O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

26 DE JANEIRO DE 2019

25

«20 ecopontos e caixotes do lixo incendiados em escalada de violência»; «Carro da PSP apedrejado em

Loures».

Sr. Primeiro-Ministro, o que importa perguntar-lhe é uma coisa muito simples: o senhor condena ou não esses

atos de vandalismo?O senhor defende ou não defende a autoridade policial? O que é que o senhor vai fazer

para que estes sejam, de facto, episódios isolados?

Aplausos do CDS-PP.

O Sr. Presidente: — Para responder, tem a palavra o Sr. Primeiro-Ministro.

O Sr. Primeiro-Ministro: — Sr. Presidente, Sr.ª Deputada, indigno-me, sim! Sabe que a paciência tem

limites! A paciência tem limites!

Aplausos do PS.

Vozes do CDS-PP e do PSD: — Oh!…

O Sr. Primeiro-Ministro: — A Sr.ª Deputada era ministra de um Governo que, em 2012, injetou mais de

1500 milhões de euros na Caixa Geral de Depósitos sem fazer qualquer auditoria.

Aplausos do PS.

Protestos do CDS-PP.

A Sr.ª Deputada deu uma entrevista ao jornal Público onde, com os maiores desplante e à-vontade e com

total inconsciência, disse que o BES, o BANIF e a Caixa Geral de Depósitos nunca foram discutidos no Conselho

de Ministros!

Aplausos do PS.

A senhora foi, durante quatro anos, ministra de um Governo que meteu 1500 milhões de euros na Caixa,

dinheiro dos contribuintes, sem nenhuma auditoria e sem sequer o discutir em Conselho de Ministros?

A Sr.ª Deputada já disse também, com enorme tranquilidade, que aprovou o projeto de resolução do BES

sem o ler, à saída da praia, assinando de cruz.

Aplausos do PS.

Protestos do CDS-PP.

Sr.ª Deputada, uma pessoa que revela este grau de irresponsabilidade, de impreparação e de inconsciência

para tratar de temas tão sensíveis como a banca, de facto, esgota a paciência de um santo quando se permite

vir falar da banca depois do que nós fizemos.

Aplausos do PS.

Quanto ao resto, Sr.ª Deputada, está a olhar para mim, e deve ser, seguramente, pela cor da minha pele que

me pergunta se eu condeno ou não condeno os atos de vandalismo em Portugal.

Aplausos do PS.

Protestos do CDS-PP, tendo Deputados batido com as mãos nos tampos das bancadas.

Páginas Relacionadas
Página 0034:
I SÉRIE — NÚMERO 44 34 Protestos do PSD. Por iss
Pág.Página 34
Página 0035:
26 DE JANEIRO DE 2019 35 Submetido à votação, foi aprovado por unanimidade.
Pág.Página 35