O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

5 DE JULHO DE 2018

13

melhoradas com políticas de descentralização, outra coisa são as competências próprias das freguesias e dos

municípios e o envelope financeiro.

Sr.ª Deputada, havendo competências que são genéricas e iguais para todos os municípios, concordará

comigo que nem todos os municípios são iguais. Há municípios que têm capacidade técnica, humana, dimensão,

massa crítica, e há outros que não têm.

O Sr. João Oliveira (PCP): — Essas são boas perguntas para o PSD também responder!

O Sr. HélderAmaral (CDS-PP): — Estas competências podem ou não agravar ainda mais a falta de coesão

territorial, que é o que queremos evitar? Acho que podem agravar muito mais estas questões.

Esta é, de facto, uma matéria muito relevante, porque pode definir o País que queremos para a próxima

década.

E parece-me curto que, sobretudo, o Governo e os seus parceiros estejam com arrufos, zangados,…

O Sr. João Oliveira (PCP): — Isso é para o PSD?!

A Sr.ª Cecília Meireles (CDS-PP): — É para todos menos para o CDS!

O Sr. Hélder Amaral (CDS-PP): — … e não tenham participado efetivamente neste debate, de modo a

estarmos hoje, aqui, com algo mais concreto e plausível e a podermos dizer: «Bom, fizemos uma avaliação dos

projetos-piloto que estão no terreno, fizemos uma avaliação dos contratos interadministrativos, fizemos uma

avaliação da dimensão dos municípios, fizemos uma avaliação do pacote financeiro e, afinal de contas, temos

uma missão para a comissão independente». E, sobre esta matéria, até percebo que a Associação Nacional de

Municípios Portugueses diga que 10% é um sucesso, mas é um sucesso com as atuais competências, porque,

se for para somar novas competências, já tenho dúvidas se será um sucesso ou um fracasso.

Portanto, nada disto se clarificou, nada disto se esclareceu.

O Sr. Presidente (José de Matos Correia): — Sr. Deputado, tem de terminar.

O Sr. HélderAmaral (CDS-PP): — Termino, Sr. Presidente.

Eu, que gostava de poder contribuir para o debate, estou a tentar adivinhar a matéria, porque, de facto, o

debate trouxe pouca coisa, poucas ideias e, assim, é muito difícil participar.

Aplausos do CDS-PP.

O Sr. Presidente (José de Matos Correia): — Para pedir esclarecimentos, tem a palavra o Sr. Deputado

Manuel Frexes, do PSD.

O Sr. ManuelFrexes (PSD): — Sr. Presidente, Sr.ª Deputada Susana Amador, com o devido respeito, devo

dizer-lhe que continua com a retórica das medidas avulsas e piedosas intenções para resolver as profundas

desigualdades territoriais.

A intervenção que aqui fez, uma narrativa de caráter romântico, ajuda, sobretudo, a anestesiar o problema,

em vez de ajudar a resolvê-lo, porque a realidade é bem mais dramática.

Sabe, Sr.ª Deputada, venho de um distrito, o distrito de Castelo Branco, onde as assimetrias regionais e as

desigualdades de oportunidades mais se têm feito sentir, impedindo um desenvolvimento económico e social

equilibrado e sustentado.

Infelizmente, três concelhos do meu distrito ocupam os três primeiros lugares dos municípios mais afetados

pelo despovoamento e pelo envelhecimento da população. São eles Penamacor, Vila Velha de Ródão e Idanha-

a-Nova. Estes municípios perderam, nas últimas décadas, cerca de metade da sua população e, se nada for

feito, irão perder mais de metade da restante população até 2040.

Páginas Relacionadas
Página 0002:
I SÉRIE — NÚMERO 102 2 O Sr. Presidente: — Sr.as e Srs. Deputados, Sr
Pág.Página 2
Página 0003:
5 DE JULHO DE 2018 3 Como se justifica que uma região como o Alentejo, que represen
Pág.Página 3
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 102 4 O Sr. Presidente: — A Mesa regista três
Pág.Página 4
Página 0005:
5 DE JULHO DE 2018 5 Sr. Santinho Pacheco (PS): — O PSD encara a aprovação deste pa
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 102 6 Protestos da Deputada do PSD Emília Cerqueira.
Pág.Página 6
Página 0007:
5 DE JULHO DE 2018 7 E vêm agora falar de desenvolvimento, de preocupações com o in
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 102 8 O Sr. António Costa Silva (PSD): — Vai ser cri
Pág.Página 8
Página 0009:
5 DE JULHO DE 2018 9 No entanto, como diversas entidades que foram ouvidas no grupo
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 102 10 A Sr.ª Susana Amador (PS): — Sr. Presi
Pág.Página 10
Página 0011:
5 DE JULHO DE 2018 11 Sabemos, ainda, que só conferindo às freguesias novos poderes
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 102 12 O Sr. João Vasconcelos (BE): — Sr. Presidente
Pág.Página 12
Página 0014:
I SÉRIE — NÚMERO 102 14 Como se isso não bastasse, o envelhecimento p
Pág.Página 14
Página 0015:
5 DE JULHO DE 2018 15 Sr. Deputado, julgo que esteve um pouco distraído quando prof
Pág.Página 15
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 102 16 Encontrámos uma via de diálogo com o PSD num
Pág.Página 16
Página 0017:
5 DE JULHO DE 2018 17 Portanto, esta é a verdadeira solução que têm para os mais di
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 102 18 Portanto, Sr. Presidente, aqui ficam manifest
Pág.Página 18
Página 0019:
5 DE JULHO DE 2018 19 Risos do PSD. Escusem-me de fazer isso,
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 102 20 A Sr.ª Emília Cerqueira (PSD): — Sim,
Pág.Página 20
Página 0021:
5 DE JULHO DE 2018 21 O Sr. Presidente (José de Matos Correia): — O Bloco de Esquer
Pág.Página 21
Página 0022:
I SÉRIE — NÚMERO 102 22 A Sr.ª Paula Santos (PCP): — É isto qu
Pág.Página 22
Página 0023:
5 DE JULHO DE 2018 23 Aplausos do PS. Ao longo da minha vida enquanto
Pág.Página 23
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 102 24 E grave, muito grave, falhas no fornecimento
Pág.Página 24
Página 0025:
5 DE JULHO DE 2018 25 A Sr.ª PaulaSantos (PCP): — Sr. Presidente, começo por agrade
Pág.Página 25
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 102 26 O Sr. RenatoSampaio (PS): — Sr. Presidente, S
Pág.Página 26
Página 0027:
5 DE JULHO DE 2018 27 O Sr. Presidente: (José de Matos Correia) — Como cabe ao Part
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 102 28 Aplausos do PSD. Entretan
Pág.Página 28