O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 107

58

Parlamento da Venezuela e, finalmente — que é, sobretudo, aquilo que mais nos preocupa —, do enorme

sofrimento a que está votada uma grande parte da comunidade portuguesa naquele País, para não dizer a sua

totalidade.

Exatamente por isso, reafirmamos hoje aquilo que sempre dissemos: desde logo, e em primeiro lugar,

salientamos a nossa relação histórica com aquele país, que faz com que afirmemos o respeito pela sua

soberania, sem que tenhamos de realçar todos os factos que possam pôr em causa os princípios fundamentais

da democracia e o respeito pelo Estado de direito.

Em segundo lugar, afirmamos uma forte solidariedade para com a comunidade portuguesa.

Finalmente, apelamos ao Governo português para que não baixe os braços e continue a envidar esforços no

apoio à nossa comunidade.

Evidentemente que registamos também a evolução do Partido Comunista Português relativamente a esta

matéria, ao vir, agora, reconhecer a solidariedade para com os portugueses vítimas de atentados.

Srs. Deputados, é preciso que o Partido Comunista Português não esqueça que é necessário continuar a

instar o Governo português para que não abandone os mais pobres,…

O Sr. Presidente: — Ultrapassou o seu tempo, Sr. Deputado. Peço-lhe para concluir.

O Sr. José Cesário (PSD): — … aqueles que sofrem mais dificuldades, aqueles que são merecedores da

nossa total solidariedade.

Aplausos do PSD.

O Sr. Presidente: — Tem, agora, a palavra, pelo Grupo Parlamentar do CDS-PP, o Sr. Deputado Telmo

Correia.

O Sr. Telmo Correia (CDS-PP): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Em relação ao voto que

apresentámos sobre a Venezuela e também em relação ao apresentado pelo Partido Comunista Português,

queria dizer o seguinte: como foi dito, a nossa prioridade tem de ser, por um lado, a comunidade portuguesa e,

por outro, o restabelecimento da democracia naquele país. Esta tem de ser a prioridade fundamental.

Mas, como é evidente, não podemos deixar de olhar para aquilo que está a acontecer todos os dias na

Venezuela e de que os portugueses e a comunidade portuguesa na Venezuela são vítimas.

O que está a acontecer é repressão generalizada. O que está a acontecer só pode ter um nome e chama-se

«violência de Estado». Nestes últimos meses de manifestações, registaram-se 108 mortos, centenas de presos

políticos, centenas de perseguidos, centenas de vítimas da violência do regime e da ditadura venezuelanos.

Srs. Deputados, o que aconteceu agora é — eu diria — demais! O que aconteceu foi que milícias armadas

do regime entraram no Parlamento, onde a maioria é da oposição, e agrediram, indiscriminadamente,

Deputados, funcionários e jornalistas, com as forças de segurança a assistirem, impavidamente, a esta

agressão.

Isto revolta qualquer parlamentar, isto revolta qualquer democrata em qualquer ponto do mundo.

Aplausos do CDS-PP e de Deputados do PSD.

Apresentar, aqui, como faz, por exemplo, o Partido Comunista Português, um voto que é completamente

alinhado com a posição desta ditadura carnavalesca de Nicolás Maduro, eu diria que não envergonha o

Parlamento português, mas — se me permitem — devia envergonhar, e muito, quem o apresenta.

O Sr. Presidente: — Já ultrapassou o seu tempo, Sr. Deputado.

O Sr. Telmo Correia (CDS-PP): — Vou terminar, Sr. Presidente.

Solidariedade ideológica? Em que termos? Mesmo para quem cercou o Parlamento português em 1975 é

inaceitável olhar desta forma para quem só pede eleições livres, libertação dos presos políticos.

Páginas Relacionadas
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 107 4 O Sr. Presidente: — Bom dia, Sr.as e Srs. Depu
Pág.Página 4
Página 0005:
8 DE JULHO DE 2017 5 Na cultura, há um museu nacional fechado por falta de vigilant
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 107 6 Há, sim, cortes em todas aquelas áreas, cortes
Pág.Página 6
Página 0007:
8 DE JULHO DE 2017 7 O orçamento da segurança social, que abrange todas as prestaçõ
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 107 8 públicos numa verdadeira agonia, de encerrar s
Pág.Página 8
Página 0009:
8 DE JULHO DE 2017 9 Mas, Sr. Ministro, da análise que fazemos à Conta Geral do Est
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 107 10 A questão, no plano orçamental, está em saber
Pág.Página 10
Página 0011:
8 DE JULHO DE 2017 11 O Sr. Luís Montenegro (PSD): — Sr. Presidente, peço a
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 107 12 Aplausos do PS. Protestos do PSD
Pág.Página 12
Página 0013:
8 DE JULHO DE 2017 13 Protestos do PSD e do CDS-PP. O que os Sr
Pág.Página 13
Página 0014:
I SÉRIE — NÚMERO 107 14 Protestos do PSD e do CDS-PP. O
Pág.Página 14
Página 0015:
8 DE JULHO DE 2017 15 Onde estava o Sr. Deputado quando as pessoas sofriam os corte
Pág.Página 15
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 107 16 A Sr.ª Mariana Mortágua (BE): — Como e
Pág.Página 16
Página 0017:
8 DE JULHO DE 2017 17 O Sr. João Pinho de Almeida (CDS-PP): — O CDS question
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 107 18 O que é que os senhores fazem? Eu digo o que
Pág.Página 18
Página 0019:
8 DE JULHO DE 2017 19 O Sr. João Pinho de Almeida (CDS-PP): — Nós, porque a Sr.ª De
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 107 20 O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Tem
Pág.Página 20
Página 0021:
8 DE JULHO DE 2017 21 … a não publicação das estatísticas sobre offshore, o
Pág.Página 21
Página 0022:
I SÉRIE — NÚMERO 107 22 o consumo a crescer muito menos do que previa
Pág.Página 22
Página 0023:
8 DE JULHO DE 2017 23 O Sr. João Galamba (PS): — Há uma grande baralhação! <
Pág.Página 23
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 107 24 Aplausos do PSD e do CDS-PP. O
Pág.Página 24
Página 0025:
8 DE JULHO DE 2017 25 Para que este processo se transforme num efetivo momento de v
Pág.Página 25
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 107 26 Dou quatro exemplos. Primeiro, é preci
Pág.Página 26
Página 0027:
8 DE JULHO DE 2017 27 Aplausos do PSD. Sr. Ministro, podíamos
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 107 28 A Sr.ª Carla Barros (PSD): — … oportun
Pág.Página 28
Página 0029:
8 DE JULHO DE 2017 29 Como bem sabemos, o Governo do PSD e do CDS colocou milhares
Pág.Página 29
Página 0030:
I SÉRIE — NÚMERO 107 30 de o Orçamento do Estado para 2017 fazer corr
Pág.Página 30
Página 0031:
8 DE JULHO DE 2017 31 O Governo e o PS comprometeram-se com o Bloco e com o PCP com
Pág.Página 31
Página 0032:
I SÉRIE — NÚMERO 107 32 Ao apresentar este relatório, o Govern
Pág.Página 32
Página 0033:
8 DE JULHO DE 2017 33 para aqueles adquiridos após a entrada em vigor da lei. Prete
Pág.Página 33
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 107 34 Aplausos do BE. O Sr. President
Pág.Página 34
Página 0035:
8 DE JULHO DE 2017 35 Chegados ao verão de 2017 cá está o Governo com mais uma nova
Pág.Página 35
Página 0036:
I SÉRIE — NÚMERO 107 36 elas, porque, por exemplo, no caso do IUC é a
Pág.Página 36
Página 0037:
8 DE JULHO DE 2017 37 que é a de, por teimosia ou vaidade, deixar de vir aqui sempr
Pág.Página 37
Página 0038:
I SÉRIE — NÚMERO 107 38 conforme o caso), o conteúdo dos planos espec
Pág.Página 38
Página 0039:
8 DE JULHO DE 2017 39 Para concretização desta medida, a Lei de bases definiu um re
Pág.Página 39
Página 0040:
I SÉRIE — NÚMERO 107 40 A proposta prevê ainda a colmatação de uma la
Pág.Página 40
Página 0041:
8 DE JULHO DE 2017 41 Aplausos do PCP. O Sr. Presidente (Jorge Lacão):
Pág.Página 41
Página 0042:
I SÉRIE — NÚMERO 107 42 Na verdade, partimos para este processo de tr
Pág.Página 42
Página 0043:
8 DE JULHO DE 2017 43 Research), a localizar nos Açores; ainda no âmbito desta estr
Pág.Página 43
Página 0044:
I SÉRIE — NÚMERO 107 44 Sr.ª Secretária de Estado, em primeiro lugar
Pág.Página 44
Página 0045:
8 DE JULHO DE 2017 45 laborais, da formação de trabalhadores, com a redução das tax
Pág.Página 45
Página 0046:
I SÉRIE — NÚMERO 107 46 processo de construção da União Europeia em 2
Pág.Página 46
Página 0047:
8 DE JULHO DE 2017 47 Consideramos que é um erro insistir em medidas que não promov
Pág.Página 47
Página 0048:
I SÉRIE — NÚMERO 107 48 Outra área onde é da maior importância o Gove
Pág.Página 48
Página 0049:
8 DE JULHO DE 2017 49 Está em cima da mesa a criação de novos mecanismos para impor
Pág.Página 49
Página 0050:
I SÉRIE — NÚMERO 107 50 Europeia, pondo em causa princípios tão impor
Pág.Página 50
Página 0051:
8 DE JULHO DE 2017 51 tem de dizer «não» à sua paralisia, tem de dizer «não» à sua
Pág.Página 51
Página 0052:
I SÉRIE — NÚMERO 107 52 documentos importantes e que merecem que tome
Pág.Página 52
Página 0053:
8 DE JULHO DE 2017 53 Depois, Sr.ª Secretária de Estado, nós sentimos que os cidadã
Pág.Página 53
Página 0054:
I SÉRIE — NÚMERO 107 54 Os dois pontos a que queria referir-me prende
Pág.Página 54
Página 0055:
8 DE JULHO DE 2017 55 A Sr.ª Secretária (Idália Salvador Serrão): — Sr. Pres
Pág.Página 55
Página 0056:
I SÉRIE — NÚMERO 107 56 Em França teve uma notabilíssima carreira em
Pág.Página 56
Página 0057:
8 DE JULHO DE 2017 57 Submetido à votação, foi aprovado por unanimidade.
Pág.Página 57
Página 0059:
8 DE JULHO DE 2017 59 Protestos do PCP. Não há outro discurso possíve
Pág.Página 59
Página 0060:
I SÉRIE — NÚMERO 107 60 Risos do Deputado do PSD Duarte Filipe
Pág.Página 60
Página 0061:
8 DE JULHO DE 2017 61 O Sr. Telmo Correia (CDS-PP): — Sr. Presidente, creio
Pág.Página 61
Página 0062:
I SÉRIE — NÚMERO 107 62 quem são, são os países da Organização dos Es
Pág.Página 62
Página 0063:
8 DE JULHO DE 2017 63 O Sr. Deputado não tem uma palavra para dizer relativamente a
Pág.Página 63
Página 0064:
I SÉRIE — NÚMERO 107 64 Temos de nos preocupar com a Venezuela, porqu
Pág.Página 64
Página 0065:
8 DE JULHO DE 2017 65 Por isso mesmo, não podemos ignorar e lamentar o que se está
Pág.Página 65
Página 0066:
I SÉRIE — NÚMERO 107 66 O Sr. Presidente: — Vamos agora passar
Pág.Página 66
Página 0067:
8 DE JULHO DE 2017 67 fronteiras anteriores a 1967 e capital em Jerusalém leste, as
Pág.Página 67
Página 0068:
I SÉRIE — NÚMERO 107 68 A Sr.ª CarlaCruz (PCP): — Sr. Presiden
Pág.Página 68
Página 0069:
8 DE JULHO DE 2017 69 Submetido à votação, foi aprovado, com votos a favor do BE, d
Pág.Página 69
Página 0070:
I SÉRIE — NÚMERO 107 70 Submetido à votação, foi aprovado por
Pág.Página 70
Página 0071:
8 DE JULHO DE 2017 71 Vamos proceder à votação final global do texto final, apresen
Pág.Página 71
Página 0072:
I SÉRIE — NÚMERO 107 72 Reafirmando a defesa dos direitos políticos,
Pág.Página 72
Página 0073:
8 DE JULHO DE 2017 73 O PCP critica qualquer propósito que, designadamente a pretex
Pág.Página 73