O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

5 DE JULHO DE 2018

17

Portanto, esta é a verdadeira solução que têm para os mais diversos setores com os quais os cidadãos se

vão confrontando, e hoje é a vez, em concreto, da organização do nosso território. Ou seja, cria-se uma comissão

e lavam-se consciências. Será assim, Sr.as e Srs. Deputados? Empurram-se as soluções dos problemas para a

frente?

Nós consideramos que não são apresentadas soluções efetivas e que o PSD é incapaz de encontrar essas

soluções concretas e de as propor à Assembleia da República. Tal não é estranho, contudo, porque nós

conhecemos a atividade governativa e as opções governativas do PSD e do CDS.

Sr.as e Srs. Deputados, será porventura justo, muito justo, relembrar que os senhores contribuíram com toda

a força que tinham para a desvalorização do nosso território, designadamente, do interior do País. Com certeza,

Os Verdes não vão ter necessidade de lembrar a toda a gente — mas vamos fazê-lo, de qualquer forma — o

papel que tiveram relativamente, por exemplo, ao encerramento de serviços públicos fundamentais, quer na

área da educação, quer na área da saúde, e como esvaziaram o interior do País destes serviços fundamentais

à vida das populações.

Poderíamos também falar de outro serviço público essencial, ao qual os senhores se agarraram para destruir,

designadamente no interior do País, e estou a falar de transportes — tanto no Douro, como no Alentejo

encontramos vários exemplos que poderiam ser dados. Talvez vos deva lembrar, concretamente, a forma como

encerraram o serviço de passageiros na Linha do Leste — nós, Os Verdes, tivemos de trabalhar nesta

Legislatura afincadamente para que fosse possível repor esse serviço às populações — e o que daí resultou

para a economia da região, designadamente para o ensino superior da região, e de como a liquidação dos

transportes consegue esvaziar depois todo um conjunto de atividades ao seu redor.

O Sr. JoãoOliveira (PCP): — Bem lembrado!

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Os senhores contribuíram para que isso acontecesse e vêm hoje

aqui fazer o quê? Lavar consciências? Ainda por cima, Sr.as e Srs. Deputados, sem propostas concretas! E nem

vamos falar da liquidação da atividade produtiva no interior do País, designadamente na área agrícola, para a

qual os senhores bem contribuíram.

Este é o quadro de base e, por isso, Sr.as e Srs. Deputados, e em particular Sr.as e Srs. Deputados do PS, é

grave que os senhores, quando pensam na descentralização e na relevância da descentralização, decidam fazer

um acordo com o PSD, que tem este historial. E é grave, de facto, que considerem que o PSD dará um bom

parceiro para materializar uma lógica de descentralização — daí não virão, certamente, boas soluções.

Qual é o grande receio de Os Verdes sobre as vossas propostas em matéria de descentralização? Nós, por

princípio, evidentemente, somos a favor da descentralização, mas, quando se quer desresponsabilizar o Estado

e passar o ónus dos problemas para as autarquias, lamento, isso não é respeitar as autarquias, isso é tramar,

se me permitem a expressão, tramar as próprias autarquias! Isto é grave, já que há determinadas funções tão

importantes, funções do Estado, como a educação ou a saúde, onde é determinante haver uma política nacional

forte e não 308 políticas de educação ou de saúde no nosso País!

Além do mais, a nossa experiência em matéria de descentralização protagonizada por governos do PS e do

PSD diz-nos que se passam as competências, mas não se passam os correspondentes meios financeiros para

que as autarquias possam atuar. Portanto, este é o historial que nós conhecemos e nada nos diz que será

diferente.

Mas o que é que os senhores propõem em termos, por exemplo, de um comando constitucional, que é a

regionalização? Nada! Não propõem absolutamente nada! Esse patamar fundamental entre o Estado central e

as autarquias…

O Sr. Presidente (José de Matos Correia): — Sr.ª Deputada, tem de terminar.

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Vou terminar, Sr. Presidente.

Sr.as e Srs. Deputados do PS, e relativamente à reposição das freguesias, àquela asneira brutal que o

Governo do PSD e do CDS fez? Nada! Também se silenciam relativamente a esta matéria.

Páginas Relacionadas
Página 0002:
I SÉRIE — NÚMERO 102 2 O Sr. Presidente: — Sr.as e Srs. Deputados, Sr
Pág.Página 2
Página 0003:
5 DE JULHO DE 2018 3 Como se justifica que uma região como o Alentejo, que represen
Pág.Página 3
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 102 4 O Sr. Presidente: — A Mesa regista três
Pág.Página 4
Página 0005:
5 DE JULHO DE 2018 5 Sr. Santinho Pacheco (PS): — O PSD encara a aprovação deste pa
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 102 6 Protestos da Deputada do PSD Emília Cerqueira.
Pág.Página 6
Página 0007:
5 DE JULHO DE 2018 7 E vêm agora falar de desenvolvimento, de preocupações com o in
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 102 8 O Sr. António Costa Silva (PSD): — Vai ser cri
Pág.Página 8
Página 0009:
5 DE JULHO DE 2018 9 No entanto, como diversas entidades que foram ouvidas no grupo
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 102 10 A Sr.ª Susana Amador (PS): — Sr. Presi
Pág.Página 10
Página 0011:
5 DE JULHO DE 2018 11 Sabemos, ainda, que só conferindo às freguesias novos poderes
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 102 12 O Sr. João Vasconcelos (BE): — Sr. Presidente
Pág.Página 12
Página 0013:
5 DE JULHO DE 2018 13 melhoradas com políticas de descentralização, outra coisa são
Pág.Página 13
Página 0014:
I SÉRIE — NÚMERO 102 14 Como se isso não bastasse, o envelhecimento p
Pág.Página 14
Página 0015:
5 DE JULHO DE 2018 15 Sr. Deputado, julgo que esteve um pouco distraído quando prof
Pág.Página 15
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 102 16 Encontrámos uma via de diálogo com o PSD num
Pág.Página 16
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 102 18 Portanto, Sr. Presidente, aqui ficam manifest
Pág.Página 18
Página 0019:
5 DE JULHO DE 2018 19 Risos do PSD. Escusem-me de fazer isso,
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 102 20 A Sr.ª Emília Cerqueira (PSD): — Sim,
Pág.Página 20
Página 0021:
5 DE JULHO DE 2018 21 O Sr. Presidente (José de Matos Correia): — O Bloco de Esquer
Pág.Página 21
Página 0022:
I SÉRIE — NÚMERO 102 22 A Sr.ª Paula Santos (PCP): — É isto qu
Pág.Página 22
Página 0023:
5 DE JULHO DE 2018 23 Aplausos do PS. Ao longo da minha vida enquanto
Pág.Página 23
Página 0024:
I SÉRIE — NÚMERO 102 24 E grave, muito grave, falhas no fornecimento
Pág.Página 24
Página 0025:
5 DE JULHO DE 2018 25 A Sr.ª PaulaSantos (PCP): — Sr. Presidente, começo por agrade
Pág.Página 25
Página 0026:
I SÉRIE — NÚMERO 102 26 O Sr. RenatoSampaio (PS): — Sr. Presidente, S
Pág.Página 26
Página 0027:
5 DE JULHO DE 2018 27 O Sr. Presidente: (José de Matos Correia) — Como cabe ao Part
Pág.Página 27
Página 0028:
I SÉRIE — NÚMERO 102 28 Aplausos do PSD. Entretan
Pág.Página 28