O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 88

76

espalham o terror e perpetram os mais hediondos atos contra as populações, como aqueles que se reúnem em

torno do denominado ISIS.

Consideramos que a resposta ao terrorismo passa necessariamente pelo combate às suas mais profundas

causas — políticas, económicas e sociais — e pela defesa e afirmação dos valores da liberdade, da democracia,

da soberania e independência dos Estados. Isto é, o combate a tais crimes exige uma inversão de políticas,

quer de âmbito económico e social, quer de relacionamento internacional entre Estados.

Importa, pois, romper com as políticas de desestabilização, ingerência, fomento e criação de grupos que

espalham o terror junto das populações e fomentar políticas que desenvolvam e promovam a paz e a

cooperação, que sejam respeitadoras do direito internacional, da soberania dos povos e dos Estados, da

liberdade, da democracia. Só assim conseguir-se-á pôr fim a estes condenáveis e repulsivos atos.

Os Deputados do PCP, Carla Cruz — João Oliveira.

———

Nota: As declarações de voto anunciadas pelos Deputados do PSD Fernando Virgílio Macedo e do CDS-PP

Hélder Amaral e Nuno Magalhães não foram entregues no prazo previsto no n.º 3 do artigo 87.º do Regimento

da Assembleia da República.

———

Presenças e faltas dos Deputados à reunião plenária.

A DIVISÃO DE REDAÇÃO E APOIO AUDIOVISUAL.

Páginas Relacionadas
Página 0067:
8 DE JULHO DE 2016 67 Aplausos do PS, de pé. O Sr. Presidente: — Srs.
Pág.Página 67
Página 0068:
I SÉRIE — NÚMERO 88 68 Vitimando mais de 250 pessoas e deixando mais
Pág.Página 68
Página 0075:
8 DE JULHO DE 2016 75 Termino, Sr. Presidente, dizendo que o PSD está cada vez mais
Pág.Página 75