O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 24

48

Um futuro onde as Forças Armadas e de segurança sejam vistas como uma condição essencial de bem-estar

num País que se quer seguro e relevante no seio da União Europeia e no espaço internacional onde se insere.

Um futuro de um País fiel aos seus compromissos internacionais, mas aberto ao mundo e capaz de explorar

novas parcerias e cooperações como sempre fez ao longo da sua história.

Enfim, um futuro que dê aos mais novos esperança de aqui poderem ser felizes e aos mais velhos de

contarem com a tranquilidade pela qual se esforçaram toda a vida.

O futuro, a sorte de ter um futuro somos sempre nós, todos nós, que a construímos no presente, com realismo

mas também com espírito de risco, com criatividade e com ambição.

Aplausos do PS.

Da parte deste Governo, de todos os que fazem parte deste Governo, deixo aqui a garantia de mais um ano

de trabalho, sem conformismo, com entusiasmo — porque sem ele tudo sempre parece impossível —, com

coragem e dedicação aos portugueses, pelo futuro de Portugal.

Aplausos do PS, de pé, e de Deputados do BE.

O Sr. Presidente: — Sr.as e Srs. Deputados, vamos entrar no período regimental de votações.

Antes de mais, vamos proceder à verificação do quórum de deliberação, utilizando o sistema eletrónico.

Pausa.

O quadro eletrónico regista 221 presenças, a que se somam as dos Srs. Deputados Joaquim Raposo, Maria

da Luz Rosinha e Santinho Pacheco, do PS, e Assunção Cristas, do CDS-PP, perfazendo 225 Deputados, pelo

que temos quórum para proceder às votações.

Srs. Deputados, começamos pela votação final global do texto final apresentado pela Comissão de

Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, relativo à proposta de lei n.º 36/XIII (2.ª) — Aprova as

Grandes Opções do Plano para 2017.

Submetido à votação, foi aprovado, com votos a favor do PS, do BE, do PCP, de Os Verdes e do PAN e

votos contra do PSD e do CDS-PP.

Aplausos, de pé, do PS.

Passamos agora à votação final global da proposta de lei n.º 37/XIII (2.ª) — Aprova o Orçamento do Estado

para 2017.

Submetida à votação, foi aprovada, com votos a favor do PS, do BE, do PCP, de Os Verdes e do PAN e

votos contra do PSD e do CDS-PP.

Aplausos do PS, de pé, e de Deputados do PCP.

Neste momento, queria agradecer o trabalho que foi desenvolvido na Comissão de Orçamento, Finanças e

Modernização Administrativa. Queria também agradecer o trabalho da Sr.ª Secretária da Mesa, Idália Serrão,

que teve um trabalho particularmente exaustivo, e o de toda a Mesa.

Quero agradecer também aos Serviços da Assembleia da República que proporcionaram que tudo tivesse

funcionado bem na Comissão e no Plenário e, evidentemente, a todas as Sr.as e Srs. Deputados de todos os

grupos parlamentares.

Aplausos do PSD, do PS, do BE e do PCP e de Os Verdes.

Srs. Deputados, vamos proceder à votação do voto n.º 158/XIII (2.ª) — De pesar pelo falecimento de Fidel

de Castro (PCP e PS).

Páginas Relacionadas