O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

II SÉRIE-A — NÚMERO 112 36

Resumo: Este livro analisa a forma como a política da família se está a desenvolver num contexto familiar

em mudança e analisa as diferentes formas de apoio dos governos às famílias. Procura responder às seguintes

questões: Será que os apoios às famílias têm aumentado? Esses apoios são adequados à idade das crianças?

Qual é a melhor forma de apoiar os pais a terem o número de filhos que desejam? Quais são os efeitos dos

regimes de licença parental no trabalho das mulheres e no bem-estar infantil? Os custos de assistência à infância

constituem uma barreira ao emprego dos pais? Como é que as várias formas de trabalho flexível podem ajudar?

Qual é o melhor momento para as mães voltarem ao trabalho, depois do parto? Quais são as melhores políticas

para reduzir a pobreza entre as famílias monoparentais?

O capítulo IV:“Reducing barriers to parental employment” fornece uma visão geral de como as políticas de

licença parental, as políticas de assistência à infância, as práticas de trabalho flexível, os sistemas nacionais de

impostos/benefícios e os incentivos financeiros podem influenciar a decisão dos pais de terem um trabalho

remunerado.

OCDE – The future of families to 2030 [Em linha]. Paris: OECD, 2012. 283 p. ISBN 978-92-64-16836-7.

[Consult. 13 abr. 2015].

Disponível em WWW:.

Resumo: O objetivo deste projeto "Famílias 2030" foi identificar e analisar as tendências das estruturas

domésticas e familiares ao longo dos próximos 20 anos, e explorar as implicações dessas tendências em áreas

políticas fundamentais. O cap. III: “Work-family life balance: future trends and challenges” propõe fazer uma

análise global a vários níveis sobre o futuro, relacionada com as políticas de conciliação da vida familiar com a

vida profissional, para famílias com crianças pequenas, e mostrar como essas crianças vão interagir com as

atitudes e comportamentos dos pais. Apresenta uma visão geral das tendências atuais da vida das famílias

relacionada com o trabalho. Identifica e descreve os principais fatores-chave de mudança ao longo da última

década e destaca as dramáticas mudanças organizacionais que têm vindo a ocorrer nos locais de trabalho e o

seu impacto nas estratégias dos pais para conciliar o trabalho com a vida familiar. Finalmente, traça alguns

cenários para 2030 relativamente a estas temáticas.

PIMENTEL, Francisco– Consequências da reforma da Administração Pública sobre o regime jurídico

das férias, faltas e licenças dos trabalhadores da Administração Pública. Coimbra: Almedina, 2009. 606 p.

ISBN 978-972-40-3930-5. Cota:04.36 - 647/2009

Resumo: No presente livro, o autor apresenta algumas considerações introdutórias à relação jurídica de

emprego público na Administração Pública, analisando nomeadamente, no capítulo IV, as situações de ausência

legítima ao serviço para o exercício da parentalidade (maternidade e paternidade), nas páginas 98 e seguintes.

PORTUGAL. Leis, decretos, etc.– A protecção social dos trabalhadores em funções públicas:

legislação anotada. Anot. Isabel Viseu, Vasco Hilário. 1.ª ed. Coimbra : Wolters Kluwer Portugal, Coimbra

Editora, 2011. 463 p. ISBN 978-972-32-1944-9. Cota:28.36 - 466/2011

Resumo: Na parte VIII do capítulo I deste livro, designada: A eventualidade maternidade, paternidade e

adopção (parentalidade) são abordados os fundamentos e a evolução da proteção na maternidade e na

paternidade, assim como a concretização da proteção social na parentalidade.

TEMAS atuais da sociologia do trabalho e da empresa. Coord. Ilona Kovács. Coimbra: Almedina, 2014.

481 p. (Colecção Económicas, 2.ª Série ; 24). ISBN 978-972-40-5800-9. Cota:44 - 21/2015

Resumo: Este livro, que conta com a colaboração de Sara Falcão Casaca, Maria da Conceição Cerdeira e

João Peixoto, apresenta vários temas atuais relativos às mudanças no trabalho, nas empresas e nas relações

laborais. São abordados temas centrais como: a interação entre o trabalho e as macro-estruturas socio-

económicas, as transformações do trabalho remunerado, as várias formas de trabalho, o aumento das

desigualdades no mercado de trabalho, as novas configurações organizacionais, as novas formas de

organização do trabalho, a relação entre o trabalho e as outras esferas da vida e as alterações nas relações

laborais.

Páginas Relacionadas
Página 0042:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 42 Singulares, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 442-A/88, de 3
Pág.Página 42
Página 0043:
15 DE ABRIL DE 2015 43 PARTE I – CONSIDERANDOS 1 Nota Introdut
Pág.Página 43
Página 0044:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 44 aumento da pobreza e da exclusão social”. Com o pr
Pág.Página 44
Página 0045:
15 DE ABRIL DE 2015 45 Parecer da Comissão de Orçamento, Finanças e Administ
Pág.Página 45
Página 0046:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 46 O Bloco de Esquerda apresentou o presente projeto de lei
Pág.Página 46
Página 0047:
15 DE ABRIL DE 2015 47 Nota Técnica Projeto de Lei n.º 815/XII
Pág.Página 47
Página 0048:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 48 desde 2009, paga a todas as crianças e adolescentes entr
Pág.Página 48
Página 0049:
15 DE ABRIL DE 2015 49 alterações ao ato legislativo em vigor – salvo se se tratar
Pág.Página 49
Página 0050:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 50 Segundo a expo
Pág.Página 50
Página 0051:
15 DE ABRIL DE 2015 51 Instituto Nacional de Estatística Inquérito às Condiç
Pág.Página 51
Página 0052:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 52 1. Redução do Apoio Económico (Parte 2) Às famíli
Pág.Página 52
Página 0053:
15 DE ABRIL DE 2015 53 Família (a 13.ª prestação continua a ser paga apenas para o
Pág.Página 53
Página 0054:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 54 calculado levando em conta todos os sucessivos contratos
Pág.Página 54
Página 0055:
15 DE ABRIL DE 2015 55 A proposta apresentada pela Comissão Europeia propunha ainda
Pág.Página 55
Página 0056:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 56 Ainda no quadro da Comissão Europeia importa referir igu
Pág.Página 56
Página 0057:
15 DE ABRIL DE 2015 57 Sempre que o filho atinge a idade de 14 anos, para além do m
Pág.Página 57