O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 29

46

Receio, Sr.as

e Srs. Deputados, que aquilo a que tenhamos assistido aqui não tenha sido o princípio de um

processo sério de quem quer saber tudo, sem limites, sem reservas, sem tabus, sem esconder,…

A Sr.ª Isabel Alves Moreira (PS): — Por que é que não foi assim nas outras?

O Sr. António Leitão Amaro (PSD): — … mas o início de um exercício de manipulação, em que as

respostas serão condicionadas, são dadas antes das perguntas serem feitas.

Da nossa parte, queremos o esclarecimento total, não deixamos perguntas de fora, não deixamos períodos

de fora e não deixamos responsáveis de fora.

Vozes do PS: — Nós também não!

O Sr. António Leitão Amaro (PSD): — Foi isto que os Srs. Deputados da esquerda quiseram fazer.

O Sr. Presidente: — Peço-lhe que conclua, Sr. Deputado.

O Sr. António Leitão Amaro (PSD): — Começam mal! Começam com sectarismo, mas, sobretudo, a

manchar a imagem deste Parlamento…

A Sr.ª Isabel Alves Moreira (PS): — Olha quem! Olha quem!

O Sr. António Leitão Amaro (PSD): — … e do esforço de apuramento da verdade que todos os

portugueses pedem.

Aplausos do PSD e do CDS-PP.

O Sr. Presidente: — Para uma declaração de voto oral, tem a palavra o Sr. Deputado Miguel Tiago.

O Sr. Miguel Tiago (PCP): — Sr. Presidente, Srs. Deputados: Sobre o voto do Grupo Parlamentar do

Partido Comunista, quanto à constituição da comissão de inquérito, julgamos que não é adequada a crítica

que nos foi dirigida pelo Sr. Deputado João Pinho de Almeida, por uma simples razão. O Sr. Deputado diz que

há perguntas que o PCP, o PS e o BE não querem fazer. Sr. Deputado, só para lhe explicar, o requerimento

para a constituição da comissão de inquérito que foi aprovado por parte destes partidos coloca muito mais

perguntas e contém aquelas que os senhores formulam.

Aplausos do PCP.

Portanto, o universo de perguntas é mais vasto. Logo, a questão coloca-se exatamente ao contrário: por

que é que só querem colocar as vossas?

Protestos do PSD e do CDS-PP.

Portanto, Sr. Deputado, tendo em conta que este projeto é continente das perguntas que colocam no

vosso, julgamos que a sua aprovação, por força dessa inclusão, prejudica a votação do vosso.

Sobre a questão das auditoras externas, Srs. Deputados, gostava de deixar claro o seguinte: o Banif, tal

como todas as instituições bancárias, é anualmente alvo de auditorias externas, que são, precisamente,

aquelas que avalizam as suas contas.

Quando o Sr. Deputado Leitão Amaro diz que há uma entidade externa independente, esquece-se de dizer

que essa entidade externa independente é precisamente uma das que, ao longo do tempo, tem vindo a

esconder os problemas da banca em Portugal.

Aplausos do PCP.

Páginas Relacionadas
Página 0037:
23 DE JANEIRO DE 2016 37 Peço à Sr.ª Secretária Idália Serrão o favor de ler o voto
Pág.Página 37