O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 45

42

O Sr. Carlos Matias (BE) — Estou de acordo com a Sr.ª Deputada Heloísa Apolónia em que é preciso

apostar nas espécies autóctones, na diversificação do mosaico rural.

É preciso um cadastro, é verdade, Sr.ª Deputada Júlia Rodrigues, e aumentar a rentabilidade do eucalipto.

É por isso que defendemos um novo RJAAR que deve prever, explicitamente, um controlo das operações de

adensamento florestal, o que a proposta do Governo, efetivamente, não faz mas devia fazer.

Finalmente, Sr.as e Srs. Deputados, reafirmo o que comecei por dizer: é preciso um «golpe de asa», mudar

completamente. Mais do mesmo, já provou que não resolve.

Aplausos do BE.

O Sr. Presidente: — Srs. Deputados, chegámos ao fim do período das declarações políticas.

Passamos ao segundo ponto da nossa ordem de trabalhos, que consiste na apreciação conjunta da petição

n.º 84/XIII (1.ª) — Urgente reposição do serviço ferroviário no Ramal da Lousã (Pedro Júlio de Almeida Poiares

Malta e outros) e dos projetos de resolução n.os 29/XIII (1.ª) — Recomenda ao Governo a reposição urgente da

mobilidade ferroviária no Ramal da Lousã (Os Verdes), 489/XIII (2.ª) — Recomenda a reativação do projeto do

Metro do Mondego e a sua inclusão no plano de investimentos ferroviários 2016-2020 (BE) e 635/XIII (2.ª) —

Início das obras de reposição, modernização e eletrificação do Ramal da Lousã (PCP)

Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar de Os Verdes.

O Sr. José Luís Ferreira (Os Verdes): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Em primeiro lugar, queria

saudar, em nome do Partido Ecologista «Os Verdes», os milhares de cidadãos que subscreveram a petição

sobre a reposição do serviço ferroviário no Ramal da Lousã e, muito em particular, todos os que vieram de tão

longe para assistir aos trabalhos e que estão a encher as galerias,…

Aplausos de Os Verdes e do PCP.

… provando, assim, que não estão indiferentes face a tão grave injustiça que continua a afetar a generalidade

da população de toda uma região.

Como muito bem é referido na petição, o ramal ferroviário da Lousã era utilizado por mais de um milhão de

passageiros por ano, um ramal que servia cidadãos dos concelhos de Góis, Lousã, Miranda do Corvo e Coimbra.

O Ramal da Lousã representava, de facto, um instrumento de mobilidade das populações absolutamente

imprescindível, sobretudo para as deslocações para o trabalho, mas também no acesso aos serviços públicos.

E sete anos depois do seu irresponsável desmantelamento, das promessas em vão e do escandaloso abandono

de obras que envolveram milhões e milhões de euros públicos, é altura de olhar para o Ramal da Lousã com

olhos de ver.

Por isso mesmo e acompanhando as preocupações justas das populações, Os Verdes apresentam hoje uma

iniciativa legislativa que, a nosso ver, vai ao encontro dos objetivos desta petição.

Depois de as populações estarem sete anos à espera do comboio urge resolver a situação criada, garantindo

uma solução de mobilidade que venha dar resposta às suas necessidades.

A proposta de Os Verdes é que se proceda à reposição de uma solução ferroviária no canal reconstruído do

antigo Ramal da Lousã, criando as condições necessárias para voltar a garantir, o mais rapidamente possível,

uma solução de mobilidade ferroviária às populações entre Serpins e Coimbra e a Rede Ferroviária Nacional.

Mas é ainda necessário que, até à reposição do transporte ferroviário, seja garantido às populações o serviço

rodoviário alternativo.

Por fim, Os Verdes propõem que se proceda à elaboração urgente de um estudo para encontrar respostas

mais adequadas para a mobilidade no espaço urbano da cidade de Coimbra e na ligação aos Hospitais da

Universidade de Coimbra.

Aplausos de Os Verdes e do BE.

O Sr. Presidente: — Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado José Manuel Pureza, do Grupo

Parlamentar do Bloco de Esquerda.

Páginas Relacionadas
Página 0043:
2 DE FEVEREIRO DE 2017 43 O Sr. José Manuel Pureza (BE): — Sr. Presidente, Sr.as e
Pág.Página 43
Página 0044:
I SÉRIE — NÚMERO 45 44 património ao domínio público ferroviário e mu
Pág.Página 44
Página 0045:
2 DE FEVEREIRO DE 2017 45 O Sr. Presidente: — Para uma intervenção, tem a palavra o
Pág.Página 45
Página 0046:
I SÉRIE — NÚMERO 45 46 avançaria. Avançou com as obras, gastou mais d
Pág.Página 46