O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

0758 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002

 

c) Entre rubricas do mapa da classificação económica das despesas.

5 - Nos casos em que as modificações legislativas a que se refere a alínea a) do número anterior o exijam, o Governo pode inscrever novos títulos ou capítulos no mapa da classificação orgânica das despesas, para os quais efectuará as devidas transferências de verbas.

Artigo 53.º
Orçamento dos serviços e fundos autónomos

1 - Competem à Assembleia da República as alterações orçamentais que consistam no aumento do montante:

a) Das despesas globais de cada serviço ou fundo autónomo;
b) Das despesas de cada serviço ou fundo autónomo afectas a uma rubrica da classificação funcional.

2 - Competem ao Governo as alterações orçamentais a que se refere o número anterior, nos casos em que o aumento dos montantes das despesas em causa tenha contrapartida:

a) Em cobranças efectivas de receitas próprias do serviço ou fundo autónomo, que não provenham do recurso ao crédito, superiores aos valores previstos no respectivo orçamento;
b) Em saldos de gerência ou de dotações de anos anteriores cuja utilização seja permitida por lei;
c) Em reforço ou inscrição de receitas de transferências provenientes do orçamento dos serviços integrados, de outros serviços e fundos autónomos ou da segurança social;
d) Na dotação provisional.

3 - Competem à Assembleia da República as transferências de verbas o orçamento de cada serviço ou fundo autónomo que consistam em transferências de natureza funcional.
4 - Competem ao Governo as transferências de verbas no orçamento de cada serviço ou fundo autónomo, com excepção das previstas no número anterior.

Artigo 54.º
Orçamento da segurança social

1 - Competem à Assembleia da República as alterações do orçamento da segurança social que consistam num aumento do montante total das despesas, com excepção das referidas a prestações que constituam direitos dos beneficiários do sistema de segurança social.
2 - Competem ao Governo as alterações orçamentais decorrentes do aumento das despesas com as prestações referidas no número anterior.
3 - Competem, ainda, ao Governo as alterações orçamentais que consistam no aumento do montante total das despesas a que se refere o n.º 1 que tenham contrapartida em:

a) Aumento de receitas efectivas que lhe estejam consignadas;
b) Saldos de gerência ou de dotações de anos anteriores cuja utilização seja permitida por expressa determinação da lei;
c) Transferências de outros subsectores da Administração Pública.

4 - São da competência da Assembleia da República as transferências de verbas do orçamento da segurança social entre diferentes grandes funções ou funções no respeito pela adequação selectiva das fontes de financiamento consagrada na Lei de Bases do Sistema de Segurança Social.
5 - Competem ao Governo as transferências de verbas entre diferentes rubricas do mapa da classificação económica das despesas do orçamento da segurança social.

Capítulo V
Controlo orçamental e responsabilidade financeira

Artigo 55.º
Controlo orçamental

1 - A execução do Orçamento do Estado fica sujeita a controlo, nos termos da presente lei e da demais legislação aplicável, o qual tem por objecto a verificação da legalidade e da regularidade financeira das receitas e das despesas públicas, bem como a apreciação da boa gestão dos dinheiros e outros activos públicos e da dívida pública.
2 - A execução do Orçamento do Estado é objecto de controlo administrativo, jurisdicional e político.
3 - O controlo orçamental efectua-se prévia, concomitante e sucessivamente à realização das operações de execução orçamental.
4 - O controlo administrativo compete ao próprio serviço ou instituição responsável pela respectiva execução, aos respectivos serviços de orçamento e de contabilidade pública, às entidades hierarquicamente superiores, de superintendência ou de tutela e aos serviços gerais de inspecção e de controlo da Administração Pública.
5 - Os serviços ou instituições responsáveis pela execução orçamental e os respectivos serviços de orçamento e de contabilidade pública elaboram, organizam e mantêm em funcionamento sistemas e procedimentos de controlo interno das operações de execução do Orçamento, os quais poderão envolver, nos casos em que tal se justifique, o recurso a serviços de empresas de auditoria.
6 - O controlo jurisdicional da execução do Orçamento do Estado compete ao Tribunal de Contas e é efectuado nos termos da respectiva legislação.
7 - O controlo jurisdicional de actos de execução do Orçamento e a efectivação das responsabilidades não financeiras deles emergentes incumbem também aos demais tribunais, designadamente aos tribunais administrativos e fiscais e aos tribunais judiciais, no âmbito das respectivas competências.
8 - A execução do orçamento da segurança social está sujeita ao controlo orçamental previsto para o Orçamento do Estado, do qual faz parte integrante.

Artigo 56.º
Controlo político

1 - A Assembleia da República exerce o controlo político sobre a execução do Orçamento do Estado e efectiva as correspondentes responsabilidades políticas, nos termos

Páginas Relacionadas
Página 0743:
0743 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   Artigo 3.º Duração
Pág.Página 743
Página 0744:
0744 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   3 - O princípio da sol
Pág.Página 744
Página 0745:
0745 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   2 - O Governo apresent
Pág.Página 745
Página 0746:
0746 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   Artigo 3.º Alteraç
Pág.Página 746
Página 0747:
0747 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   2 - A elaboração dos o
Pág.Página 747
Página 0748:
0748 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   3 - O aumento do endiv
Pág.Página 748
Página 0749:
0749 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   2 - A avaliação da eco
Pág.Página 749
Página 0750:
0750 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   Secção III Orçamen
Pág.Página 750
Página 0751:
0751 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   da Segurança Social, e
Pág.Página 751
Página 0752:
0752 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   orçamentais, articulad
Pág.Página 752
Página 0753:
0753 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   f) Medidas de racional
Pág.Página 753
Página 0754:
0754 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   não estejam submetidas
Pág.Página 754
Página 0755:
0755 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   7 - Salvo disposição l
Pág.Página 755
Página 0756:
0756 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   3 - No âmbito da gestã
Pág.Página 756
Página 0757:
0757 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   mesmo Diário dos mapas
Pág.Página 757
Página 0759:
0759 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   do disposto na Constit
Pág.Página 759
Página 0760:
0760 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   5 - Os resultados das
Pág.Página 760
Página 0761:
0761 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   Ministério das Finança
Pág.Página 761
Página 0762:
0762 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   Mapa XXVII-A - movimen
Pág.Página 762
Página 0763:
0763 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   4 - Os elementos infor
Pág.Página 763
Página 0764:
0764 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   correspondentes autori
Pág.Página 764
Página 0765:
0765 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   4 - A justificação das
Pág.Página 765
Página 0766:
0766 | II Série A - Número 023 | 30 de Julho de 2002   constitucional e da su
Pág.Página 766