O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

2 DE NOVEMBRO DE 2017

362

São apostas como as aqui descritas que permitem ao Governo confiar que, seguindo-se a trajetória atual de

desempenho económico-financeiro, em 2018 será possível apresentar pela primeira vez um resultado líquido

equilibrado ou muito próximo do equilíbrio.

Devemos ainda registar que o crescimento global do endividamento das empresas públicas fica limitado a

2%.

b) Setor dos Portos:

Considerando que a sustentabilidade económica é importante para o país e que para isso muito podem

contribuir as exportações nacionais, deve esta comissão ter particular interesse nas matérias que dizem respeito

aos Portos e à sua dinâmica em tudo determinante para a competitividade dos produtos nacionais. Assim, e de

acordo com o estabelecido no OE2018 o Governo pretende:

 Assegurar o reforço e a modernização dos portos nacionais;

 Aumentar a sua competitividade reforçando a sua ligação à rede transeuropeia de transportes;

 Que existam políticas que conduzam a relações sócio-laborais sãs.

Estas são exatamente as mesmas apostas que foram decifradas e inscritas no relatório do Orçamento do

Estado para 2017.

c) Parcerias Público-Privadas:

As parcerias público privadas tendo uma natureza complexa que deram já até lugar a uma comissão de

inquérito na Assembleia da República, merecem naturalmente a atenção desta Comissão.

Ao longo dos últimos anos tem sido feita uma aposta na revisão dos contratos que dão lugar a estas parcerias,

nomeadamente os que dizem respeito à rodovia, motivo que aliás levou a que no Orçamento do Estado para

2017 fossem feitas referências aos esforços para a conclusão dos processos de renegociação das

subconcessões rodoviárias em curso.

Agora e sobre estas negociações o Governo diz que: “Tratando-se de um processo negocial, existem riscos

associados à concretização integral do objetivo orçamental estabelecido, tanto mais que a efetiva conclusão do

mesmo se encontra dependente, em alguns casos, da obtenção das necessárias autorizações por parte das

entidades financiadoras dos projetos, bem como da aprovação por parte do Governo das propostas da comissão

de negociação, da assinatura dos contratos de subconcessão alterados e da respetiva remessa ao Tribunal de

Contas para os devidos efeitos.”.

Para lá disto, e do ponto de vista da possibilidade de se virem a promover poupanças nestes contratos,

podem surgir dificuldades ao longo de 2018, já que o Governo diz no relatório do Orçamento do Estado que as

Reposições do Equilíbrio Financeiro “… muitas vezes redundam em litígios entre as partes, sendo, portanto, de

admitir a existência potencial de alguns riscos orçamentais e/ou responsabilidades contingentes suscetíveis de

gerar encargos futuros.”.

Também no setor ferroviário existem contingências que podem vir a ser suportadas em 2018, dado que

existiu um pedido de indeminização da Concessionária ELOS pelos “… custos incorridos pela concessionária

até a data da recusa de visto, que a ELOS quantificou em cerca de 169 milhões de euros, o qual se encontra

pendente de recurso noutras instância judiciais.”, ainda que em julho de 2016 tenha sido proferido o Acórdão do

Tribunal Arbitral que condenou o Estado ao pagamento de cerca de 150 milhões de euros.

Páginas Relacionadas
Página 0002:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 2 PROPOSTA DE LEI N.º 100/XIII (3.ª)
Pág.Página 2
Página 0003:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 A aceleração do crescimento da economia mundial que se pr
Pág.Página 3
Página 0004:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 4 I.3. Perspetivas Macroe
Pág.Página 4
Página 0005:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Para 2018 é esperado um crescimento do PIB de 2,2%, desac
Pág.Página 5
Página 0006:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 6 associadas aos conflitos e guerras civis no
Pág.Página 6
Página 0007:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Como é referido no relatório do Orçamento d
Pág.Página 7
Página 0008:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 8 II.3. Receitas e Despesas das Administrações
Pág.Página 8
Página 0009:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 III. Estratégia de Promoção do crescimento económi
Pág.Página 9
Página 0010:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 10 Orientações de Política Fisca
Pág.Página 10
Página 0011:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 IV.2. Receitas e Despe
Pág.Página 11
Página 0012:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 12
Pág.Página 12
Página 0013:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 O crescimento da receita fiscal em 2018 deverá sup
Pág.Página 13
Página 0014:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 14 Segundo o governo “As despesas com p
Pág.Página 14
Página 0015:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Os juros e outros encargos registarão um aumento d
Pág.Página 15
Página 0016:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 16 Em relação à despesa, o aumento previsto as
Pág.Página 16
Página 0017:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 As transferências do Orçamento do Estado pa
Pág.Página 17
Página 0018:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 18 Segundo
Pág.Página 18
Página 0019:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Na previsão de despesa com pensões foram considera
Pág.Página 19
Página 0020:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 20 VII. Ativos e P
Pág.Página 20
Página 0021:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 O Governo considera que em 2017 “as necessidades l
Pág.Página 21
Página 0022:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 22 “Em 2018, prevê-se que as necessidad
Pág.Página 22
Página 0023:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 IX. Parecer Técnico n.º 2/2017 da UTAO – Análise à Propos
Pág.Página 23
Página 0024:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 24 2. Em 13 de outubro de 2017 o Governo apres
Pág.Página 24
Página 0025:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 audições sectoriais de Ministros, sendo que a audição da
Pág.Página 25
Página 0026:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 26  A implementar e dinamizar a rede nacional
Pág.Página 26
Página 0027:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362  Continuação do reforço dos sistemas e tecnologias de in
Pág.Página 27
Página 0028:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 28 (Quadro retirado do relatório que ac
Pág.Página 28
Página 0029:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 TOTAL DO MINISTÉRIO 1.160.455.541 1.217.708.815 4,9%
Pág.Página 29
Página 0030:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 30 3.3. Órgãos e Serviços do Sistema Ju
Pág.Página 30
Página 0031:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 3.4. Serviços de Investigação, Prisionais e de Rei
Pág.Página 31
Página 0032:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 32 4. Despesa dos serviços e fundos aut
Pág.Página 32
Página 0033:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 5. Despesa por classificação económica Na desagreg
Pág.Página 33
Página 0034:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 34 Do total de verbas previstas, 80.148.122 eu
Pág.Página 34
Página 0035:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 7. Despesa por medidas dos programas De aco
Pág.Página 35
Página 0036:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 36 Unidade: Euros Encargos Gerais do
Pág.Página 36
Página 0037:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362  Artigo 10.º, n.º 5, alínea e), e n.º 8 (Alterações orça
Pág.Página 37
Página 0038:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 38 embarcação ou aeronave – estes bens são rem
Pág.Página 38
Página 0039:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 COMISSÃO DE ASSUNTOS CONSTITUCIONAIS, DIREITOS, LI
Pág.Página 39
Página 0040:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 40 cooperação entre as Forças Armadas e as for
Pág.Página 40
Página 0041:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Racionalização e rentabilização de recursos, designadamen
Pág.Página 41
Página 0042:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 42 – Promoção do acesso e da gestão partilhada
Pág.Página 42
Página 0043:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 sustentadamente, os custos de conservação e de manutenção
Pág.Página 43
Página 0044:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 44 Em relação à Política de Fronteiras, as pri
Pág.Página 44
Página 0045:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 (Quadro retirado do Relatório do OE/2018 –
Pág.Página 45
Página 0046:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 46 O subsector dos Serviços e Fundos Autónomos
Pág.Página 46
Página 0047:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Dos valores constantes do Quadro acima (Despesa por Medid
Pág.Página 47
Página 0048:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 48 I. d) Articulado da Proposta de Lei
Pág.Página 48
Página 0049:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 2 – O orçamento de referência a que se refere o n.º 2 do
Pág.Página 49
Página 0050:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 50 operacional do Centro de Controlo e Vigilân
Pág.Página 50
Página 0051:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 PARTE IV – ANEXOS Anexa-se a informa
Pág.Página 51
Página 0052:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 52 I. b) Do objeto, conteúdo e motivaçã
Pág.Página 52
Página 0053:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362  Proposta de Lei n.º 100/XIII (3.ª) – (Aprova o Orçament
Pág.Página 53
Página 0054:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 54 2017 2018 Variação % O
Pág.Página 54
Página 0055:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Finalmente, no que respeita à promoção da igualdad
Pág.Página 55
Página 0056:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 56  Na área da Igualdade entre Homens
Pág.Página 56
Página 0057:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 COMISSÃO DE NEGÓCIOS ESTRANGEIROS E COMUNIDADES PO
Pág.Página 57
Página 0058:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 58 No âmbito das relações multilaterais: <
Pág.Página 58
Página 0059:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 No domínio da internacionalização da economia:
Pág.Página 59
Página 0060:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 60 Fonte: Relatório OE 2018 p. 88 <
Pág.Página 60
Página 0061:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 de processos e documental, Portal das Exportações, Plataf
Pág.Página 61
Página 0062:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 62 Finalmente, na estrutura de distribuição da
Pág.Página 62
Página 0063:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 COMISSÃO DE DEFESA NACIONAL Parecer
Pág.Página 63
Página 0064:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 64  Dinamizar a componente externa da
Pág.Página 64
Página 0065:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Fonte: Relatório OE 2018 p. 100 De a
Pág.Página 65
Página 0066:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 66 Salienta o Relatório que na despesa
Pág.Página 66
Página 0067:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Fonte: Relatório OE 2018 p. 103
Pág.Página 67
Página 0068:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 68 PARTE II – OPINIÃO DO DEPUTADO AUTOR
Pág.Página 68
Página 0069:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS Parece
Pág.Página 69
Página 0070:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 70 financiamento favoráveis e pela melhoria do
Pág.Página 70
Página 0071:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 O aumento da despesa tem origem no subsetor
Pág.Página 71
Página 0072:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 72 Quanto às transferências financeiras entre
Pág.Página 72
Página 0073:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 PARTE IV – CONCLUSÕES 1. O Governo a
Pág.Página 73
Página 0074:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 74 COMISSÃO DE ECONOMIA, INOVAÇÃO E OBR
Pág.Página 74
Página 0075:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Ainda assim importa dar destaque ao que escreve a UTAO: “
Pág.Página 75
Página 0076:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 76 capitais de risco nacionais e estrangeiros,
Pág.Página 76
Página 0077:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 9 – Recursos Geológicos e Mineiros No que diz resp
Pág.Página 77
Página 0078:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 78 Da despesa total inscr
Pág.Página 78
Página 0079:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Da despesa total consolidada desagregada por classificaçã
Pág.Página 79
Página 0080:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 80 1 – Planeamento e Coesão O Governo a
Pág.Página 80
Página 0081:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 d) No setor das telecomunicações: Segundo o Govern
Pág.Página 81
Página 0082:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 82 No subsector dos servi
Pág.Página 82
Página 0083:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 O orçamento de despesa do Programa,
Pág.Página 83
Página 0084:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 84 Em 2018 o Governo pretende rever os contrat
Pág.Página 84
Página 0085:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 No Subsector Estado o aumento deve-se, essencialmente, às
Pág.Página 85
Página 0086:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 86 Relativamente aos passivos financeir
Pág.Página 86
Página 0088:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 88 Os encargos plurianuais com as PPP previsto
Pág.Página 88
Página 0089:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 No que concerne às subconcessões do Litoral Oeste, do Bai
Pág.Página 89
Página 0090:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 90 Sendo que as alterações fiscais são
Pág.Página 90
Página 0091:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 COMISSÃO DE AGRICULTURA E MAR PROPOS
Pág.Página 91
Página 0092:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 92 Figura 1 – Taxa de Variação dos Prin
Pág.Página 92
Página 0093:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 Figura 2 –Financiamento dos programas sectoriais (M€)
Pág.Página 93
Página 0094:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 94 4. Orçamento para o Programa Agricultura, F
Pág.Página 94
Página 0095:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 5. Orçamento para o Programa Mar A previsão, para
Pág.Página 95
Página 0096:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 96 8. Fundos Comunitários (Transferênci
Pág.Página 96
Página 0097:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 9. Proposta de lei A Lei do Orçamento do Es
Pág.Página 97
Página 0098:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 98 III. Conclusões O Gove
Pág.Página 98
Página 0099:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIA Parec
Pág.Página 99
Página 0100:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 100 educativas e assegurar o cumprimento dos d
Pág.Página 100
Página 0101:
2 DE NOVEMBRO DE 2017 362 operadores do Sistema Nacional de Qualificações (SNQ), at
Pág.Página 101
Página 0102:
II SÉRIE-A — NÚMERO 22 102 Quadro IV.11.1. Ensino Básico e Secundário
Pág.Página 102