O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

22 DE FEVEREIRO DE 2019

7

estava o seu partido quando o Partido Socialista aprovou legislação para combater o assédio no trabalho, à qual

os senhores faltaram. Onde estava o PSD quando o Partido Socialista e os partidos que apoiam esta maioria

aprovaram o PREVPAP (Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração

Pública) para combater a precariedade no Estado e os senhores não acompanharam?! Onde estavam os

senhores quando nós aumentámos o salário mínimo e os senhores não acompanharam?!

Portanto, quando fazemos estas medidas de valorização dos trabalhadores e do mundo do trabalho em

Portugal, sabemos onde é que o PSD não está: não está ao lado das soluções para melhorar a vida dos

trabalhadores!

Aplausos do PS.

O Sr. Presidente: — O Sr. Deputado colocou uma questão ao PSD, cujo interlocutor já tinha esgotado o

tempo.

O Sr. Deputado dá algum tempo ao PSD? É uma pergunta a que o Sr. Deputado Tiago Barbosa Ribeiro

poderá responder.

O Sr. Tiago Barbosa Ribeiro (PS): — Sr. Presidente, atendendo a que o pedido de esclarecimento ainda

durou bastante tempo, convolei em intervenção a minha questão, se me permitir, obviamente.

O Sr. Presidente: — Muito bem.

O Sr. Adão Silva (PSD): — Sr. Presidente, peço a palavra.

O Sr. Presidente: — Para que efeito, Sr. Deputado?

O Sr. Adão Silva (PSD): — Sr. Presidente, é para uma interpelação à Mesa.

O que está aqui a acontecer é uma situação relativamente insólita no que tem a ver com a condução dos

trabalhos no Parlamento.

O Sr. Presidente deveria ter reparado que o PSD já tinha esgotado o seu tempo. Foi uma belíssima

intervenção do meu colega de bancada, mas tínhamos esgotado o tempo.

Risos do Deputado do PS.

O Sr. Presidente: — Isso não é uma interpelação à Mesa, Sr. Deputado. Já está a ultrapassar os limites da

interpelação à Mesa! Mas faça favor.

O Sr. Adão Silva (PSD): — E o Sr. Deputado Barbosa Ribeiro, vendo que o PSD não tinha tempo para

responder, cometeu aqui o que se chama uma deselegância parlamentar,…

Vozes do PS: — Oh!…

O Sr. Adão Silva (PSD): — … porque se pôs a fazer uma pergunta sabendo que do outro lado não havia

nem tempo para responder.

O Sr. Presidente: — Sr. Deputado, peço-lhe que termine a interpelação à Mesa.

O Sr. Adão Silva (PSD): — Nós esperávamos, Sr. Presidente, que o Partido Socialista fosse leal neste

debate e quisesse ouvir a resposta do PSD, porque temos resposta para dar, Sr. Presidente!

Aplausos do PSD.

Páginas Relacionadas
Página 0017:
22 DE FEVEREIRO DE 2019 17 Os trabalhadores dos call centers da EDP, da PT, da MEO
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 55 18 atravessado nos últimos anos, fruto de lições
Pág.Página 18
Página 0019:
22 DE FEVEREIRO DE 2019 19 estaria presente numa coisa para a qual não foi convidad
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 55 20 Ou seja, há coerência na resposta territorial,
Pág.Página 20