O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 80

60

———

Relativas aos Projetos de Resolução n.os 2020, 2030, 2031, 2075, 2042 e 2059/XIII/4.ª:

O Parlamento reúne-se, discute e vota iniciativas sobre a caça ao javali e à rola.

Faz bem este Parlamento, porque não parece ter mais o que fazer.

Seria natural que os partidos soubessem do que falam, que não olhassem do Miradouro da Graça para os

campos onde os javalis danificam as culturas, para os veículos que todos os dias são danificados por estes

animais, para a insegurança que as populações rurais vivem pela excessiva população da espécie.

Seria também natural que os partidos soubessem que existe um calendário venatório que pondera os limites

da caça que valoriza e impõe reservas de natureza cinegética, mas não…

Se o Parlamento entendesse propor a elaboração e aprovação de uma Estratégia Nacional para a Caça e

Espécies Cinegéticas, então estaria a fazer o seu papel. E se o Parlamento e os Deputados soubessem que a

caça vale, em Portugal, mais do que o orçamento anual da primeira liga de futebol profissional, então

entenderiam a urgência de medidas.

Mas não. O que importa é folclore anti-rural, um cosmopolitismo de proveta que vai levar a que os

portugueses de novas gerações sejam todos alimentados pelas grandes multinacionais do agro. A agenda

proibicionista de alguns é a melhor forma de fazer mais lucro para o grande capitalismo internacional.

Não vamos por aí. A normalização e a liofilização das sociedades ocidentais levará inevitavelmente à sua

morte.

O Deputado do Grupo Parlamentar do PS, Ascenso Simões.

——

O Grupo Parlamentar do PCP votou contra os Projetos de Resolução n.os 2042 e 2059/XIII/4.ª.

A rola-comum ou rola-brava é uma ave migratória que habita a região zoogeográfica da Europa, Norte de

África, grande parte da Arábia e a Ásia a norte do Himalaia. Em Portugal, é possível observar esta ave em todo

o território com mais predominância no norte do País, sendo que esta chega aos locais de reprodução em abril

e fica até agosto. O Instituto de Conservação da Natureza e da Florestas (ICNF) definiu que o período de caça

à rola-comum só está autorizado entre os fins de agosto e o final de setembro, ou seja, respeitando o período

de reprodução, e num máximo de quatro espécimes por caçador.

Entende o PCP que devem ser implementadas medidas que tenham como objetivo a conservação da

natureza, procurando que a exploração dos recursos cinegéticos seja sustentável. Nesse sentido, o calendário

venatório é da responsabilidade do ICNF e resulta de uma avaliação e monitorização que o próprio ICNF reavalia

anualmente em função dos efeitos da caça sobre as diferentes espécies cinegéticas, onde se inclui a rola-

comum, podendo mesmo rever se assim se justificar.

Foi por entender que cabe ao ICNF, que dispõe dos instrumentos de monitorização e de avaliação continuada

das espécies cinegéticas e que não se pode eximir dessa responsabilidade, a definição daquelas, às quais é

permitido o exercício da caça, no que respeita às épocas venatórias, bem como a fixação dos períodos, dos

processos e outros condicionalismos para essas mesmas épocas e espécies cinegéticas, que o PCP votou

contra os projetos de resolução acima identificados.

Assembleia da República, 2 de maio de 2019.

O Deputado do Grupo Parlamentar do PCP, João Dias.

———

Relativas ao texto final da Proposta de Lei n.º 150/XIII/4.ª:

Páginas Relacionadas