O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 8

28

Gostaria também de dizer ao Sr. Deputado do Partido Socialista que a questão não está só no levantamento

dos danos, a questão não está só em propor e perceber a forma de cofinanciamento ou de financiamento,

recorrendo a linhas de crédito, recorrendo a fundos comunitários, recorrendo a fundos continentais, recorrendo

a fundos regionais; a questão, a nosso ver, para além desse levantamento que é evidentemente necessário,

está na necessidade de fazer chegar, em concreto, a ajuda às pessoas afetadas.

Sr. Deputado, é nesse sentido que creio que o projeto do CDS mantém total atualidade, porquanto insta o

Governo, em articulação com o Governo Regional e independentemente dos meios e das medidas adotadas ao

nível regional, a que possa, pelo menos, copiar, infelizmente, um modelo que deu bons resultados face a um

péssimo evento, que foram outros incêndios que aconteceram, nomeadamente em 2012.

É nesse sentido que nos parece que esse exemplo, que é reconhecido genericamente por todos e que deu

bons resultados, será uma boa forma não só de fazer o levantamento como de fazer chegar o apoio, em concreto

e atendendo a cada caso, às populações. É tão-somente isto que propomos e é tão-somente isto que esperamos

que mereça o apoio desta Câmara.

Aplausos do CDS-PP.

A Sr.ª Presidente (Teresa Caeiro): — Tem a palavra, para uma intervenção, a Sr.ª Deputada Sara Madruga

da Costa, em nome do PSD.

A Sr.ª Sara Madruga da Costa (PSD): — Sr.ª Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Perderam-se vidas, casas,

viaturas, negócios, terrenos, animais, parte das nossas serras, perderam-se memórias e destruíram-se sonhos

de toda uma vida. Este é o resultado da vaga de incêndios que assolou a ilha da Madeira nos dias 8 e 9 de

agosto.

A mão criminosa, associada a uma combinação meteorológica rara, ditou a tragédia a que todos assistimos.

Graças ao trabalho e ao empenho de todos, nomeadamente das autoridades regionais, nacionais, militares,

bombeiros, polícias, profissionais de saúde, voluntários e cidadãos anónimos, evitaram-se consequências ainda

maiores.

Durante os incêndios, a rápida resposta do Governo Regional permitiu a evacuação em 2 horas e 10 minutos

de 180 pessoas do Hospital dos Marmeleiros, de 200 pessoas do Hospital João de Almada, 154 pessoas de

quatro lares de idosos e ainda os utentes das Clínicas de Santa Luzia e de Santa Catarina.

Cerca de 600 pessoas receberam cuidados alimentares, psicológicos e de saúde.

O Governo Regional não ficou à espera da ajuda do Estado para resolver os problemas das famílias afetadas,

já procedeu ao realojamento temporário de cerca de 148 pessoas e iniciou a construção de 30 novas moradias.

Os trabalhos de levantamento, de limpeza e recuperação das áreas afetadas foram imediatamente iniciados.

Muito foi feito pelo Governo Regional. Porém, é preciso fazer mais, é precise concretizar a solidariedade e a

ajuda do Estado.

Sr. Deputado Carlos Pereira, não, a nossa proposta não está ultrapassada, nem sequer é sério dizer que já

está ultrapassada.

Vozes do PSD: — Muito bem!

A Sr.ª Sara Madruga da Costa (PSD): — As famílias desalojadas precisam de regressar rapidamente às

suas casas e de refazer as suas vidas. Nunca nada estará ultrapassado enquanto existir uma família que

necessita de ajuda.

Aplausos do PSD.

Não desvalorizamos a necessidade de estudar a viabilidade de utilização dos meios aéreos no combate aos

incêndios na Madeira. Também o PSD preconiza essa necessidade.

No entanto, o que mais nos preocupa neste momento são as pessoas, o que nos move é a necessidade de

uma intervenção e uma resolução mais imediata dos seus problemas concretos.

Páginas Relacionadas
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 8 36 Submetido à votação, foi aprovado, com v
Pág.Página 36
Página 0037:
1 DE OUTUBRO DE 2016 37 O Sr. Miguel Morgado (PSD): — Portanto, teremos de t
Pág.Página 37
Página 0038:
I SÉRIE — NÚMERO 8 38 Protestos do PSD e do CDS-PP.
Pág.Página 38
Página 0039:
1 DE OUTUBRO DE 2016 39 O Sr. Presidente: — Vamos passar à votação… P
Pág.Página 39
Página 0040:
I SÉRIE — NÚMERO 8 40 O Sr. Telmo Correia (CDS-PP): — Pois é!
Pág.Página 40
Página 0041:
1 DE OUTUBRO DE 2016 41 O Sr. Hugo Costa (PS): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deput
Pág.Página 41
Página 0048:
I SÉRIE — NÚMERO 8 48 O PCP não acompanha estes votos, porque está so
Pág.Página 48