O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

24 DE MARÇO DE 2018

33

Aplausos do BE.

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Tem a palavra a Sr.ª Deputada Laura Magalhães.

A Sr.ª Laura Monteiro Magalhães (PSD): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Discutimos, hoje, quatro

iniciativas na área das dependências, sendo que a do PCP recomenda ao Governo o reforço da capacidade das

respostas públicas na área da toxicodependência e do alcoolismo.

Quem ler o projeto do PCP fica com a ideia de que o PCP não apoia o atual Governo. Para além das habituais

críticas que faz aos anteriores governos, acusa o atual Governo de continuar a destruir a resposta pública na

área das dependências.

Vozes do PSD: — Muito bem!

A Sr.ª Laura Monteiro Magalhães (PSD): — Que rica união de facto temos aqui!

Vozes do PSD: — É verdade!

A Sr.ª Laura Monteiro Magalhães (PSD): — E queixam-se da falta de profissionais nos CRI?!

O Sr. João Oliveira (PCP): — Parecem papagaios!

A Sr.ª Laura Monteiro Magalhães (PSD): — Sabem que passados mais de 2 anos a união de facto é similar

ao casamento civil?! Pois é, Srs. Deputados, os senhores também têm culpa nesta matéria!

Vozes do PSD: — Muito bem!

Protestos do PCP.

A Sr.ª Laura Monteiro Magalhães (PSD): — Mas onde surpreendem mais é quando fazem profissão de fé

sobre as virtudes do setor privado e social. Então, agora, recomendam a celebração de contratos com os setores

social e privado numa perspetiva de complementaridade?!

Protestos da Deputada do PCP Rita Rato.

É tanta a incoerência que não tardará muito a vermos aqui o PCP a celebrar o casamento religioso!

Vozes do PSD: — Muito bem!

O Sr. João Oliveira (PCP): — Sr.ª Deputada, se era para isto, mais valia ter contado uma anedota!

A Sr.ª Laura Monteiro Magalhães (PSD): — Relativamente ao projeto de resolução do Bloco de Esquerda,

poucas novidades nos traz. Para além da habitual falta de recursos financeiros e de profissionais, o Bloco de

Esquerda diz que faltam meios, mas, depois, apoia e aprova as políticas deste Governo que desinvestem no

Serviço Nacional de Saúde.

Aplausos do PSD.

Nada de novo vindo de um partido que trocou a sua coerência por migalhas do poder!

Já o PAN apresenta-nos duas iniciativas: uma, no sentido de criar uma nova entidade na área dos

comportamentos aditivos e dependências e, uma segunda, no sentido de reforçar os apoios financeiros às

entidades promotoras de projetos.

Páginas Relacionadas
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 64 24 O Sr. Pedro Filipe Soares (BE): — Concluindo,
Pág.Página 24
Página 0025:
24 DE MARÇO DE 2018 25 isso que a Câmara Municipal da Praia da Vitória quer saber,
Pág.Página 25
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 64 26 O Sr. João Vasconcelos (BE): — Sr. Presidente,
Pág.Página 26
Página 0027:
24 DE MARÇO DE 2018 27 assumam os custos resultantes dos impactos na saúde pública
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 64 28 O Sr. João Pinho de Almeida (CDS-PP): — Sr. Pr
Pág.Página 28
Página 0029:
24 DE MARÇO DE 2018 29 Também o registo de níveis elevados de contaminação radioati
Pág.Página 29
Página 0030:
I SÉRIE — NÚMERO 64 30 Quer parecer-nos que seria útil haver algum en
Pág.Página 30