O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

10 DE MAIO DE 2017

23

O Sr. CarlosSantosSilva (PSD): — O Sr. Deputado falou-nos em pensamento estratégico, mas esqueceu-

se completamente do pensamento estratégico do Eng.º José Sócrates, que apontou um plano de expansão para

o metro que ia para além do concelho de Lisboa, e bem. Ou seja, pensou o metro de forma a chegar a toda a

região metropolitana e servir todos os cidadãos de Lisboa.

Acontece que este Governo, que tem um pensamento estratégico e, diria, galáctico, resolve confinar o metro

ao concelho de Lisboa. E, à custa disso, tenta entregar as eleições, desesperadamente, ao Presidente da

Câmara, Medina. Isto é que é pensamento estratégico, é aproveitar-se eleitoralmente de uma situação para

desvirtuar o resultado eleitoral.

O Sr. PedroDelgadoAlves (PS): — Quem é que abriu a estação da Reboleira?!

O Sr. CarlosSantosSilva (PSD): — Sr. Deputado Pedro Delgado Alves, foi este Governo. Mas sabe quem

é que a fez? Foi o anterior Governo.

O Sr. BrunoDias (PCP): — Estava parada há quatro anos!

O Sr. Presidente (José de Matos Correia): — Queira terminar, Sr. Deputado Carlos Santos Silva.

O Sr. CarlosSantosSilva (PSD): — Vou terminar, Sr. Presidente.

Sabe uma outra coisa, Sr. Deputado Pedro Delgado Alves? O Partido Socialista do Eng.º Sócrates deixou o

País na bancarrota e não pôde ser concretizada a abertura da estação da Reboleira.

Protestos do PS e do PCP.

Teve de ser exatamente o anterior Governo a encontrar 60 milhões de euros para fazer a estação da

Reboleira. Mas não foi só a estação da Reboleira, foi o resto da CRIL (Circular Regional Interior de Lisboa), Sr.

Deputado! O pensamento estratégico do anterior Governo levou também ao fecho da CRIL. Portanto, as

populações daquela zona estão naturalmente agradecidas quanto ao facto de ter fechado.

O Sr. Presidente (José de Matos Correia): — Sr. Deputado, tem de terminar.

O Sr. CarlosSantosSilva (PSD): — Termino, Sr. Presidente.

Hipocrisia, Sr. Deputado Bruno Dias, é os senhores apoiarem um Governo e, ao mesmo tempo, virem colocar

em dúvida a gestão desse mesmo Governo. Isso é que é hipocrisia política!

O Sr. João Oliveira (PCP): — Custa-lhe a democracia!

O Sr. CarlosSantosSilva (PSD): — Sr. Deputado Heitor Sousa, sobre o que disse hoje, ponha-o na posição

conjunta. Pode ser que resolvam o problema do metro!

Aplausos do PSD.

O Sr. João Oliveira (PCP): — Custa-lhe a democracia, mas é melhor habituar-se!

O Sr. Presidente (José de Matos Correia): — Srs. Deputados, vamos passar ao quarto ponto da nossa ordem

de trabalhos, que consiste na discussão, na generalidade, dos projetos de lei n.os 498/XIII (2.ª) — Sanciona a

utilização de venenos no âmbito da atividade cinegética (PAN), 502/XIII (2.ª) — Estabelece a obrigatoriedade

da presença de inspetor sanitário em determinados atos venatórios (PAN), 503/XIII (2.ª) — Proíbe a utilização

de matilhas como meio de caça (PAN e BE) e dos projetos de resolução n.os 809/XIII (2.ª) — Recomenda ao

Governo que institua um regime de moratória de três anos para a caça da rola-comum e do coelho-bravo (PAN),

810/XIII (2.ª) — Recomenda ao Governo que institua um regime uniforme de dois dias de caça para terrenos

cinegéticos ordenados e não ordenados (PAN) e 849/XIII (2.ª) — Recomenda ao Governo a realização de uma

Páginas Relacionadas
Página 0015:
10 DE MAIO DE 2017 15 O Sr. Presidente (José de Matos Correia): — Queira terminar,
Pág.Página 15
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 85 16 Os transportes coletivos são, incontestavelmen
Pág.Página 16
Página 0017:
10 DE MAIO DE 2017 17 plataformas a abarrotar de pessoas, facto para o qual contrib
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 85 18 O Sr. Heitor Sousa (BE): — Face a este problem
Pág.Página 18
Página 0019:
10 DE MAIO DE 2017 19 A acrescer a esta degradação do serviço público, gravosa, não
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 85 20 O Sr. Bruno Dias (PCP): — Sr. Presidente, Srs.
Pág.Página 20
Página 0021:
10 DE MAIO DE 2017 21 O Sr. Bruno Dias (PCP): — Mas quem é que as tirou?!
Pág.Página 21
Página 0022:
I SÉRIE — NÚMERO 85 22 ficámos pasmados quando se referiu à construçã
Pág.Página 22