O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

II SÉRIE-A — NÚMERO 20

10

investimento das empresas;

 A defesa do Estado Social e dos serviços públicos, na segurança social, na educação e na saúde, para

um combate sério à pobreza e às desigualdades;

 Relançar o investimento na Ciência, na Inovação, na Educação, na Formação e na Cultura, devolvendo

ao país uma visão de futuro na economia global do século XXI;

 O respeito pelos compromissos europeus e internacionais, para a defesa dos interesses de Portugal e

da economia portuguesa na União Europeia, para uma política reforçada de convergência e coesão».9

Grandes Opções do Plano 2016-2019

As Grandes Opções do Plano para 2016-2019 foram aprovadas pela Lei n.º 7-B/2016, de 31 de março, e

enquadram-se nas estratégias de desenvolvimento económico e social e de consolidação das contas públicas

consagradas no Programa do XXI Governo Constitucional.

A Lei n.º 7-B/2016, de 31 de março, teve origem na Proposta de Lei n.º 11/XIII e de acordo com a respetiva

exposição de motivos «o compromisso e a determinação do Governo na mudança das políticas públicas, tal

como preconizado no seu programa, é concretizada em torno dos seguintes eixos prioritários de atuação: em

primeiro lugar, consagra-se uma estratégia de estímulo do crescimento económico e do emprego assente no

aumento do rendimento disponível das famílias e na criação de condições para o investimento das empresas.

Em segundo lugar, promove-se a defesa do Estado Social e dos serviços públicos, designadamente nos

domínios da segurança social, da educação e da saúde, visando o reforço da coesão social e a diminuição dos

níveis de pobreza e das desigualdades sociais. Em terceiro lugar, pretende-se relançar o investimento na

Ciência, na Inovação, na Educação, na Formação e na Cultura, devolvendo ao país uma visão de futuro na

economia global do século XXI. Em quarto e último lugar assegura-se o respeito pelos compromissos

internacionais de Portugal, na perspetiva da defesa dos interesses do nosso País, visando, no contexto da

nossa participação na União Europeia, uma maior solidariedade entre os diferentes estados-membros e o

aprofundamento da coesão económica e social».

Esta iniciativa foi aprovada com os votos a favor dos grupos parlamentares do PS, BE, PCP e Os Verdes, a

abstenção do PAN e os votos contra do PSD e CDS-PP.

No caso das Grandes Opções do Plano referentes aos anos de 2017 e 2018 importa referir que tiveram

origem, respetivamente na Proposta de Lei n.º 36/XIII e na Proposta de Lei n.º 99/XIII, tendo ambas sido

aprovadas com os votos a favor dos grupos parlamentares do PS, BE, PCP, PEV e PAN e os votos contra do

PSD e CDS-PP.

Programa Nacional de Reformas 2017-2022

O Programa Nacional de Reformas (PNR) apresentado em abril de 2016 reflete «a visão do Governo para

um crescimento económico equilibrado, promotor de uma trajetória de consolidação das contas públicas e de

coesão social. As medidas apresentadas no Programa Nacional de Reformas e no Programa de Estabilidade

definem um novo caminho para a economia portuguesa, partindo da avaliação e melhoria das reformas

implementadas nos anos anteriores».

Segundo o sumário executivo, «oPrograma Nacional de Reformas constitui ainda um elemento essencial

na definição da estratégia de médio prazo que permitirá a Portugal, no horizonte de 2020, lançar um conjunto

de reformas estruturais que promovam o relançamento do investimento e contribuam para a sustentabilidade

das finanças públicas, indo ao encontro das prioridades identificadas pela Comissão Europeia na Análise

Anual do Crescimento para 2016. A estratégia presente no Programa Nacional de Reformas parte da

identificação dos bloqueios estruturais que caracterizam a economia portuguesa e está organizada em torno

de seis pilares, que se desenvolvem em eixos de atuação e medidas concretas de implementação de uma

nova agenda de crescimento e desenvolvimento económico e social.

Do diagnóstico traçado pelas autoridades europeias no Relatório relativo a Portugal 2016 destaca-se, como

principal tendência, o fraco crescimento da economia portuguesa desde o início do milénio, o qual foi

acompanhado pela acumulação crescente da dívida externa. Esta situação sublinha e reforça os principais

bloqueios estruturais da economia portuguesa: a) o défice estrutural de qualificações; b) os baixos níveis de

9 Ver Programa do XXI Governo Constitucional, pág. 5.

Páginas Relacionadas
Página 0002:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 2 PROPOSTA DE LEI N.º 155/XIII/4.ª (APR
Pág.Página 2
Página 0003:
27 DE OUTUBRO DE 2018 3 c) Valorização do Território; d) Modernização do Est
Pág.Página 3
Página 0004:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 4  Apoiadas 7000 empresas envolvidas em proce
Pág.Página 4
Página 0005:
27 DE OUTUBRO DE 2018 5 PARTE II – OPINIÃO DA DEPUTADA AUTORA DO PARECER
Pág.Página 5
Página 0006:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 6 I. Análise da iniciativa (DAC e DILP)
Pág.Página 6
Página 0007:
27 DE OUTUBRO DE 2018 7 não perdem, contudo, a capacidade para propor alterações à
Pág.Página 7
Página 0008:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 8 elas sejam harmónicas e coerentes entre si,
Pág.Página 8
Página 0009:
27 DE OUTUBRO DE 2018 9 do artigo 9.º da Lei n.º 43/91, de 27 de julho, aquele órgã
Pág.Página 9
Página 0011:
27 DE OUTUBRO DE 2018 11 incorporação da inovação na atividade económica; c) o baix
Pág.Página 11
Página 0012:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 12 Toma a forma de proposta de lei, nos termos
Pág.Página 12
Página 0013:
27 DE OUTUBRO DE 2018 13 2018”. Em caso de aprovação, esta iniciativa revesti
Pág.Página 13
Página 0014:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 14 relativo ao exercício eficaz da supervisão
Pág.Página 14
Página 0015:
27 DE OUTUBRO DE 2018 15 correção do défice excessivo dos Estados-Membros da área d
Pág.Página 15
Página 0016:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 16 No seu Parecer sobre as GOP, o CES destacou
Pág.Página 16
Página 0017:
27 DE OUTUBRO DE 2018 17 No que respeita à Justiça, o Parecer sugere, nomeadamente,
Pág.Página 17
Página 0018:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 18  Linguagem não discriminatória
Pág.Página 18
Página 0019:
27 DE OUTUBRO DE 2018 19 refira-se que o Conselho Económico e Social, no parecer ap
Pág.Página 19
Página 0020:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 20  A criar as condições necessárias para mod
Pág.Página 20
Página 0021:
27 DE OUTUBRO DE 2018 21 simplificação e agregação processual.  A cr
Pág.Página 21
Página 0022:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 22 No que se refere ao sistema de proteção às
Pág.Página 22
Página 0023:
27 DE OUTUBRO DE 2018 23 (Quadro retirado do relatório que acompanha o OE 2019)
Pág.Página 23
Página 0024:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 24 Unidade: Euros Designação orgânica <
Pág.Página 24
Página 0025:
27 DE OUTUBRO DE 2018 25 3.2. Gestão Administrativa e Financeira do Ministér
Pág.Página 25
Página 0026:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 26 Unidade: Euros SERVIÇOS INTEGRADOS <
Pág.Página 26
Página 0027:
27 DE OUTUBRO DE 2018 27 Unidade: Euros SERVIÇOS INTEGRADOS Projetos
Pág.Página 27
Página 0028:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 28 Conforme referido no relatório que acompanh
Pág.Página 28
Página 0029:
27 DE OUTUBRO DE 2018 29 (Quadro retirado do relatório que acompanha o OE 2019)
Pág.Página 29
Página 0030:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 30 Do total de verbas previstas, 81.896.982 eu
Pág.Página 30
Página 0031:
27 DE OUTUBRO DE 2018 31 Unidade: Euros Programa 008 – Justiça MEDIDA
Pág.Página 31
Página 0032:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 32 8. Outras áreas da Justiça
Pág.Página 32
Página 0033:
27 DE OUTUBRO DE 2018 33 Unidade: Euros Encargos Gerais do Estado Des
Pág.Página 33
Página 0034:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 34  Artigo 6.º, n.º 4, alínea d) (Afet
Pág.Página 34
Página 0035:
27 DE OUTUBRO DE 2018 35 administrativa fixados na lei, consideram-se perdidos a fa
Pág.Página 35
Página 0036:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 36 fixa as regras da notificação edital, passa
Pág.Página 36
Página 0037:
27 DE OUTUBRO DE 2018 37 PARECER SECTORIAL — ÁREA DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA <
Pág.Página 37
Página 0038:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 38 em armamento, equipamentos de proteção indi
Pág.Página 38
Página 0039:
27 DE OUTUBRO DE 2018 39 – Intensificar o combate à ilegalidade associada aos fenóm
Pág.Página 39
Página 0040:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 40 contribuam para a redução da sinistralidade
Pág.Página 40
Página 0041:
27 DE OUTUBRO DE 2018 41 contraordenacional, diminuindo os custos, libertando efeti
Pág.Página 41
Página 0042:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 42 O investimento na prevenção será igualmente
Pág.Página 42
Página 0043:
27 DE OUTUBRO DE 2018 43 Quadro IV.7.2. Segurança Interna (PO07) – Despesa dos SFA
Pág.Página 43
Página 0044:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 44 Quadro IV.7.4. Segurança Interna (PO07) – D
Pág.Página 44
Página 0045:
27 DE OUTUBRO DE 2018 45 Na estrutura de distribuição por medidas inscritas no prog
Pág.Página 45
Página 0046:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 46 (…) 4 – Excetuam-se das cativ
Pág.Página 46
Página 0047:
27 DE OUTUBRO DE 2018 47 junta médica da CGA, IP, todos os elementos clínicos, rela
Pág.Página 47
Página 0048:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 48 para o ano de 2019, é de € 26 151 049,08. <
Pág.Página 48
Página 0049:
27 DE OUTUBRO DE 2018 49 – Artigo 150.º (Salas de atendimento à vítima)
Pág.Página 49
Página 0050:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 50 de afetação); g) Definir que, de mod
Pág.Página 50
Página 0051:
27 DE OUTUBRO DE 2018 51 Administração Interna, estão em condições de seguir os ult
Pág.Página 51
Página 0052:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 52 anteriores planos de ação, que vigoraram at
Pág.Página 52
Página 0053:
27 DE OUTUBRO DE 2018 53 género, uma vez que a discriminação das mulheres é multifa
Pág.Página 53
Página 0054:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 54 No campo da Integração e Migrações, no que
Pág.Página 54
Página 0055:
27 DE OUTUBRO DE 2018 55  Artigo 9.º (Alterações orçamentais) e corresponde
Pág.Página 55
Página 0056:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 56  Continuidade de uma política migratória m
Pág.Página 56
Página 0057:
27 DE OUTUBRO DE 2018 57 PARTE I – CONSIDERANDOS 1. Nota Introdutória
Pág.Página 57
Página 0058:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 58 6. Reforço da Coesão e Igualdade Social
Pág.Página 58
Página 0059:
27 DE OUTUBRO DE 2018 59  Cumprimento do mandato no conselho executivo da UNESCO,
Pág.Página 59
Página 0060:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 60 América do Norte No quadro da
Pág.Página 60
Página 0061:
27 DE OUTUBRO DE 2018 61 exportadoras, com especial atenção às PME, às novas export
Pág.Página 61
Página 0062:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 62 Por último, o Governo assinala “a pr
Pág.Página 62
Página 0063:
27 DE OUTUBRO DE 2018 63 Palácio de S. Bento, 23 outubro 2018.
Pág.Página 63
Página 0064:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 64 De acordo com o texto que é apresentado, os
Pág.Página 64
Página 0065:
27 DE OUTUBRO DE 2018 65 Forças Armadas, que permita alinhar as suas formas e duraç
Pág.Página 65
Página 0066:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 66 Assembleia da República.
Pág.Página 66
Página 0067:
27 DE OUTUBRO DE 2018 67 contexto europeu e internacional e as principais orientaçõ
Pág.Página 67
Página 0068:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 68 1) “Defender os interesses nacionais na neg
Pág.Página 68
Página 0069:
27 DE OUTUBRO DE 2018 69 processo de saída da UE;  África: países de língua
Pág.Página 69
Página 0070:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 70 se no quadro do respeito das normais e padr
Pág.Página 70
Página 0071:
27 DE OUTUBRO DE 2018 71 PARTE I – CONSIDERANDOS 1. Nota introdutória
Pág.Página 71
Página 0072:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 72 para o aprofundamento da cooperação económi
Pág.Página 72
Página 0073:
27 DE OUTUBRO DE 2018 73 2.5 – Inovação As Grandes Opções do Plano apresenta
Pág.Página 73
Página 0074:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 74 nos processos de internacionalização da eco
Pág.Página 74
Página 0075:
27 DE OUTUBRO DE 2018 75 • Promover o desenvolvimento e exploração das vias navegáv
Pág.Página 75
Página 0076:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 76 no orçamento das famílias do preço e acesso
Pág.Página 76
Página 0077:
27 DE OUTUBRO DE 2018 77 COMISSÃO DE AGRICULTURA E MAR Parecer
Pág.Página 77
Página 0078:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 78 1. As reformas e Grandes Opções do Plano 20
Pág.Página 78
Página 0079:
27 DE OUTUBRO DE 2018 79 Para este propósito, o Governo afirma pretender especializ
Pág.Página 79
Página 0080:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 80 Afirma ainda o Governo que “as 55 medidas,
Pág.Página 80
Página 0081:
27 DE OUTUBRO DE 2018 81 conservação e gestão dos recursos marítimos (…); vé
Pág.Página 81
Página 0082:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 82 promoção da economia circular, salientando,
Pág.Página 82
Página 0083:
27 DE OUTUBRO DE 2018 83 Palácio de S. Bento, 21 de outubro de 2016 <
Pág.Página 83
Página 0084:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 84 7. Redução do endividamento da economia;
Pág.Página 84
Página 0085:
27 DE OUTUBRO DE 2018 85 de rede”, “Lançar uma nova campanha nacional de divulgação
Pág.Página 85
Página 0086:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 86 medidas: “Diversificar e especializar a ofe
Pág.Página 86
Página 0087:
27 DE OUTUBRO DE 2018 87 de um modelo de desenvolvimento assente na formação e na i
Pág.Página 87
Página 0088:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 88 Parte III – Conclusões Parte IV– Ane
Pág.Página 88
Página 0089:
27 DE OUTUBRO DE 2018 89 sustentam que “o Governo vem implementando desde o início
Pág.Página 89
Página 0090:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 90 No sentido de dar continuidade ao de
Pág.Página 90
Página 0091:
27 DE OUTUBRO DE 2018 91  Reformulação do sistema de gestão, coordenação e
Pág.Página 91
Página 0092:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 92 propõe-se à continuidade da aposta na promo
Pág.Página 92
Página 0093:
27 DE OUTUBRO DE 2018 93 tendo em vista a internalização progressiva da atividade e
Pág.Página 93
Página 0094:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 94 de gestão e maior garantia na salvaguarda d
Pág.Página 94
Página 0095:
27 DE OUTUBRO DE 2018 95 155/XIII/4.ª possa ser apreciada em Plenário; 5 –
Pág.Página 95
Página 0096:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 96 acordo com o disposto no artigo 5.º da refe
Pág.Página 96
Página 0097:
27 DE OUTUBRO DE 2018 97 medidas dirigidas ao “combate à segmentação e precariedade
Pág.Página 97
Página 0098:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 98 contratos sem termo;  Concretizar m
Pág.Página 98
Página 0099:
27 DE OUTUBRO DE 2018 99 1.1.4 – Combate à Pobreza e Desigualdades  Capítul
Pág.Página 99
Página 0100:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 100 ano – a partir de 1 de janeiro de 2019 abr
Pág.Página 100
Página 0101:
27 DE OUTUBRO DE 2018 101 Social (RLIS), segundo o Governo, “as medidas encontram-s
Pág.Página 101
Página 0102:
II SÉRIE-A — NÚMERO 20 102 prestados; prosseguir esforço de desburocr
Pág.Página 102