O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 85

48

O Sr. Presidente: — Para uma declaração de voto, tem a palavra, pelo Grupo Parlamentar do PSD, o Sr.

Deputado Fernando Negrão.

O Sr. Fernando Negrão (PSD): — Sr. Presidente, Sr.ª Deputada Ana Mesquita, nós não suportamos o PS!

Aplausos do PSD.

O Sr. João Oliveira (PCP): — Acabaram de o fazer!

O Sr. Fernando Negrão (PSD): — Sr. Presidente, o processo que culminou na votação de hoje, relativa à

contagem do tempo de serviço dos professores, fez cair a máscara ao Primeiro-Ministro António Costa, em

geringonça,…

Aplausos do PSD.

… que quer ser, a todo o custo e a toda a pressa, Primeiro-Ministro, sem geringonça,…

Aplausos do PSD.

… assim revelando a sua falta de sentido de Estado e de responsabilidade.

Vozes do PSD: — Muito bem!

O Sr. Fernando Negrão (PSD): — Um Primeiro-Ministro que forja, encena e dramatiza uma crise política,

com o único objetivo de tentar desviar as atenções dos verdadeiros problemas dos portugueses, não é nem

nunca poderá vir a ser um estadista.

Vozes do PSD: — Muito bem!

O Sr. Fernando Negrão (PSD): — Um Primeiro-Ministro que, no rescaldo das tragédias dos incêndios de

2017, afirmou que não se demitiria se tragédias semelhantes se repetissem, mas que agora o faz por causa de

uma lei que hipoteticamente poderia ser aprovada no Parlamento, não é nem nunca poderá vir a ser um

estadista.

Vozes do PSD: — Muito bem!

O Sr. Fernando Negrão (PSD): — Ao PS foi dada, pelo PSD, a oportunidade de votar a favor de uma norma

que assegurava o equilíbrio das contas públicas. O que fez o Partido Socialista? Votou contra! E porquê? Porque

confiar ao PS a garantia das boas contas é como confiar à raposa a guarda do galinheiro.

Aplausos do PSD.

É por isso que o discurso da responsabilidade na boca de um Governo socialista não bate certo. Não bateu

certo quando conduziu o País à bancarrota, e não bate certo agora.

O Sr. Presidente: — Já ultrapassou o tempo de que dispunha, Sr. Deputado.

O Sr. Fernando Negrão (PSD): — O PSD tem no seu ADN a luta pelas condições de sustentabilidade

económica e financeira.

O Sr. Presidente: — Peço-lhe para concluir, Sr. Deputado.

Páginas Relacionadas
Página 0049:
11 DE MAIO DE 2019 49 O Sr. Fernando Negrão (PSD): — Termino, Sr. Presidente, dizen
Pág.Página 49