O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

30 DE MAIO DE 2019

217

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 2173/XIII/4.ª

(RECOMENDA AO GOVERNO QUE CONSIDERE O FATOR DA PEGADA ECOLÓGICA DOS

ALIMENTOS NOS CONTRATOS PÚBLICOS)

Informação da Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e

Habitação relativa à discussão do diploma ao abrigo do artigo 128.º do Regimento da Assembleia da

República

1. Os Deputados do Grupo Parlamentar do PSD tomaram a iniciativa de apresentar, em 17 de maio de

2019, o projeto de resolução em epígrafe.

2. Em 20 de maio de 2019, a iniciativa baixou, para discussão, à Comissão de Ambiente, Ordenamento do

Território, Descentralização, Poder Local e Habitação.

3. A iniciativa foi discutida ao abrigo do n.º 1 do artigo 128.º do Regimento da Assembleia da República, em

reunião da Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação

(CAOTDPLH) realizada em 28 de maio de 2019.

4. Apresentou a iniciativa a Sr.ªDeputada Emília Cerqueira (PSD) que, partindo do facto de Portugal ser

signatário do Acordo de Paris, referiu ser necessário ir mais longe no caminho da descarbonização de economia

e da consequente diminuição da pegada ecológica dos alimentos que os portugueses consomem, considerando

como fundamental que na contratação pública para aquisição de géneros alimentares, relativa aos produtos

alimentares fornecidos pelo Estado como sejam as cantinas das escolas, nos hospitais, nas instituições de

solidariedade social, nos estabelecimentos prisionais, nas cantinas dos organismos e serviços da administração

pública em geral, passe a constar como um dos critérios a ter em conta a pegada ecológica dos alimentos desde

o produtor até ao consumidor final.

5. Seguidamente usou da palavra a Sr.ª Deputada Maria Manuel Rola (BE) que saudou o Grupo

Parlamentar do PSD pela iniciativa e afirmou a concordância do seu Grupo Parlamentar com a mesma.

Mencionou, contudo, que a 22 de maio foi publicada no Diário da República a Lei n.º 34/2019, que define os

critérios de seleção e aquisição de produtos alimentares, promovendo o consumo sustentável de produção local

nas cantinas e refeitórios públicos, consagrando já, no seu artigo 4.º os critérios da «Origem e impacto

ambiental» e definindo, no seu n.º 3, o peso a atribuir a cada um dos critérios ai previstos.

6. A reunião na qual foi realizado o debate foi gravada em áudio, dando-se o seu conteúdo por aqui por

reproduzido, e fazendo parte integrante da presente informação.

7. Realizada a discussão, encontra-se em condições de poder ser agendado, para votação, em reunião

plenária da Assembleia da República, pelo que se remete a presente informação a Sua Excelência, o Presidente

da Assembleia da República.

O Presidente da Comissão, Pedro Soares.

Assembleia da República, 28 de maio de 2019.

————

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 2175/XIII/4.ª

RECOMENDA MEDIDAS DE APOIO AO SECTOR LEITEIRO PORTUGUÊS

Em Portugal existem hoje cerca de 6000 explorações leiteiras com uma grande capacidade produtiva e

condições tecnológicas das mais eficientes no mundo. O sector emprega direta e indiretamente por volta de 100

mil pessoas. Desde a produção à transformação de produtos lácteos, são gerados pela fileira do leite português

Páginas Relacionadas
Página 0013:
30 DE MAIO DE 2019 13  Proposta de alteração do Deputado Paulo Trigo Pereira – eme
Pág.Página 13
Página 0014:
II SÉRIE-A — NÚMERO 105 14 Parte II – Opinião do Deputado autor do pa
Pág.Página 14
Página 0015:
30 DE MAIO DE 2019 15 n.º 159/2008, de 8 de agosto e n.º 2/2011, de 6 de janeiro, i
Pág.Página 15
Página 0016:
II SÉRIE-A — NÚMERO 105 16 De igual modo encontram-se respeitados os
Pág.Página 16
Página 0017:
30 DE MAIO DE 2019 17 Nota: O parecer foi aprovado com os votos a favor do PSD, do
Pág.Página 17
Página 0018:
II SÉRIE-A — NÚMERO 105 18 Se se tratar de caça menor podem ser usado
Pág.Página 18
Página 0019:
30 DE MAIO DE 2019 19  2 – Quem participar, por qualquer forma, com animais em lut
Pág.Página 19
Página 0020:
II SÉRIE-A — NÚMERO 105 20  Antecedentes parlamentares (iniciativas
Pág.Página 20
Página 0021:
30 DE MAIO DE 2019 21 fêmeas reprodutoras da matilha» e o artigo 5.º do Projeto de
Pág.Página 21
Página 0022:
II SÉRIE-A — NÚMERO 105 22 Especificamente no que se refere à iniciat
Pág.Página 22
Página 0023:
30 DE MAIO DE 2019 23 V. Consultas e contributos  Pareceres/contribu
Pág.Página 23
Página 0024:
II SÉRIE-A — NÚMERO 105 24 Lei n.º 173/99, de 21 de setembro, alterad
Pág.Página 24