O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

22 DE MARÇO DE 2019

21

Nós sabemos que não está bem, porque há anos ouvimos os agentes do setor dizer que é preciso mudar.

Se vocês acham o contrário, fiquem com a vossa taça. Se, de facto, tivessem propostas e vontade de agir, seria

muito simples: em comissão, na especialidade, poderíamos todos construir soluções, como se faz com tantas

outras coisas. Não o querem fazer, porque não têm ideias nem soluções e são, isso sim, a favor do fim do setor

do táxi.

Aplausos do PSD.

Entretanto, reassumiu a presidência o Presidente, Eduardo Ferro Rodrigues.

O Sr. Presidente: — Srs. Deputados, vamos passar agora ao período regimental de votações.

Antes de mais, vamos proceder à verificação do quórum, utilizando o sistema eletrónico.

Pausa.

Srs. Deputados, o quadro eletrónico regista 193 presenças, às quais se acrescentam as dos Srs. Deputados

Hugo Pires, Jorge Lacão e Joaquim Barreto, do PS, André Silva, do PAN, e Ana Sofia Bettencourt, do PSD, que

não conseguiram proceder ao seu registo eletrónico, perfazendo 198 Deputados presentes, pelo que temos

quórum para proceder às votações.

Vamos começar pelo Voto n.º 785/XIII/4.ª (apresentado pelo PSD e subscrito por Deputados do PS) — De

pesar pelo falecimento de D. Maurílio Gouveia, Arcebispo Emérito de Évora, que vai ser lido pelo Sr. Secretário

Pedro Alves.

O Sr. Secretário (Pedro Alves): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados, o voto é do seguinte teor:

«D. Maurílio Jorge Quintal de Gouveia, Arcebispo Emérito de Évora, faleceu no passado dia 19 de março de

2019, depois de um longo período fustigado pela doença.

Nasceu a 5 de agosto de 1932, em Santa Luzia, no Funchal, e cumpriu a sua etapa vocacional no Seminário

Diocesano do Funchal. Posteriormente, em Roma, formou-se em Teologia Dogmática na Pontifícia Universidade

Gregoriana, tendo tirado também uma pós-graduação em Teologia Pastoral, na Pontifícia Universidade

Lateranense. Após este período, regressou à Madeira para exercer várias missões pastorais.

Em 1973, D. Maurílio de Gouveia recebeu a sua nomeação episcopal através do Papa Paulo VI. Em 1978, o

bispo madeirense foi nomeado Arcebispo Titular de Mitilene, e em 1981 foi nomeado Arcebispo de Évora, por

intermédio do Papa João Paulo II.

Ao longo dos 26 anos em que tomou conta dos destinos da arquidiocese alentejana, D. Maurílio de Gouveia

destacou-se pelo empenho pastoral, assumindo-se como pioneiro num trabalho de proximidade com as

comunidades católicas locais.

Sorridente, delicado, educado, humano e com sentido de humor, aproximou-se das pessoas como pastor e

não com um discurso ideológico, numa postura até então pouco comum na Igreja Católica portuguesa.

Momento alto do seu ministério foi a visita do Papa João Paulo II ao Santuário de Nossa Senhora da

Conceição, em Vila Viçosa, em 1982.

Em 2007, por ter atingido os 75 anos, D. Maurílio de Gouveia apresentou a sua resignação ao cargo de

Arcebispo de Évora. Os seus últimos anos, já com uma saúde muito debilitada, foram passados na sua terra

natal, na Madeira.

Assim, a Assembleia da República reunida em Plenário, exprime o seu pesar pelo falecimento de D. Maurílio

Gouveia, Arcebispo Emérito de Évora e endereça as suas condolências aos seus familiares e à Igreja Católica.»

O Sr. Presidente: — Vamos votar este voto, Srs. Deputados.

Submetido à votação, foi aprovado, com votos a favor do PSD, do PS, do CDS-PP, do PCP, de Os Verdes,

do PAN edo Deputado não inscrito Paulo Trigo Pereira e a abstenção do BE.

Páginas Relacionadas
Página 0003:
22 DE MARÇO DE 2019 3 O Sr. Presidente: — Sr.as e Srs. Deputados, Sr.as e Srs. Func
Pág.Página 3
Página 0004:
I SÉRIE — NÚMERO 66 4 O Governo andou sempre a reboque dos acontecime
Pág.Página 4
Página 0005:
22 DE MARÇO DE 2019 5 Sr.as e Srs. Deputados, senhores taxistas, utentes, consumido
Pág.Página 5
Página 0006:
I SÉRIE — NÚMERO 66 6 — certamente, não o será! —, para ser o coveiro
Pág.Página 6
Página 0007:
22 DE MARÇO DE 2019 7 O Sr. BrunoDias (PCP): — Os senhores propõem que, pura
Pág.Página 7
Página 0008:
I SÉRIE — NÚMERO 66 8 O Sr. AndréPinotesBatista (PS): — É só r
Pág.Página 8
Página 0009:
22 DE MARÇO DE 2019 9 serviço público que só podem ser cumpridas se estiverem contr
Pág.Página 9
Página 0010:
I SÉRIE — NÚMERO 66 10 O Sr. Paulo Rios de Oliveira (PSD): — S
Pág.Página 10
Página 0011:
22 DE MARÇO DE 2019 11 Aplausos do CDS-PP. Também respondemos
Pág.Página 11
Página 0012:
I SÉRIE — NÚMERO 66 12 O Sr. Hélder Amaral (CDS-PP): — Aquilo
Pág.Página 12
Página 0013:
22 DE MARÇO DE 2019 13 O Sr. Carlos Pereira (PS): — Ex.mo Sr. Presidente, Sr.as e S
Pág.Página 13
Página 0014:
I SÉRIE — NÚMERO 66 14 Aplausos do PS. Não quere
Pág.Página 14
Página 0015:
22 DE MARÇO DE 2019 15 O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Sr. Deputado Carlos Pereir
Pág.Página 15
Página 0016:
I SÉRIE — NÚMERO 66 16 O Sr. Fernando Virgílio Macedo (PSD): — Sr. Pr
Pág.Página 16
Página 0017:
22 DE MARÇO DE 2019 17 porventura, nessa região geográfica, permitir alguma liberal
Pág.Página 17
Página 0018:
I SÉRIE — NÚMERO 66 18 O Sr. Presidente (Jorge Lacão): — Para respond
Pág.Página 18
Página 0019:
22 DE MARÇO DE 2019 19 Pausa. Srs. Deputados, se a Mesa disser que dá
Pág.Página 19
Página 0020:
I SÉRIE — NÚMERO 66 20 O Sr. Emídio Guerreiro (PSD): — O PSD rejeita
Pág.Página 20