O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

13 DE JULHO DE 2018 133

trabalhadores civis do Arsenal do Alfeite ficam integrados no regime de contrato de trabalho em funções

públicas e que os militares do quadro permanente podem desenvolver as suas atividades no Arsenal do

Alfeite, em comissão normal de serviço, nos termos do Estatuto dos Militares das Forças Armadas. O artigo 6.º

regulamenta que dentro de 6 meses após entrada em vigor da lei, e ouvido o Chefe do Estado-Maior da

Armada, o Governo procederá à sua regulamentação. O artigo 7.º trata a revogação do Decreto-Lei n.º

32/2009 e n.º 33/2009, ambos de 5 de fevereiro. O artigo 8.º estabelece a entrada em vigor da lei seis dias

após a sua publicação.

2. Objeto, conteúdo e motivação da iniciativa

O projeto de lei n.º 891/XIII (3.ª), apresentado pelo Grupo Parlamentar do Partido Ecologista «Os Verdes»

(PEV), propõe a extinção da sociedade anónima de capitais públicos «Arsenal do Alfeite, SA», procedendo à

sua reintegração nas estruturas da marinha, prevendo, em simultâneo, a transmissão de todo o seu património

para a Marinha.

Os autores da iniciativa referem que a constituição da «Arsenal do Alfeite, SA», com forma de sociedade

anónima com capitais exclusivamente públicos se revelou falhada.

Segundo a exposição de motivos, o Alfeite foi alvo de vários constrangimentos que, com o tempo, se

agudizaram, resultando em dificuldades na realização de investimentos na própria infraestrutura,

investimentos, apontam, «importantes para a sua modernização e para a melhoria da capacidade de

reparação e construção naval», mas também na contratação de trabalhadores, tendo em conta que, de acordo

com os proponentes da iniciativa, os atuais 493 trabalhadores ficam aquém de assegurar o devido

funcionamento do estaleiro.

Os Deputados autores do projeto de lei referem ainda a falta de formação dos referidos trabalhadores,

afirmando que o que agora se impõem é o investimento na formação dos atuais e futuros trabalhadores.

Referem os proponentes que a única solução para uma nova estratégia dinamizadora é a «reintegração do

Arsenal do Alfeite nas estruturas da Marinha», uma vez que o referido Grupo Parlamentar sempre defendeu que o

Arsenal «não pode ser desligado da Marinha».

Em simultâneo com essa integração ou reintegração, a exposição de motivos considera ainda que é também

fundamental a sua modernização, compreendendo a recuperação das estruturas portuárias, equipamentos e

edifícios de apoio e a construção de um novo sistema de docagem, tendo em conta que, segundo os

proponentes, o estaleiro apresenta «uma grave deficiência estrutural em termos de capacidade de carenagem e

de acostagem, que se traduz em carência de docas, ou equivalente e cais para atracar os navios (fragatas) que

necessitam de reparação».

A essa situação acresce ainda a falta de condições para a docagem dos submarinos da Marinha Portuguesa,

sendo que sem essa facilidade, não há forma de o Alfeite poder proceder à sua reparação. Os proponentes

identificam, nesse sentido, a necessidade de efetuar operações de dragagem do canal de acesso, para além da

necessidade de novas infraestruturas de docagem. Neste sentido, de acordo com os autores da iniciativa em

apreciação, é essencial garantir que todas as ações de reparação e manutenção dos submarinos sejam

realizadas no estaleiro.

Face aos motivos expostos, o Grupo Parlamentar do Partido Ecologista «Os Verdes» entende que se deve

agora dar ao Alfeite um futuro sólido, capacitando-o e tomando uma opção e caminho diferentes, que passa pela

sua reintegração nas estruturas da Marinha e por proceder aos necessários investimentos, nomeadamente pela

modernização de toda a sua infraestrutura, pela valorização da especialização, da qualificação, do

profissionalismo, do conhecimento, apostando na formação dos trabalhadores e em novas contratações,

ressalvando também a importância da reposição do regime de contrato de trabalho em funções públicas para os

trabalhadores civis e salvaguardando a faculdade dos militares do quadro permanente poderem desenvolver as

suas atividades no Arsenal do Alfeite, em comissão normal de serviço e nos termos do Estatuto dos Militares das

Forças Armadas.

3. Iniciativas legislativas e petições pendentes sobre a mesma matéria

Efetuada uma consulta à base de dados da Atividade Parlamentar (AP) sobre iniciativas de matéria idêntica ou

conexa, verificou-se que, neste momento, se encontram pendentes sobre a mesma matéria as seguintes

Páginas Relacionadas
Página 0097:
13 DE JULHO DE 2018 97 PROJETO DE LEI N.º 755/XIII (3.ª) (SEXAGÉSIMA NONA AL
Pág.Página 97
Página 0098:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 98 Audição em 2016-03-29 com Comissão de Proteção às Vítima
Pág.Página 98
Página 0099:
13 DE JULHO DE 2018 99 PSD e do CDS-PP. No debate que antecedeu a votação, p
Pág.Página 99
Página 0100:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 100 22.º, sendo o segundo artigo das disposições finais, de
Pág.Página 100
Página 0101:
13 DE JULHO DE 2018 101 alíneas d), e), f) e g) da norma revogatória (artigo 28.º).
Pág.Página 101
Página 0102:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 102 h) Ao mandante a quem o acompanhado tenha conferido pod
Pág.Página 102
Página 0103:
13 DE JULHO DE 2018 103 O Deputado do PCP, António Filipe.
Pág.Página 103
Página 0104:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 104 Artigo 13.º (…) «Artigo 131.º
Pág.Página 104
Página 0105:
13 DE JULHO DE 2018 105 Artigo 2.º Alteração do Código Civil O
Pág.Página 105
Página 0106:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 106 Artigo 140.º Objetivo e supletividade
Pág.Página 106
Página 0107:
13 DE JULHO DE 2018 107 descendentes igualmente idóneos. 3 – Os demais acomp
Pág.Página 107
Página 0108:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 108 modificação das causas que o justificaram. 2 – O
Pág.Página 108
Página 0109:
13 DE JULHO DE 2018 109 Artigo 155.º Revisão periódica O tribu
Pág.Página 109
Página 0110:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 110 efeito do registo, e a designação dos bens sobre que há
Pág.Página 110
Página 0111:
13 DE JULHO DE 2018 111 Artigo 1604.º […] ...................
Pág.Página 111
Página 0112:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 112 2 – ...........................................
Pág.Página 112
Página 0113:
13 DE JULHO DE 2018 113 acompanhados com restrições ao exercício de direitos pessoa
Pág.Página 113
Página 0114:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 114 Artigo 1914.º […] A inibiçã
Pág.Página 114
Página 0115:
13 DE JULHO DE 2018 115 determine. Artigo 2192.º Acompanhante
Pág.Página 115
Página 0116:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 116 Artigo 20.º […] 1 – .............
Pág.Página 116
Página 0117:
13 DE JULHO DE 2018 117 de julgamento e à alteração das decisões com fundamento em
Pág.Página 117
Página 0118:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 118 elas requerida e ordena as diligências que considere co
Pág.Página 118
Página 0119:
13 DE JULHO DE 2018 119 Artigo 903.º Valor dos atos do acompanhado
Pág.Página 119
Página 0120:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 120 Artigo 1001.º […] 1 – Se a causa d
Pág.Página 120
Página 0121:
13 DE JULHO DE 2018 121 a) [Revogada]; b) Os que notoriamente apresentem lim
Pág.Página 121
Página 0122:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 122 i) ...................................................
Pág.Página 122
Página 0123:
13 DE JULHO DE 2018 123 Artigo 6.º Alteração da Lei n.º 7/2001, de 11 de mai
Pág.Página 123
Página 0124:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 124 Artigo 9.º Alteração do Código de Process
Pág.Página 124
Página 0125:
13 DE JULHO DE 2018 125 atos patrimoniais, os insolventes e os condenados a pena qu
Pág.Página 125
Página 0126:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 126 2 – ...........................................
Pág.Página 126
Página 0127:
13 DE JULHO DE 2018 127 «Artigo 4.º [...] 1 – ...............
Pág.Página 127
Página 0128:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 128 ter a seguinte redação: «Artigo 5.º <
Pág.Página 128
Página 0129:
13 DE JULHO DE 2018 129 2 – ......................................................
Pág.Página 129
Página 0130:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 130 e) ...................................................
Pág.Página 130
Página 0131:
13 DE JULHO DE 2018 131 que relevem para pagamento de prestações sociais.
Pág.Página 131
Página 0132:
II SÉRIE-A — NÚMERO 141 132 8 – Os acompanhamentos resultantes dos n.os 4 a 6 são r
Pág.Página 132