O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 108

32

A Sr.ª Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna: — Sr. Presidente, queria agradecer as

questões que foram colocadas pelos vários grupos parlamentares.

Sr. Deputado Marques Guedes, lamentável é o desinvestimento que o Governo anterior fez nas forças e

serviços de segurança…

Vozes do PSD: — Ah!

A Sr.ª Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna: — … e não ver o investimento que, neste

momento, está a ser feito! Olhe, começo pelos equipamentos de proteção individual, cujo aumento é de 228%.

Mais: os equipamentos para as funções especializadas aumentaram 182% e a Lei de Programação tem, neste

momento, um grau de execução superior a 60% em dois anos da sua vigência.

Não querer reconhecer o que está a ser feito, neste momento — a entrega de viaturas às forças e serviços

de seguranças, em termos de armamento e de equipamento de proteção individual e investimento nas

infraestruturas —, é, de facto, não querer reconhecer o que está, efetivamente, a acontecer. O Sr. Deputado

ficará com a sua posição, mas devo dizer que desconhece o que está a acontecer no País.

Sobre a violência doméstica, há uma preocupação neste Governo…

O Sr. Presidente: — Peço-lhe para concluir, Sr.ª Secretária de Estado.

A Sr.ª Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna: — Vou já concluir, Sr. Presidente.

Relativamente à violência doméstica, ao longo dos últimos quatro anos, sempre houve formação nas forças

de segurança e uma das principais medidas tomadas pelo Governo e acompanhada por esta Assembleia da

República…

O Sr. Presidente: — Sr.ª Secretária de Estado, digo-lhe o mesmo que disse aos grupos parlamentares.

Dispunha de 3 minutos e não mais do que 3 minutos.

A Sr.ª Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna: — Vou já terminar, Sr. Presidente.

Dizia eu que uma das principais medidas foi a redução do número de armas com a aprovação da lei das

armas, porque grande parte dos homicídios de que o Sr. Deputado Telmo Correia acabou de falar são crimes

cometidos com armas.

O Sr. Presidente: — Muito obrigado, Sr. Secretária de Estado. Vai ter mesmo de terminar.

A Sr.ª Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna: — Felizmente, conseguimos concretizar

essa medida.

Aplausos do PS.

O Sr. Presidente: — Vamos passar ao quinto ponto da ordem do dia, que consiste na apreciação da Petição

n.º 474/XIII/3.ª (Associação ANIMAL – Rita Silva) — Por um circo livre de animais em Portugal.

Pausa.

Se não houver inscrições, passamos ao ponto seguinte, pois o tempo que estamos à espera é um tempo

totalmente perdido.

Pausa.

Tem a palavra, para uma intervenção, a Sr.ª Deputada Maria Manuel Rola, do Grupo Parlamentar do Bloco

de Esquerda.

Páginas Relacionadas
Página 0030:
I SÉRIE — NÚMERO 108 30 O Sr. Presidente: — Tem a palavra o Sr. Deput
Pág.Página 30