O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 81

38

O Sr. Nuno Magalhães (CDS-PP): — Mas, Sr.ª Deputada Helena Roseta, não fica sem resposta e ajustamos

já algumas continhas, aqui.

Gostava que a Sr.ª Deputada falasse daquilo que fez e, sobretudo, daquilo que não fez para combater esses

abusos anos a fio como vereadora na Câmara Municipal de Lisboa na área da habitação…

Vozes do CDS-PP: — Muito bem!

O Sr. Nuno Magalhães (CDS-PP): — … e também gostava de saber se apoia aquilo que o, então, Presidente

da Câmara de Lisboa António Costa fez, extinguindo a EPUL (Empresa Pública de Urbanismo de Lisboa) e todo

o tipo de medidas de apoio à habitação. Isso seria importante, mas, Sr.ª Deputada, adiante, porque os

portugueses merecem mais.

Aplausos do CDS-PP.

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Para uma intervenção, tem a palavra o Sr. Deputado António Costa Silva,

do PSD.

O Sr. António Costa Silva (PSD): — Sr. Presidente, Srs. Membros do Governo, Sr.as e Srs. Deputados: O

PSD entra neste debate com a serenidade e a seriedade que ele merece.

Por isso, apresentamos hoje nove propostas sobre esta matéria. São propostas decisivas que defendem as

pessoas, que defendem os portugueses, quer os portugueses sejam inquilinos, quer os portugueses sejam

senhorios.

Vozes do PSD: — Muito bem!

O Sr. António Costa Silva (PSD): — Nós não somos contra as propostas do Governo, nem somos contra

as propostas que vierem por bem, mas vimos muitas propostas que nos preocupam.

Como referi, as propostas do PSD darão entrada na perspetiva de defender os portugueses. É nessa

perspetiva que cá estaremos para um debate que já estava agendado precisamente para o próximo dia 10, mas

que os Srs. Deputados quiseram, na correria, atropelar-se uns aos outros para apresentar propostas à pressa

sem corresponderem àquilo que este debate merece.

Aplausos do PSD.

O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — É agora a vez de usar da palavra, para uma intervenção, o Sr. Ministro

do Ambiente.

O Sr. Ministro do Ambiente: — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados: Gostaria de deixar dois comentários

e, depois, aquilo que me parece mais importante.

Sr. Deputado Nuno Magalhães, é evidente que a Sr.ª Secretária de Estado só podia dizer aquilo que é

verdade e o que está por detrás destas mesmas propostas, ou seja, não vemos, em momento algum, os

senhorios como inimigos.

Agora, o que eu gostaria de ver era uma entrevista dada por V. Ex.ª em que o título fosse Não vemos os

inquilinos como inimigos, e isso vai ser extraordinariamente difícil, Sr. Deputado.

O Sr. Nuno Magalhães (CDS-PP): — É já a seguir! Nós os dois numa conferência de imprensa!

O Sr. Ministro do Ambiente: — O segundo comentário que não posso deixar de fazer tem a ver com a

intervenção do PSD, porque a diferença que existe entre a primeira metade da intervenção de V. Ex.ª, Sr.ª

Deputada Emília Cerqueira, e a segunda é brutal. A primeira é claramente muito mais «passista», a segunda

muito mais «riista», eventualmente tentando fazer o pleno da sua bancada.

Páginas Relacionadas
Página 0045:
5 DE MAIO DE 2018 45 Submetidos à votação, foram aprovados, com votos a favor do PS
Pág.Página 45