O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

11 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008

pensamento e opinião, com respeito dos direitos de personalidade do trabalhador e da entidade empregadora pública, incluindo as pessoas singulares que a representam, e do normal funcionamento do órgão ou serviço.

Artigo 7.º Reserva da intimidade da vida privada

1 — A entidade empregadora pública e o trabalhador devem respeitar os direitos de personalidade da contraparte, cabendo-lhes, designadamente, guardar reserva quanto à intimidade da vida privada. 2 — O direito à reserva da intimidade da vida privada abrange quer o acesso, quer a divulgação de aspectos atinentes à esfera íntima e pessoal das partes, nomeadamente relacionados com a vida familiar, afectiva e sexual, com o estado de saúde e com as convicções políticas e religiosas.

Artigo 8.º Protecção de dados pessoais

1 — A entidade empregadora pública não pode exigir ao candidato a emprego ou ao trabalhador que preste informações relativas à sua vida privada, salvo quando estas sejam estritamente necessárias e relevantes para avaliar da respectiva aptidão no que respeita à execução do contrato e seja fornecida por escrito a respectiva fundamentação.
2 — A entidade empregadora pública não pode exigir ao candidato a emprego ou ao trabalhador que preste informações relativas à sua saúde ou estado de gravidez, salvo quando particulares exigências inerentes à natureza da actividade profissional o justifiquem e seja fornecida por escrito a respectiva fundamentação.
3 — As informações previstas no número anterior são prestadas a médico, que só pode comunicar à entidade empregadora pública se o trabalhador está ou não apto a desempenhar a actividade, salvo autorização escrita deste.
4 — O candidato a emprego ou o trabalhador que haja fornecido informações de índole pessoal goza do direito ao controlo dos respectivos dados pessoais, podendo tomar conhecimento do seu teor e dos fins a que se destinam, bem como exigir a sua rectificação e actualização.
5 — Os ficheiros e acessos informáticos utilizados pela entidade empregadora pública para tratamento de dados pessoais do candidato a emprego ou trabalhador ficam sujeitos à legislação em vigor relativa à protecção de dados pessoais.

Artigo 9.º Integridade física e moral

A entidade empregadora pública, incluindo as pessoas singulares que a representam, e o trabalhador gozam do direito à respectiva integridade física e moral.

Artigo 10.º Testes e exames médicos

1 — Para além das situações previstas na legislação relativa a segurança, higiene e saúde no trabalho, a entidade empregadora pública não pode, para efeitos de admissão ou permanência no emprego, exigir ao candidato a emprego ou ao trabalhador a realização ou apresentação de testes ou exames médicos, de qualquer natureza, para comprovação das condições físicas ou psíquicas, salvo quando estes tenham por finalidade a protecção e segurança do trabalhador ou de terceiros, ou quando particulares exigências inerentes à actividade o justifiquem, devendo em qualquer caso ser fornecida por escrito ao candidato a emprego ou trabalhador a respectiva fundamentação. 2 — A entidade empregadora pública não pode, em circunstância alguma, exigir à candidata a emprego ou à trabalhadora a realização ou apresentação de testes ou exames de gravidez. 3 — O médico responsável pelos testes e exames médicos só pode comunicar à entidade

Páginas Relacionadas
Página 0002:
2 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 PROPOSTA DE LEI N.º 209/X (3.ª) (APROVA
Pág.Página 2
Página 0003:
3 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 2 — Os serviços de inspecção, quando se
Pág.Página 3
Página 0004:
4 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 10.º do Decreto-Lei n.º 200/2006, de 25
Pág.Página 4
Página 0005:
5 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 3 — O disposto no presente decreto-lei é
Pág.Página 5
Página 0006:
6 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 187.º [...] 1 — O Estado po
Pág.Página 6
Página 0007:
7 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 anos, aplica-se o regime constante dos n
Pág.Página 7
Página 0008:
8 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 18.º Norma revogatória Com
Pág.Página 8
Página 0009:
9 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 mantém o direito ao acréscimo de remuner
Pág.Página 9
Página 0010:
10 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 4.º Princípio do tratamento mais
Pág.Página 10
Página 0012:
12 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 empregadora pública se o trabalhador es
Pág.Página 12
Página 0013:
13 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 profissional, devendo o objectivo ser l
Pág.Página 13
Página 0014:
14 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 3 — Os sistemas de descrição de tarefas
Pág.Página 14
Página 0015:
15 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 b) Trabalhadora puérpera — toda a traba
Pág.Página 15
Página 0016:
16 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 29.º Adopção 1 — Em caso d
Pág.Página 16
Página 0017:
17 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 do tempo completo; c) A períodos inter
Pág.Página 17
Página 0018:
18 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 38.º Trabalho no período nocturn
Pág.Página 18
Página 0019:
19 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 avaliação tenha revelado riscos de expo
Pág.Página 19
Página 0020:
20 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 regulamentação colectiva de trabalho ap
Pág.Página 20
Página 0021:
21 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 pessoa com deficiência ou doença crónic
Pág.Página 21
Página 0022:
22 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 53.º Horário de trabalho 1
Pág.Página 22
Página 0023:
23 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 português por cidadão estrangeiro está
Pág.Página 23
Página 0024:
24 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 ditos regulamentos. 2 — Presume-se a a
Pág.Página 24
Página 0025:
25 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 ou de vários documentos, os quais devem
Pág.Página 25
Página 0026:
26 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 3 — Na falta da indicação exigida pela
Pág.Página 26
Página 0027:
27 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 respectivo período experimental.
Pág.Página 27
Página 0028:
28 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Secção V Invalidade do contrato A
Pág.Página 28
Página 0029:
29 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 87.º Deveres da entidade emprega
Pág.Página 29
Página 0030:
30 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 de o prejudicar em direitos ou garantia
Pág.Página 30
Página 0031:
31 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 justificadas: a) Substituição dir
Pág.Página 31
Página 0032:
32 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 96.º Contratos sucessivos
Pág.Página 32
Página 0033:
33 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 101.º Formação A entidade
Pág.Página 33
Página 0034:
34 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 ausente ou para a conclusão da tarefa o
Pág.Página 34
Página 0035:
35 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Capítulo II Prestação do trabalho
Pág.Página 35
Página 0036:
36 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Secção II Local de trabalho Artig
Pág.Página 36
Página 0037:
37 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 120.º Período normal de trabalho
Pág.Página 37
Página 0038:
38 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Subsecção II Limites à duração do traba
Pág.Página 38
Página 0039:
39 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 e) Actividades em que o processo de tra
Pág.Página 39
Página 0040:
40 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 considerados com base no correspondente
Pág.Página 40
Página 0041:
41 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 137.º Redução ou dispensa de int
Pág.Página 41
Página 0042:
42 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 a) Não sujeição aos limites máximos dos
Pág.Página 42
Página 0043:
43 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 144.º Preferência na admissão ao
Pág.Página 43
Página 0044:
44 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 verificado a sua substituição por um tr
Pág.Página 44
Página 0045:
45 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 151.º Protecção em matéria de se
Pág.Página 45
Página 0046:
46 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 a) Quando seja necessária a prestação d
Pág.Página 46
Página 0047:
47 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 normal de trabalho diário ou semanal co
Pág.Página 47
Página 0048:
48 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 3 — O limite máximo a que se refere a a
Pág.Página 48
Página 0049:
49 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 abrigo dos n.ºs 1 ou 2 do artigo 160.º
Pág.Página 49
Página 0050:
50 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 chefes de equipas multidisciplinares.
Pág.Página 50
Página 0051:
51 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 169.º Feriados facultativos <
Pág.Página 51
Página 0052:
52 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 2 — A idade relevante para efeitos de a
Pág.Página 52
Página 0053:
53 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 177.º Alteração da marcação do p
Pág.Página 53
Página 0054:
54 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 ou antes de gozado o direito a férias,
Pág.Página 54
Página 0055:
55 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 desempenhar a actividade a que está ads
Pág.Página 55
Página 0056:
56 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 a) Cinco dias consecutivos por falecime
Pág.Página 56
Página 0057:
57 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 191.º Efeitos das faltas justifi
Pág.Página 57
Página 0058:
58 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 195.º Formalidades 1 — Do contra
Pág.Página 58
Página 0059:
59 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 199.º Instrumentos de trabalho
Pág.Página 59
Página 0060:
60 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 e de comunicação que habitualmente util
Pág.Página 60
Página 0061:
61 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 209.º Isenção de horário de trab
Pág.Página 61
Página 0062:
62 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 212.º Trabalho extraordinário
Pág.Página 62
Página 0063:
63 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 retribuição mínima mensal garantida pre
Pág.Página 63
Página 0064:
64 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 remuneração em percentagem superior à m
Pág.Página 64
Página 0065:
65 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 f) Dar prioridade à protecção colectiv
Pág.Página 65
Página 0066:
66 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 procedimentos de trabalho estabelecidos
Pág.Página 66
Página 0067:
67 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 b) As medidas de segurança, higiene e s
Pág.Página 67
Página 0068:
68 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 trabalhadores do órgão ou serviço, não
Pág.Página 68
Página 0069:
69 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 assegurar a segurança, higiene e saúde
Pág.Página 69
Página 0070:
70 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 empregadora pública, para retomar a act
Pág.Página 70
Página 0071:
71 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 disposto no número anterior. Subs
Pág.Página 71
Página 0072:
72 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 de 30 dias, o trabalhador tem direito a
Pág.Página 72
Página 0073:
73 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 empregadora pública ou ao trabalhador,
Pág.Página 73
Página 0074:
74 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 instrumentos de trabalho e quaisquer ou
Pág.Página 74
Página 0075:
75 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 o trabalhador beneficiário e a entidade
Pág.Página 75
Página 0076:
76 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 do contrato. Secção IV Cessação por ini
Pág.Página 76
Página 0077:
77 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 do trabalhador; e) A situação de inadap
Pág.Página 77
Página 0078:
78 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 compensação correspondente a um mês de
Pág.Página 78
Página 0079:
79 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 especial, nos termos da lei, a entidade
Pág.Página 79
Página 0080:
80 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 275.º Efeitos da ilicitude
Pág.Página 80
Página 0081:
81 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 trânsito em julgado da decisão do tribu
Pág.Página 81
Página 0082:
82 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 inferior à quantia correspondente às re
Pág.Página 82
Página 0083:
83 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 poder da entidade empregadora pública.<
Pág.Página 83
Página 0084:
84 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 a) Subordinar o emprego do trabalhador
Pág.Página 84
Página 0085:
85 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 trabalhador despedido tem o direito de
Pág.Página 85
Página 0086:
86 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 299.º Personalidade e capacidade
Pág.Página 86
Página 0087:
87 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 crédito de horas não inferior aos segui
Pág.Página 87
Página 0088:
88 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 responsabilidade disciplinar, civil ou
Pág.Página 88
Página 0089:
89 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 2 — É reconhecida às associações sindic
Pág.Página 89
Página 0090:
90 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 ministério responsável pela área labora
Pág.Página 90
Página 0091:
91 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 3 — As associações sindicais têm obriga
Pág.Página 91
Página 0092:
92 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 2 — Os bens imóveis destinados ao exerc
Pág.Página 92
Página 0093:
93 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 quaisquer outros documentos essenciais
Pág.Página 93
Página 0094:
94 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 pela generalidade dos trabalhadores, me
Pág.Página 94
Página 0095:
95 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 orgânicas desconcentradas põem à dispos
Pág.Página 95
Página 0096:
96 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 por mês e do direito a faltas justifica
Pág.Página 96
Página 0097:
97 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 3-A declaração e a deliberação prevista
Pág.Página 97
Página 0098:
98 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 3 — Têm legitimidade para celebrar acor
Pág.Página 98
Página 0099:
99 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 5 — A deliberação tomada por unanimidad
Pág.Página 99
Página 0100:
100 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 Artigo 354.º Boa fé na negociação <
Pág.Página 100
Página 0101:
101 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 introduzida qualquer alteração formal
Pág.Página 101
Página 0102:
102 | II Série A - Número: 143 | 28 de Julho de 2008 2 — Decorrido o prazo de vigência apli
Pág.Página 102