta é também uma medida importante de

incentivo ao uso do transporte público. O Governo lançou a discussão sobre a reforma da fiscalidade verde

mas não é coerente nem com as pretensões, nem com as propostas que apresenta neste Orçamento do

Estado, nem com as ações que pratica. O desconto no passe dos estudantes incentiva o uso do transporte

público e também promove a diminuição da poluição.

Páginas Relacionadas
Página 0043:
21 DE NOVEMBRO DE 2014 43 Sr.as e Srs. Deputados, as medidas dos descontos n
Pág.Página 43