O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 40

56

Aplausos do PS.

Não entramos nesse campeonato, mas registamos uma evolução. Quem liderou o anterior Governo passou

da aceitação passiva de medidas brutais para os portugueses para a projeção de personalidade. Era um

executivo tão ajoelhado, mas tão ajoelhado, a partir do qual, compreensivelmente, continua tudo a parecer

demasiado baixo e, obviamente, ajoelhado.

Este Orçamento demonstra que temos, finalmente, um Governo de desempobrecimento nacional, e é isso

que custa à direita, jogando, por isso, na estratégia do desespero e na histeria contra os interesses de

Portugal.

Ao longo das últimas semanas, ouvimos de tudo. Primeiro, ouvimos dizer que não haveria acordo entre os

partidos que apoiam o Governo, mas houve; depois, que o Orçamento não passaria em Bruxelas — e bem

tentaram trabalhar nos bastidores para que assim fosse —, mas passou; depois, que causaria problemas aos

partidos que apoiam o Governo, mas não causou; depois, que viria o dilúvio das agências de rating, mas

vejam lá, Srs. Deputados, continuou o bom tempo.

Protestos do PSD.

Resta-lhes a estratégia dos pequenos casos e uma espécie de exoterismo sobre o que se vai passar nos

próximos meses.

Pois não precisam de recorrer a nenhum bruxo! Nós dizemos-lhes o que vai acontecer: o Orçamento do

Estado vai ser aprovado e vai ser cumprido, invertendo a espiral de empobrecimento em que os senhores

mergulharam o nosso País.

Aplausos do PS.

O percurso que iniciámos é claro e traduz uma nova ação pública que valoriza o trabalho e que combate a

pobreza e a exclusão. Sabemos que o Sr. Ministro tem muito trabalho a fazer, porque o anterior Governo

transformou o então Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social num autêntico ministério da

falta de solidariedade, do desemprego e da insegurança social.

Por isso, este é também um Orçamento que apresenta uma errata, certamente, mas é uma errata ao

cinismo da direita, porque enquanto falavam de pobreza e de exclusão, PSD e CDS-PP aumentaram a

pobreza, e em especial a pobreza entre os mais vulneráveis.

Aplausos do PS.

Enquanto se propagandeava como amiga das famílias, a direita cortou abonos e cortou o RSI a 65 000

crianças, que, certamente, viviam acima das suas possibilidades…

Aplausos do PS.

Enquanto falava de apoio aos idosos, a direita manteve congeladas as pensões e cortou o complemento

solidário para idosos, aumentando o risco de pobreza entre eles.

Em tudo isto, falamos de opções. A direita diz que não. Insiste que é a realidade, quando, na verdade, é a

sua, é a vossa construção da realidade. E muitos interiorizaram essa posição, que é sempre ideológica e que

lançou pobres contra pobres, trabalhadores do setor privado contra trabalhadores do setor público, novos

contra velhos, ativos contra inativos, enquanto o País se ia afundando na destruição do nosso contrato social,

que é o programa realmente existente da direita portuguesa.

Aplausos do PS.

Protestos do PSD.

Páginas Relacionadas
Página 0003:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 3 O Sr. Presidente: — Sr. Primeiro-Ministro,
Pág.Página 3
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 40 4 Aplausos do PS. … não abdi
Pág.Página 4
Página 0005:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 5 Sr.as e Srs. Deputados, recordemos que o an
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 40 6 O Sr. Ministro das Finanças: — Os números que c
Pág.Página 6
Página 0007:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 7 O aumento do imposto sobre produtos petrolí
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 40 8 financeiros, com recurso a fundos europeus, num
Pág.Página 8
Página 0009:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 9 O Sr. António Leitão Amaro (PSD): —
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 40 10 Risos de Deputados do PS e do BE. <
Pág.Página 10
Página 0011:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 11 O Sr. Hugo Lopes Soares (PSD): — Muito bem
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 40 12 rendimento social de inserção, cortaram no com
Pág.Página 12
Página 0013:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 13 É de destacar aqui, em particular, muito e
Pág.Página 13
Página 0014:
I SÉRIE — NÚMERO 40 14 A Sr.ª Mariana Mortágua (BE): — Diria que é ma
Pág.Página 14
Página 0015:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 15 A Sr.ª Cecília Meireles (CDS-PP): — Sr. Mi
Pág.Página 15
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 40 16 O Sr. Nuno Magalhães (CDS-PP): — Muito
Pág.Página 16
Página 0017:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 17 Aplausos do CDS-PP e do PSD.
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 40 18 A questão do bipolarismo não fica apenas pelos
Pág.Página 18
Página 0019:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 19 Quanto à questão técnica, tantas vezes já
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 40 20 entre os mais ricos paguem os impostos devidos
Pág.Página 20
Página 0021:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 21 O Sr. José Luís Ferreira (Os Verdes): — Po
Pág.Página 21
Página 0022:
I SÉRIE — NÚMERO 40 22 Vozes do PSD: — Muito bem! O Sr.
Pág.Página 22
Página 0023:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 23 Protestos do PCP. Dia
Pág.Página 23
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 40 24 Esse ataque não é de hoje, esse ataque é até a
Pág.Página 24
Página 0025:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 25 Já referi, na minha intervenção inicial, q
Pág.Página 25
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 40 26 cuidada, sem choques de confiança, ao contrári
Pág.Página 26
Página 0027:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 27 O Sr. Hélder Amaral (CDS-PP): — Est
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 40 28 Sr. Ministro, o senhor não tem desculpa, porqu
Pág.Página 28
Página 0029:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 29 O Sr. Ministro tem, de facto, de dar aqui
Pág.Página 29
Página 0030:
I SÉRIE — NÚMERO 40 30 repetir-se nenhum desses casos, na medida em q
Pág.Página 30
Página 0031:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 31 PS antes contestavam, porque diziam que er
Pág.Página 31
Página 0032:
I SÉRIE — NÚMERO 40 32 continuará a empobrecer se este peso não for a
Pág.Página 32
Página 0033:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 33 Aplausos do PS. Protestos do
Pág.Página 33
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 40 34 enorme sentido de responsabilidade, que, aliás
Pág.Página 34
Página 0035:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 35 Sr. Ministro, estou a falar. Seria
Pág.Página 35
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 40 36 Vozes do BE: — Muito bem!
Pág.Página 36
Página 0037:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 37 No Parlamento Europeu, Nuno Melo e Paulo R
Pág.Página 37
Página 0038:
I SÉRIE — NÚMERO 40 38 Aplausos do CDS-PP. Tenha vergon
Pág.Página 38
Página 0039:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 39 O Sr. Telmo Correia (CDS-PP): — Ent
Pág.Página 39
Página 0040:
I SÉRIE — NÚMERO 40 40 O Sr. PedroMota Soares (CDS-PP): — Este
Pág.Página 40
Página 0041:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 41 O Sr. Luís Campos Ferreira (PSD): — É este
Pág.Página 41
Página 0042:
I SÉRIE — NÚMERO 40 42 Definitivamente, assim, a energia entre este G
Pág.Página 42
Página 0043:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 43 da sua governação se alçou a 6126 milhões
Pág.Página 43
Página 0044:
I SÉRIE — NÚMERO 40 44 atualização das pensões em 63 milhões de euros
Pág.Página 44
Página 0045:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 45 europeias, tenham a noção exata de como es
Pág.Página 45
Página 0046:
I SÉRIE — NÚMERO 40 46 Isto porque um Orçamento do Estado não é apena
Pág.Página 46
Página 0047:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 47 Ora aí está mais uma coisa que é inédita n
Pág.Página 47
Página 0048:
I SÉRIE — NÚMERO 40 48 É isso que os irrita, é isso que os des
Pág.Página 48
Página 0049:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 49 Continuando a falar de alterações legislat
Pág.Página 49
Página 0050:
I SÉRIE — NÚMERO 40 50 Autónoma dos Açores, pelo Serviço Nacional de
Pág.Página 50
Página 0051:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 51 Aplausos do PS. É por isso q
Pág.Página 51
Página 0052:
I SÉRIE — NÚMERO 40 52 O Sr. Ministro do Trabalho, Solidarieda
Pág.Página 52
Página 0053:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 53 E só não está lá o corte das pensõe
Pág.Página 53
Página 0054:
I SÉRIE — NÚMERO 40 54 Aplausos do PSD. O Sr. João Gala
Pág.Página 54
Página 0055:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 55 Sabemos por que o fizeram! Não foi por sad
Pág.Página 55
Página 0057:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 57 Isso é aquilo a que a direita chama, suges
Pág.Página 57
Página 0058:
I SÉRIE — NÚMERO 40 58 Valorizamos muito, também, o diagnóstico que v
Pág.Página 58
Página 0059:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 59 … colocando sérias dificuldades aos valore
Pág.Página 59
Página 0060:
I SÉRIE — NÚMERO 40 60 O Sr. Ministro do Trabalho, Solidariedade e Se
Pág.Página 60
Página 0061:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 61 Sr. Ministro Vieira da Silva, sabe o que d
Pág.Página 61
Página 0062:
I SÉRIE — NÚMERO 40 62 Por isso, Sr. Ministro Vieira da Silva, é bom
Pág.Página 62
Página 0063:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 63 Aplausos do PCP. O Sr
Pág.Página 63
Página 0064:
I SÉRIE — NÚMERO 40 64 Foram quatro anos de transformação de d
Pág.Página 64
Página 0065:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 65 Protestos do PSD. E o volume
Pág.Página 65
Página 0066:
I SÉRIE — NÚMERO 40 66 são instrumentos centrais para uma política qu
Pág.Página 66
Página 0067:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 67 A Sr.ª Diana Ferreira (PCP): — Por isso, s
Pág.Página 67
Página 0068:
I SÉRIE — NÚMERO 40 68 pessoas com deficiência são ainda insuficiente
Pág.Página 68
Página 0069:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 69 dos portugueses no Serviço Nacional de Saú
Pág.Página 69
Página 0070:
I SÉRIE — NÚMERO 40 70 público e da implementação de um plano estraté
Pág.Página 70
Página 0071:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 71 de modelo A para B, prevê um aumento de 10
Pág.Página 71
Página 0072:
I SÉRIE — NÚMERO 40 72 Uma vez que estamos que em sede de citações de
Pág.Página 72
Página 0073:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 73 Capital, instrumento de reforço do capital
Pág.Página 73
Página 0074:
I SÉRIE — NÚMERO 40 74 De igual modo, continuamos empenhados na atraç
Pág.Página 74
Página 0075:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 75 negócios, melhorar a qualificação, garanti
Pág.Página 75
Página 0076:
I SÉRIE — NÚMERO 40 76 quando a então maioria PSD/CDS aumentava os im
Pág.Página 76
Página 0077:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 77 2014 fizeram uma previsão — uma previsão q
Pág.Página 77
Página 0078:
I SÉRIE — NÚMERO 40 78 Mas, Sr. Ministro, como diz o povo, «águas pas
Pág.Página 78
Página 0079:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 79 A Sr.ª Presidente (Teresa Caeiro): — Tem a
Pág.Página 79
Página 0080:
I SÉRIE — NÚMERO 40 80 Aplausos do CDS-PP. A Sr.ª Presi
Pág.Página 80
Página 0081:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 81 Quero colocar uma questão, que tem muito a
Pág.Página 81
Página 0082:
I SÉRIE — NÚMERO 40 82 financiamento, e isto afeta, principalmente, a
Pág.Página 82
Página 0083:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 83 Governo, foi com os responsáveis da Web Su
Pág.Página 83
Página 0084:
I SÉRIE — NÚMERO 40 84 estes valores foram fundamentais para alavanca
Pág.Página 84
Página 0085:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 85 O Sr. André Silva (PAN): — Sr. Presidente,
Pág.Página 85
Página 0086:
I SÉRIE — NÚMERO 40 86 O Sr. Presidente: — Para uma intervenção, tem
Pág.Página 86
Página 0087:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 87 Pela forma, não devem ter muito por onde p
Pág.Página 87
Página 0088:
I SÉRIE — NÚMERO 40 88 Hoje, significativamente, além da votação na g
Pág.Página 88
Página 0089:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 89 O Sr. João Oliveira (PCP): — Muito bem!
Pág.Página 89
Página 0090:
I SÉRIE — NÚMERO 40 90 Protestos do PCP. Foi mai
Pág.Página 90
Página 0091:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 91 É o Orçamento da imprudência. É simpático
Pág.Página 91
Página 0092:
I SÉRIE — NÚMERO 40 92 O Sr. Pedro Mota Soares (CDS-PP): — Mui
Pág.Página 92
Página 0093:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 93 Mas não sou nem nunca fui de guardar ranco
Pág.Página 93
Página 0094:
I SÉRIE — NÚMERO 40 94 O Sr. Pedro Filipe Soares (BE): — Também sabem
Pág.Página 94
Página 0095:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 95 audiovisual. Propomos, então, neste pacote
Pág.Página 95
Página 0096:
I SÉRIE — NÚMERO 40 96 O Sr. Presidente: — Peço-lhe que conclua, Sr.
Pág.Página 96
Página 0097:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 97 Aplausos do PS. Dizia
Pág.Página 97
Página 0098:
I SÉRIE — NÚMERO 40 98 A tarefa é a de acabar com uma governação que
Pág.Página 98
Página 0099:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 99 previsões económicas e financeiras do conj
Pág.Página 99
Página 0100:
I SÉRIE — NÚMERO 40 100 crescer mais e mais depressa, ao mesmo tempo
Pág.Página 100
Página 0101:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 101 O Sr. João Galamba (PS): — É verda
Pág.Página 101
Página 0102:
I SÉRIE — NÚMERO 40 102 A coroar este desajeitado processo orçamental
Pág.Página 102
Página 0103:
24 DE FEVEREIRO DE 2016 103 O Sr. Pedro Passos Coelho (PSD): —
Pág.Página 103