O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

20 DE JANEIRO DE 2018

11

apresentam um forte alinhamento estratégico ao nível dos programas de investigação e inovação europeu e

internacional.

O Sr. Presidente: — Peço-lhe para concluir, Sr. Deputado.

O Sr. Joaquim Barreto (PS): — A resolução das causas profundas e estruturais que estão na base da

degradação dos espaços florestais passa, essencialmente, pela concretização deste novo paradigma de centrar

as políticas florestais na valorização da dimensão ambiental, social e do conhecimento. Só pela via economicista

e de mercado não vamos lá.

O Sr. Presidente: — Tem de terminar, Sr. Deputado.

O Sr. Joaquim Barreto (PS): — Como alguém dizia, «haverá mais vida para além do défice» e também nas

florestas haverá mais vida para além do económico.

Aplausos do PS.

O Sr. Presidente: — Para uma segunda intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado João Ramos, do Grupo

Parlamentar do PCP.

O Sr. João Ramos (PCP): — Sr. Presidente, Srs. Deputados: Para que fique esclarecido, e ao contrário do

que diz o CDS, o PCP não quer transformar toda a floresta em floresta pública, mas a verdade é que são muitos

os especialistas que dizem que um dos problemas do nosso País é a reduzida percentagem de floresta pública.

E não tenho a certeza de que o CDS não tenha já, alguma vez, dito isso.

Porém, a Lei de Bases da Política Florestal estabelece que compete ao Estado aumentar a área da floresta

pública e o CDS esteve no Governo ainda recentemente e não alterou essa Lei de Bases no que concerne a

esta matéria.

Relativamente à redução da biomassa, as soluções do PCP são múltiplas, não haverá uma só solução.

Entendemos que uma dessas soluções passa pelas centrais de biomassa e também pela recolha da biomassa,

que é um elemento fundamental, por causa das questões da rentabilidade e da pastorícia. É muito bonito falar

em «cabras sapadoras», fica no ouvido, mas, depois, no concreto, a pastagem de montanha é elegível apenas

em 50%. São estas medidas que têm de ser alteradas.

O Sr. Presidente: — Já ultrapassou o tempo de que dispunha, Sr. Deputado.

O Sr. João Ramos (PCP): — Termino, Sr. Presidente, dizendo que o PSD refere que o PCP não percebeu

que se trata de um problema de rentabilidade, mas o PCP tem um projeto para resolver o problema da

rentabilidade com o custo do material lenhoso. O problema é que, quando se fala nos mercados, aqui d’el-rei,…

O Sr. Presidente: — Peço-lhe para concluir, Sr. Deputado.

O Sr. João Ramos (PCP): — Termino, Sr. Presidente.

Como estava a dizer, o problema é que, quando se fala nos mercados, aqui d’el-rei, vem a «cavalaria pesada»

dos «istas», todos contra o PCP, pensando que o ofendem, Sr.ª Deputada Patrícia Fonseca.

Fique descansada — e vou terminar, Sr. Presidente —, porque aquilo que a realidade demonstrou, aquilo

que os incêndios florestais de 2017 demonstraram é que…

O Sr. Presidente: — Tem mesmo de terminar, Sr. Deputado.

O Sr. João Ramos (PCP): — … falharam as políticas que os senhores desenvolveram para a floresta e os

mercados também falharam. Os mercados não resolveram o problema da floresta…

Páginas Relacionadas
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 38 4 O Sr. Presidente: — Sr.as e Srs. Deputados, Sr.
Pág.Página 4
Página 0005:
20 DE JANEIRO DE 2018 5 transações comerciais de madeira; e a criação de uma estrut
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 38 6 Comissão de Agricultura, o Secretário de Estado
Pág.Página 6
Página 0007:
20 DE JANEIRO DE 2018 7 O Estado tem a obrigação de ajudar sobretudo os pequenos pr
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 38 8 É também por isso que Os Verdes afirmam que a t
Pág.Página 8
Página 0009:
20 DE JANEIRO DE 2018 9 O Partido Comunista Português ainda não percebeu…
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 38 10 Com as diferenças próprias de pensar e de agir
Pág.Página 10
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 38 12 A Sr.ª Paula Santos (PCP): — Exatamente! <
Pág.Página 12