O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

0004 | II Série A - Número 005 | 30 de Setembro de 2004

 

- A Fonte das Fontainhas;
- O solar das Casas Novas, edifício barroco do século XVIII, da família Lacerda;
- A Casa do Dr. Alonso, belo exemplar da arte nova;
- O solar da família Lacerda Faria onde funciona actualmente o Patronato, Creche e Jardim Infantil;
- Os Paços do Concelho, antigo solar da família Sampaio e Melo, século XVIII;
- O Pelourinho, do séc. XVI, classificado como Imóvel de Interesse Público (Decreto n.º 23 122, de 11 de Outubro de 1933).

3 - Caracterização geo-demográfica da vila da Meda

A vila de Meda localiza-se a norte do distrito da Guarda, distando a 70 Km desta capital de distrito. A futura cidade é sede do município de Meda, um dos 14 que integram o distrito da Guarda e pertence à Diocese de Lamego.
A Meda - que dista da Guarda a 70 km, do Porto 210 km e de Lisboa 370 km - detém uma área de 27,91 km2 e juntamente com as restantes 15 freguesias do concelho de Meda integra o território do município com o mesmo nome.
Meda, sede dos homónimos município e freguesia, situa-se num local turístico classificado como Património Mundial: na Região do Douro, na denominada zona quente da Região Demarcada, a do xisto, coberta de amendoeiras e vinha com benefício (Vinho do Porto).
Esta antiga vila situa-se a 670 metros de altitude, num magnífico planalto entre a Beira e o Douro, fazendo fronteira com as terras de Riba Côa.
Em 2001 registavam-se 2094 residentes na vila da Meda. O número de famílias era de 691, de edifícios era 966 e de alojamentos 1113.

4 - Caracterização económica da vila da Meda

A vila de Meda está incluída na Região de Turismo do Douro Sul e, como acima se referiu, na Região Demarcada do Douro.
As suas raízes históricas e a sua localização geográfica determinam que possua quer enormes potencialidades turísticas quer capacidade desenvolvimento agrícola, sobretudo na área da produção vinícola.
A par destas actividades, podemos acrescentar como as mais relevantes para a vila as existentes indústrias de construção civil e de restauração e o comércio.
Por outro lado, encontrando-se a vila de Meda rodeada de excelentes unidades de turismo rural e de habitação, nas suas imediações, nomeadamente:

- As Casas do Côro em Marialva;
- A Casa do Redondo no Rabaçal;
- A Quinta do Nadavau nas proximidades da vila de Meda e
- A Quinta do Chão D'Ordem em Longroiva.

No interior da vila existem as seguintes pensões e residenciais:

- Pensão Nova Era;
- Santo António;
- Novo Dia.

Ao nível da restauração, a oferta é de qualidade, com vários restaurantes, que apresentam diversos pratos da região.
Na actividade comercial destacamos:

- Uma grande superfície comercial;
- Diversas mercearias, drogarias, padarias, ourivesarias, papelarias pronto-a-vestir, estações de serviço e de combustível, retalhistas, floristas, sapatarias, lojas de informática e electrodomésticos;
- Mercado local retalhista;
- Peixaria.

A feira semanal decorre todas as segundas-feiras, realizando-se três grandes feiras anuais:

Páginas Relacionadas
Página 0003:
0003 | II Série A - Número 005 | 30 de Setembro de 2004   Aprovado em 16 de S
Pág.Página 3
Página 0005:
0005 | II Série A - Número 005 | 30 de Setembro de 2004   - A Feira de S. Jos
Pág.Página 5
Página 0006:
0006 | II Série A - Número 005 | 30 de Setembro de 2004   - Uma Casa da Cultu
Pág.Página 6