O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

8 DE ABRIL DE 2017

15

Vozes do PSD: — Bem lembrado!

O Sr. Carlos Santos Silva (PSD): — Leva e levam mesmo todos! Mas agora levam todos e não é só do PS;

é do PS, do Bloco de Esquerda e do PCP!

Mais, o PS e o Governo, com o apoio da esquerda parlamentar, vão mais longe: agarram esta oportunidade

para tentarem reescrever a História, procurando passar a imagem de que tudo o que existe de mau no sistema

financeiro não é da sua responsabilidade. Mas é!

É ou não verdade, Srs. Deputados do Partido Socialista, que o Dr. Carlos Costa foi nomeado por um Governo

do Partido Socialista? Foi! Agora não serve os vossos interesses e, então, pretendem saneá-lo!…

É verdade que o Banco de Portugal nem sempre atuou com a celeridade que se impunha, mas isso não

justifica que o possamos transformar no principal réu do que se passou no BES, Sr.ª Deputada Mariana

Mortágua. Os responsáveis pelo desastre do BES, pelas perdas dos lesados, foram os seus gestores, que os

senhores que apoiam o Governo, PS, Bloco de Esquerda e PCP, tentam, deliberadamente, a todo o tempo,

fazer esquecer. Na novela que montaram em torno do BES, até parece que o que se pretende é proteger Ricardo

Salgado e transformar o Governador do Banco de Portugal no ladrão!

A Sr.ª Mariana Mortágua (BE): — Devia ter vergonha do que está a dizer!

O Sr. Carlos Santos Silva (PSD): — Mas deixem que vos diga, Srs. Deputados, que não estranhamos.

Este é o mesmo PS de António Costa, que, enquanto líder da oposição, achava que o Governo de Passos

Coelho devia ter injetado dinheiro público para salvar o BES e, com isso, ajudar Ricardo Salgado.

Este é o mesmo PS do BPN nacionalizado, cuja gestão catastrófica por parte da Caixa Geral de Depósitos

custou aos contribuintes 4000 a 5000 milhões de euros.

Este é o mesmo PS de Santos Ferreira e Armando Vara, que, enquanto estiveram na gestão da Caixa,

concederam empréstimos a amigos e empresas amigas para que se adquirissem ações e, assim, tomassem de

assalto o BCP, para onde mais tarde transitaram como administradores.

A Sr.ª Mariana Mortágua (BE): — E o Dias Loureiro? Fale lá do Dias Loureiro!

O Sr. Carlos Santos Silva (PSD): — Este é o mesmo PS de José Sócrates, que, como Primeiro-Ministro,

patrocinou financiamentos a empresas do universo GES (Grupo Espírito Santo), que, mais tarde, levaram à

destruição de empresas com valor acrescentado, como a PT.

Este é o mesmo PS da geringonça, em que, decorrido um terço do seu mandato, o que temos sobre o sistema

financeiro é conversa fiada.

Em apenas 16 meses de mandato, destruíram o BANIF, enfraqueceram o BES e a Caixa Geral de

Depósitos,…

Risos do Deputado do PS João Galamba.

… com afirmações irresponsáveis, e tememos o que possam vir a fazer com o Montepio.

Não aceitamos que confundam polícias com ladrões, que apaguem a vossa responsabilidade histórica no

sistema financeiro e que ponham em causa a independência e fragilizem as instituições e que, com isso,

destruam o sistema financeiro.

Aplausos do PSD.

O Sr. Presidente (José Manuel Pureza): — Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado Miguel

Tiago.

O Sr. Miguel Tiago (PCP): — Sr. Presidente, Srs. Deputados: Em primeiro lugar, quero afirmar que o PCP

está disponível para fazer o debate na especialidade da maior parte dos projetos aqui apresentados, quer pelo

CDS, quer pelo BE e, claro, o do PCP. Portanto, o debate que vier a ser feito na especialidade pode,

Páginas Relacionadas
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 74 4 O Sr. Presidente: — Bom dia, Sr.as e Srs. Deput
Pág.Página 4
Página 0005:
8 DE ABRIL DE 2017 5 Comissões Parlamentares de Inquérito no quadro da transposição
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 74 6 menos o relatório, porque, com franqueza, Srs.
Pág.Página 6
Página 0007:
8 DE ABRIL DE 2017 7 Em primeiro lugar, um projeto para separar nos balcões dos ban
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 74 8 de inquérito, «temos de tomar medidas para que
Pág.Página 8
Página 0009:
8 DE ABRIL DE 2017 9 de supervisão, reequacionando a coordenação entre a supervisão
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 74 10 Devemos começar, a nível europeu, por completa
Pág.Página 10
Página 0011:
8 DE ABRIL DE 2017 11 O Sr. João Galamba (PS): — Sr. Presidente, Sr.ª Deputa
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 74 12 Vozes do CDS-PP: — Ora bem! A Sr
Pág.Página 12
Página 0013:
8 DE ABRIL DE 2017 13 Aplausos do CDS-PP. O Sr. João Galamba (P
Pág.Página 13
Página 0014:
I SÉRIE — NÚMERO 74 14 avanço terá sempre a concordância do Bloco de
Pág.Página 14
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 74 16 eventualmente, até, resolver alguns dos proble
Pág.Página 16
Página 0017:
8 DE ABRIL DE 2017 17 O Sr. António Filipe (PCP): — Sr. Presidente, peço a p
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 74 18 O Sr. João Pinho de Almeida (CDS-PP): — Sr. De
Pág.Página 18