O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

21 DE OUTUBRO DE 2017

9

acautelar a necessidade de definir barreiras entre aquilo que é tempo de trabalho e aquilo que é tempo de

descanso.

Assim, continuaremos a garantir, face a esta nova evolução da sociedade, que nós próprios também

acompanhamos essa evolução e estamos sempre preocupados com a dignidade do trabalhador e a dignidade

do trabalho.

Aplausos do PSD.

A Sr.ª Presidente (Teresa Caeiro): — Srs. Deputados, a Mesa não regista inscrições, mas imagino que,

havendo ainda tempos disponíveis por parte de todas as bancadas…

O Sr. Pedro Filipe Soares (BE): — Sr.ª Presidente, se me permite, o Bloco de Esquerda inscreve o Sr.

Deputado José Moura Soeiro, mas, como fomos os autores do agendamento, seremos os últimos a intervir sobre

este ponto.

A Sr.ª Presidente (Teresa Caeiro): — Tem toda a razão, Sr. Deputado.

Tem a palavra, para uma intervenção, a Sr.ª Deputada Wanda Guimarães.

A Sr.ª Wanda Guimarães (PS): — Sr.ª Presidente, Srs. Deputados, agradeço ao Sr. Deputado do CDS a

oportunidade de darmos aqui o seguinte esclarecimento: o Partido Socialista votou contra a resolução do CDS,

porque, desculpem-me a franqueza, era um rematado disparate, em que se relacionava, nomeadamente, a

figura do direito a desligar ao teletrabalho, quando o teletrabalho, como a própria expressão recomenda, é um

trabalho feito em casa e o direito a desligar é, essencialmente, para os trabalhadores que estão na empresa e

têm direito à sua privacidade.

A Sr.ª Clara Marques Mendes (PSD): — Não! Não, não!

A Sr.ª Wanda Guimarães (PS): — A segunda questão tem a ver com a expressão «salvo as exigências da

empresa». Adoro os radicalismos do PSD!… Realmente, se houver um incêndio na fábrica, ninguém pode ser

avisado, porque os quadros não podem ser avisados em casa, ou outro tipo de situações que, obviamente, em

nome do bom e regular funcionamento das empresas, exigem que haja situações de excecionalidade, aliás,

contidas nos outros pontos que a Sr.ª Deputada Clara Marques Mendes omitiu e que têm a ver com a negociação

coletiva, com regulamentos, no âmbito dos quais é obrigatória a elencagem das diversas situações que são

consideradas de excecionalidade ou de emergência.

Aplausos do PS.

A Sr.ª Presidente (Teresa Caeiro): — Tem, agora, a palavra, para uma intervenção, a Sr.ª Deputada Rita

Rato.

A Sr.ª Rita Rato (PCP): — Sr.ª Presidente, Srs. Deputados: A utilização cada vez mais intensiva das

tecnologias de informação e comunicação não dispensa o cumprimento da lei, pelo contrário! A utilização cada

vez mais intensiva destas tecnologias teria, inclusivamente, obrigado a mais meios, por parte da ACT, para a

fiscalização do cumprimento dos horários de trabalho.

Portanto, a matéria que estamos hoje aqui a discutir é grave, é perversa e pode abrir portas, no nosso

entendimento, para legitimar e legalizar o que hoje, à luz da lei, já é ilegal. De facto, temos de ter consciência

do que estamos a decidir.

Da parte do PCP, não acompanhamos esse objetivo. Não poderemos acompanhar um objetivo que, ainda

que bem-intencionado, em alguns casos, se vai traduzir, efetivamente, numa fragilização dos direitos dos

trabalhadores.

Páginas Relacionadas
Página 0003:
21 DE OUTUBRO DE 2017 3 O Sr. Presidente: — Sr.as Deputadas e Srs. Deputados, Sr.as
Pág.Página 3
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 11 4 O Sr. André Silva (PAN): — Sr. President
Pág.Página 4
Página 0005:
21 DE OUTUBRO DE 2017 5 Os números são preocupantes e, segundo o Instituto Nacional
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 11 6 Por outro lado, a promiscuidade entre a vida fa
Pág.Página 6
Página 0007:
21 DE OUTUBRO DE 2017 7 Trabalho e Segurança Social. O que diz o parecer da CGTP, e
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 11 8 O Sr. Filipe Anacoreta Correia (CDS-PP): — Cons
Pág.Página 8
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 11 10 Portanto, da nossa parte, apelamos para que, d
Pág.Página 10
Página 0011:
21 DE OUTUBRO DE 2017 11 O Sr. Filipe Anacoreta Correia (CDS-PP): — Termino, Sr.ª P
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 11 12 propõe o reforço da fiscalização e propõe que
Pág.Página 12