O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 85

50

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — Termino, Sr. Presidente.

E o PSD e o CDS, depois, fizeram tudo aquilo que puderam para suportar o Governo, anulando

completamente a sua votação em sede de comissão.

Aplausos de Os Verdes e do PCP.

O Sr. Presidente: — Para uma declaração de voto, tem a palavra, pelo Grupo Parlamentar do Partido

Socialista, o Sr. Deputado Porfírio Silva.

O Sr. Porfírio Silva (PS): — Sr. Presidente, não é preciso muito para explicar o voto do Partido Socialista

nesta votação, porque nós temos dito sempre o mesmo desde o princípio e temos votado sempre o mesmo

desde o princípio.

Risos do Deputado do PSD Pedro Pimpão.

A Sr.ª Heloísa Apolónia (Os Verdes): — É mentira!

O Sr. Porfírio Silva (PS): — Nós sempre dissemos que era preciso tentar a recuperação do tempo de serviço,

sempre dissemos que isso tinha de ser feito em negociação entre Governo e sindicatos,…

O Sr. João Paulo Correia (PS): — Muito bem!

O Sr. Porfírio Silva (PS): — … e sempre apelámos ao Governo e aos sindicatos para que fizessem essa

negociação.

Aqueles que incentivaram os sindicatos a tomarem o Governo como inimigo, em vez de tomarem o Governo

como parceiro, é que ajudaram a prejudicar todo este processo.

Aplausos do PS.

Mas o que é mais espantoso neste caso é que o Sr. Deputado Fernando Negrão não saiba fazer respeitar a

honra não só do seu grupo parlamentar mas também deste Parlamento.

Como dizia, aparentemente, o seu antecessor, o ex-líder parlamentar do PSD, «Rui Rio, sempre que tem

uma aflição, culpa o grupo parlamentar». E o grupo parlamentar, ou o seu líder, vem aqui defender aqueles que

humilham o grupo parlamentar.

O Sr. Fernando Negrão (PSD): — Meta-se na sua vida!

O Sr. Porfírio Silva (PS): — É que nós não fazemos declarações de ódio aos outros grupos parlamentares,

como o senhor fez há pouco,…

Protestos do PSD.

… porque, para nós, todos aqui representam o povo, esta parte ou aquela parte, esta opinião ou aquela

opinião. Nós não detestamos ninguém, nós argumentamos. Essa declaração de detestação é antidemocrática,

é antiparlamentar.

Aplausos do PS.

Protestos do PSD.

Mas o PS nunca se iludiu com a manobra do PSD e do CDS. Nós bem sabíamos o que o PSD e o CDS

queriam fazer. Queriam enganar os professores e os portugueses, ao mesmo tempo.

Páginas Relacionadas
Página 0037:
11 DE MAIO DE 2019 37 sociedade com os recursos disponíveis face à situação económi
Pág.Página 37
Página 0038:
I SÉRIE — NÚMERO 85 38 Vozes do PSD: — Muito bem! <
Pág.Página 38
Página 0039:
11 DE MAIO DE 2019 39 Vozes do PS: — Ah!… A Sr.ª Margarida Man
Pág.Página 39
Página 0040:
I SÉRIE — NÚMERO 85 40 Aplausos do BE. O Sr. Pre
Pág.Página 40
Página 0041:
11 DE MAIO DE 2019 41 A Sr.ª AnaMesquita (PCP): — Viabilizar isto, Sr.as e S
Pág.Página 41
Página 0042:
I SÉRIE — NÚMERO 85 42 Como é que a Sr.ª Deputada chega hoje ao Plená
Pág.Página 42
Página 0043:
11 DE MAIO DE 2019 43 Não aprovamos as cláusulas da direita que servem apena
Pág.Página 43
Página 0044:
I SÉRIE — NÚMERO 85 44 … em que o futuro não seria nem a maior
Pág.Página 44
Página 0045:
11 DE MAIO DE 2019 45 c. E, no caso dos docentes posicionados no 9.º e no 10.º esca
Pág.Página 45