O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Página 1

Quarta-feira, 23 de Dezembro de 2009 II Série-B — Número 26

XI LEGISLATURA 1.ª SESSÃO LEGISLATIVA (2009-2010)

SUMÁRIO Perguntas ao Governo [n.os 641 a 710/XI (1.ª): N.o 641/XI (1.ª) – Dos Deputados José Manuel Rodrigues e Michel Seufert (CDS-PP) ao Ministério da Educação sobre a avaliação de desempenho dos docentes dos órgãos de gestão.
N.o 642/XI (1.ª) – Dos Deputados Artur Rêgo e João Pinho de Almeida (CDS-PP) ao Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território sobre a situação do sector de reciclagem de resíduos de plástico.
N.o 643/XI (1.ª) – Da Deputada Paula Santos (PCP) ao Ministério das Finanças e da Administração Pública sobre as comunidades intermunicipais e áreas metropolitanas.
N.o 644/XI (1.ª) – Da Deputada Heloísa Apolónia (Os Verdes) ao Ministro da Presidência sobre o Insuficiência de casasabrigo para mulheres vítimas de violência doméstica.
N.o 645/XI (1.ª) – Da Deputada Heloísa Apolónia (Os Verdes) ao Ministério da Administração Interna sobre os sistemas de videovigilância.
N.o 646/XI (1.ª) – Do Deputado José Soeiro (PCP) ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações Pública sobre o Aeroporto Internacional de Beja.
N.o 647/XI (1.ª) – Da Deputada Heloísa Apolónia (Os Verdes) ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sobre o atraso no pagamento de bolsas no Instituto Politécnico de Bragança.
N.o 648/XI (1.ª) – Do Deputado António Filipe (PCP) ao Ministério da Saúde sobre os falsos profissionais de saúde.
N.os 649 a 651/XI (1.ª) – Da Deputada Rosário Águas e outros (PSD), respectivamente, ao Ministério da Saúde, à ERS (Entidade Reguladora da Saúde) e à Autoridade da Concorrência sobre a hemodiálise.
N.o 652/XI (1.ª) – Do Deputado José Pedro Aguiar Branco e outros (PSD) ao Ministério da Justiça sobre o arrendamento de edifícios para instalação de serviços de justiça - Parecer do IGFIJ, de Setembro de 2005.
N.o 653/XI (1.ª) – Das Deputadas Clara Carneiro, Francisca Almeida e Maria das Mercês Borges (PSD) ao Ministério das

Página 2

II SÉRIE-B — NÚMERO 26 2 Finanças e da Administração Pública sobre o estatuto remuneratório dos membros dos conselhos directivos dos institutos públicos tutelados pelo Ministério da Saúde.
N.o 654/XI (1.ª) – Do Deputado Nuno Encarnação e outros (PSD) ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações sobre os atrasos na transferência de verbas.
N.o 655/XI (1.ª) – Dos Deputados Francisca Almeida e Emídio Guerreiro (PSD) ao Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território sobre o impacto económico do aumento do Valor Ponto Verde comunicado pela Sociedade Ponto Verde.
N.o 656/XI (1.ª) – Do Deputado Nuno Encarnação e outros (PSD) ao Ministério da Cultura sobre o restauro do órgão de tubos do Mosteiro do Lorvão.
N.os 657 e 658/XI (1.ª) – Do Deputado Agostinho Lopes (PCP), respectivamente, aos Ministérios da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento e das Finanças e da Administração Pública sobre o abuso da dependência económica por parte da Europ Assistance-empresa de assistência em viagem, em prejuízo de pequenas empresas do sector de reboques e desempanagem.
N.os 659 e 660/XI (1.ª) – Da Deputada Paula Santos e outros (PCP), respectivamente, aos Ministérios da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento e do Ambiente e do Ordenamento do Território sobre a linha de muito alta tensão Marateca - Fanhões.
N.o 661/XI (1.ª) – Do Deputado Bruno Dias (PCP) ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações acerca da coima aplicada à EMEF pela Autoridade para as Comissões de Trabalho por violação da contratação colectiva.
N.o 662/XI (1.ª) – Do Deputado João Oliveira (PCP) ao Ministério das Finanças e da Administração Pública sobre a isenção do pagamento de IMI no Centro Histórico de Évora.
N.o 663/XI (1.ª) – Do Deputado Honório Novo (PCP) ao Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento sobre o encerramento da LEONI em Viana do Castelo.
N.o 664/XI (1.ª) – Do Deputado Honório Novo (PCP) ao Ministério das Finanças e da Administração Pública sobre a transferência de capitais para paraísos fiscais.
N.o 665/XI (1.ª) – Do Deputado Honório Novo (PCP) ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social sobre o fecho anunciado da LEONI em Viana do Castelo.
N.o 666/XI (1.ª) – Dos Deputados Honório Novo e Jorge Machado (PCP) ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social sobre o licenciamento de equipamentos no âmbito da acção social.
N.o 667/XI (1.ª) – Dos Deputados Honório Novo e Jorge Machado (PCP) ao Ministério da Saúde sobre as medidas de prevenção da gripe A.
N.o 668/XI (1.ª) – Do Deputado Jorge Machado (PCP) ao Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento sobre a evolução da situação social do Grupo Investar, em Ovar, Aveiro.
N.o 669/XI (1.ª) – Do Deputado Miguel Tiago (PCP) ao Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território sobre o tratamento de resíduos industriais perigosos e não perigosos.
N.o 670/XI (1.ª) – Dos Deputados Rita Rato e António Filipe (PCP) ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sobre as condições materiais do curso de Fotografia e do curso de Conservação e Restauro da Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Tomar.
N.o 671/XI (1.ª) – Dos Deputados Rita Rato e Miguel Tiago (PCP) ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sobre as condições materiais da Faculdade de Letras e de Ciências da Universidade de Lisboa.
N.o 672/XI (1.ª) – Das Deputadas Clara Carneiro, Francisca Almeida e Maria das Mercês Borges (PSD) ao Ministério da Saúde sobre o estatuto remuneratório dos membros dos conselhos directivos dos institutos públicos tutelados pelo Ministério da Saúde.
N.o 673/XI (1.ª) – Do Deputado António Filipe (PCP) ao Ministério da Defesa Nacional sobre os apoios a viagem do Navio Escola Sagres.
N.o 674/XI (1.ª) – Do Deputado Carlos Alberto Gonçalves (PSD) ao Ministério dos Negócios Estrangeiros sobre a transformação do Consulado Geral de Sevilha em escritório consular.
N.o 675/XI (1.ª) – Dos Deputados Carina Oliveira, Vasco Cunha e Pacheco Pereira (PSD) ao Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento sobre a crise no sector do móvel no concelho de Ourém.
N.o 676/XI (1.ª) – Dos Deputados Mendes Bota e Antonieta Guerreiro (PSD) ao Ministério da Saúde sobre o Hospital Central do Algarve.
N.o 677/XI (1.ª) – Do Deputado Honório Novo (PCP) ao Ministério das Finanças e da Administração Pública sobre a alteração do valor de spreads contratualizado (Montepio Geral) N.o 678/XI (1.ª) – Do Deputado Miguel Tiago (PCP) ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social sobre o procedimento de acreditação de avaliadores externos no âmbito dos Centros de Novas Oportunidades aberto pelo Aviso n.º 2473/2008, de 31 de Janeiro — Requisitos de admissão e falta de datação no currículo.
N.o 679/XI (1.ª) – Do Deputado Miguel Tiago (PCP) ao Ministério da Educação sobre o procedimento de acreditação de avaliadores externos no âmbito dos Centros de Novas Oportunidades aberto pelo Aviso n.º 2473/2008, de 31 de Janeiro — Requisitos de admissão e falta de datação no currículo.
N.o 680/XI (1.ª) – Dos Deputados Jorge Machado e Francisco Lopes (PCP) ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social acerca das pressões ilegais sobre os trabalhadores das grandes superfícies comerciais.
N.o 681/XI (1.ª) – Dos Deputados Honório Novo, Jorge Machado e Rita Rato (PCP) ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social sobre a violação dos direitos dos trabalhadores na empresa JP Sá Couto.
N.o 682/XI (1.ª) – Dos Deputados Rita Rato e Miguel Tiago (BE) ao Ministério da Educação sobre o património e bens dominiais da «Parque Escolar, EPE».
N.o 683/XI (1.ª) – Do Deputado José Ribeiro e Castro e outros (CDS-PP) ao Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento sobre a acordo entre o Turismo de Lisboa e a Red Bull Air Race.
N.o 684/XI (1.ª) – Das Deputadas Cecília Honório e Rita Calvário (BE) ao Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território sobre a construção de oito novas torres na Praia da Rocha, saturando o litoral e prejudicando os residentes.
N.os 685 e 686/XI (1.ª) – Do Deputado José Ribeiro e Castro e outros (CDS-PP), respectivamente, aos Ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento sobre o Fórum de Macau para a Cooperação Económica entre a China e os Países de Língua Portuguesa.
N.o 687/XI (1.ª) – Do Deputado Altino Bessa e outros (CDSPP) ao Ministério das Finanças e da Administração Pública sobre as certidões judiciais de recuperação do IVA.
N.o 688/XI (1.ª) – Dos Deputados Altino Bessa, Telmo Correia e Hélder Amaral (CDS-PP) ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações sobre a Estrada Nacional Braga – Guimarães.
N.o 689/XI (1.ª) – Dos Deputados Altino Bessa, Nuno Magalhães e Filipe Lobo D'Ávila (CDS-PP) ao Ministério da Justiça sobre as certidões judiciais de recuperação do IVA.
N.o 690/XI (1.ª) – Do Deputado Heitor de Sousa (BE) ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações sobre as indemnizações compensatórias do Estado pela prestação de serviço público de transportes.
N.o 691/XI (1.ª) – Do Deputado José Luís Ferreira (Os Verdes) ao Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território sobre os mapas e planos de acção de ruído.
N.o 692/XI (1.ª) – Dos Deputados Mota Amaral e Joaquim Ponte (PSD) ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações sobre a privatização da ANA, SA.
N.o 693/XI (1.ª) – Do Deputado Pedro Mota Soares (CDS-PP) ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social sobre a transferência de advogados dentro dos serviços do IEFP.


Consultar Diário Original

Página 3

23 DE DEZEMBRO DE 2009 3 N.o 694/XI (1.ª) – Do Deputado José Soeiro (PCP) ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações sobre a construção dos troços do IP2 entre Vidigueira-BejaCastro Verde.
N.o 695/XI (1.ª) – Do Deputado José Soeiro (PCO) ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sobre o CEBAL, Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Baixo Alentejo e Litoral.
N.o 696/XI (1.ª) – Do Deputado José Soeiro (PCP) ao Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento sobre o CEBAL, Centro de Biotecnologia Agrícola e AgroAlimentar do Baixo Alentejo e Litoral.
N.o 697/XI (1.ª) – Do Deputado José Pedro Aguiar Branco e outros (PSD) ao Sr. Primeiro-Ministro sobre a transferência do Red Bull Air Race para a cidade de Lisboa e critérios do Turismo de Portugal para a distribuição de incentivos próprios.
N.o 698/XI (1.ª) – Dos Deputados Nuno Magalhães e Filipe Lobo D'Ávila (CDS-PP) ao Ministério da Justiça sobre a auditoria ao CITIUS.
N.o 699/XI (1.ª) – Dos Deputados Teresa Caeiro, Artur Rêgo e Cecília Meireles (CDS-PP) ao Ministério da Cultura sobre o Museu de Cortiça de Silves.
N.o 700/XI (1.ª) – Dos Deputados Nuno Magalhães e José Manuel Rodrigues (CDS-PP) ao Ministério da Educação (Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo) sobre a instalação eléctrica e aquecimento da Escola Básica de Arrentela.
N.o 701/XI (1.ª) – Do Deputado Heitor Sousa (BE) ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações sobre a requalificação e ampliação da pista do Aeroporto da Horta, Açores.
N.os 702 e 703/XI (1.ª) – Da Deputada Mariana Aiveca (BE), respectivamente, aos Ministérios do Trabalho e da Solidariedade Social e da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento sobre a situação da empresa V.N. - Automóveis, SA, situada no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora.
N.o 704/XI (1.ª) – Da Deputada Mariana Aiveca (BE) ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social sobre a situação dos trabalhadores das fábricas Edscha no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora.
N.o 705/XI (1.ª) – Da Deputada Mariana Aiveca (BE) ao Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento sobre a situação dos trabalhadores das fábricas Edscha no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora.
N.o 706/XI (1.ª) – Da Deputada Mariana Aiveca (BE) ao Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento sobre a situação dos trabalhadores da empresa KarmannGhia de Portugal, no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora.
N.o 707/XI (1.ª) – Da Deputada Mariana Aiveca (BE) ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social sobre a situação dos trabalhadores da empresa Karmann-Ghia de Portugal, no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora.
N.o 708/XI (1.ª) – Das Deputadas Cecília Honório e Catarina Martins (BE) ao Ministério da Cultura sobre o encerramento do Museu da Cortiça, na Fábrica do Inglês, concelho de Silves, distrito de Faro N.o 709/XI (1.ª) – Das Deputadas Cecília Honório e Catarina Martins (BE) ao Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento sobre o encerramento do Museu da Cortiça, na Fábrica do Inglês, concelho de Silves, distrito de Faro.
N.o 710/XI (1.ª) – Da Deputada Cecília Honório (BE) ao Ministério da Justiça sobre o pedido de nacionalidade.
Nota: — Os documentos em anexos às perguntas n.os 649, 650, 651 e 677/XI (1.ª) encontram-se disponíveis, para consulta, nos serviços de apoio.
Consultar Diário Original

Página 4

REQUERIMENTOS


Consultar Diário Original

Página 5

5 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 6

6 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 7

7 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Situação do sector de reciclagem de resíduos de plástico Destinatário: Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 642/XI (1.ª)

Página 8

8 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 9

9 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 10

10 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 11

11 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Comunidades intermunicipais e áreas metropolitanas
Destinatário: Ministério das Finanças e da Administração Pública REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 643/XI (1.ª)

Página 12

12 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 13

13 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

REQUERIMENTO Número / ( .ª)

PERGUNTA Número / ( .ª)

Assunto: Destinatário: Ex.
mo Sr. Presidente da Assembleia da República

Expeça-se Publique-se O Secretário da Mesa
As casas-abrigo para mulheres vítimas de violência, existentes no país, são
claramente insuficientes para as necessidades de resposta que as mulheres
precisam em casos de violência doméstica, que muitas vezes as obrigam a buscar
um acolhimento, mas simultaneamente a conseguir criar condições de vida e não
um isolamento social. O PEV, de há cerca de 15 anos, vem propondo a necessidade de criar uma
rede nacional pública de casas-abrigo, sustentada numa distribuição geográfica
que cubra todo o país, mas o certo é que há distritos que ainda hoje continuam
sem cobretura desta estrutura social e existem outros distritos onde, apesar da
existência dessas casas, a resposta demonstra ser claramente insuficiente. O fenómeno da violência doméstica, atinge sobretudo mulheres, que tantas
vezes a suportam até à exaustão, até onde a sua dignidade as consegue suster,
pelo facto de não terem autonomia financeira para se sustentar a si e aos seus
filhos. A dependência económica das mulheres é muitas vezes factor de
continuidade de sujeição a esta barbaridade. São as mulheres as maiores vítimas
de discriminação salarial e são elas as mais atingidas pelo flagêlo do desemprego.
Ainda hoje foi divulgado um relatório da CITE (Comissão para a Igualdade no
Trabalho e no Emprego) onde se dá conta do aumento do número de queixas de
mulheres que são vítimas de desemprego devido à maternidade. Em pleno século
XXI esta realidade é insustentável e julgamos que a flexibilização do emprego,
inscrita no actual código do trabalho, é um contribuo inaceitável para o aumento
desta realidade.
X 644
Insuficiência de casas-abrigo para mulheres vítimas de violência
doméstica
Ministro da Presidência
2009-12-17
XI 1

Página 14

14 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Não há dúvida, por isso, que a autonomia financeira das mulheres e a sua não
discriminação no mercado de trabalho é um factor determinante para que não se
sujeitem à continuidade de fenómenos de violência doméstica. As casas-abrigo, por outro lado, são um factor importante para dar resposta
imediata à não sujeição continuada a essa violência, porque significam a existência
de um destino a que as mulheres podem recorrer. Esta questão é tanto mais relevante, quanto todos os estudos indicam que o
fenómeno da violência doméstica não tem assistido a uma redução, antes parece
estar a crescer entre jovens casais e mesmo em jovens relações. Julgamos que o
facto da educação sexual não estar generalizada nas nossas escolas é uma perda
para uma política preventiva de combate à violência, porque a educação sexual é um
ponto de partida, quantas vezes não conseguido em casa das nossas crianças e
jovens, para a valorização dos afectos e para o respeito pela integridade e pela
dignidade dos outros. Assim, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, solicito
a S. Exa O Presidente da Assembleia da República que remeta ao Ministério da
Presidência a seguinte Pergunta, para que me sejam prestados os seguintes
esclarecimentos:
1. Qual a actual distribuição regional, no continente e regiões autónomas, de casasabrigo para mulheres vítimas de violência doméstica?
2. Quantas casas-abrigo estão perspectivadas para abrir no ano de 2010 e onde?
3. Qual a resposta quantitativa que as casas-abrigo têm dado ao longo da sua
existência?
4.O Conselho Europeu definiu um rácio de uma casa-abrigo por cada 10.000
habitantes. Qual o rácio em Portugal?
5. A resposta da rede de casas-abrigo em Portugal é insuficiente, na perspectiva do
Governo? Em que medida?
6. A que se deve a diferente resposta entre o litoral e o interior no que concerne à
existência de casas-abrigo?
7. Tendo o Governo conhecimento do relatório da CITE que dá conta do aumento do
número de queixas de mulheres discriminadas no trabalho devido à maternidade, e
sabendo que a CITE deve cooperar com a ACT (Autoridade para as Condições de
Trabalho), que medidas se pensam tomar com vista a combater esta discriminação?
8. Quantos autos foram levantados pela ACT sustentados na discriminação das
mulheres no trabalho durante a última legislatura? E particularmente no ano de
2009? Palácio de São Bento, quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009
Deputado(a)s
Heloísa Apolónia(PEV)

Página 15

15 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

REQUERIMENTO Número / ( .ª)

PERGUNTA Número / ( .ª)

Assunto: Destinatário: Ex.
mo Sr. Presidente da Assembleia da República

Expeça-se Publique-se O Secretário da Mesa

Foi celebrado mais um protocolo de cooperação para a concretização e
funcionamento de sistema de video-vigilância de rua, desta vez em Coimbra.
Os receios de ameaça à privacidade dos cidadãos são profundamente legítimos,
com a generalização destes sistemas. E legítimo é igualmente o receio de que
estes sistemas de video-vigilância venham, de alguma forma, substituir a
presença de agentes de segurança nas ruas, dado que se entende que o
"patrulhamento" das zonas vigiadas está já concretizado com estes
equipamentos.
No quadro, que parece estar a ter lugar, de alargamento da video-vigilância a
várias cidades do país, importa obter algumas informações que os cidadãos têm
interesse em conhecer e que nos colocam diverssíssimas vezes.
Assim, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, solicito
a S. Exa O Presidente da Assembleia da República que remeta ao Ministério da
Administração Interna a presente Pergunta, de modo a que me possam ser
prestados os seguintes esclarecimentos.
Quem, e como, financiou a instalação dos sistemas de video-vigilância que
estão em funcionamento, protocolados com o Governo?
1.
Quanto custaram?2.
Em que locais estão instalados (cidades e zonas)?3.
Com que regularidade é feita a manutenção dos equipamentos de videovigilância?
4.
De quem é a responsabilidade dessa manutenção?5.
X 645
Sistemas de videovigilância
Ministério da Administração Interna
2009-12-17
XI 1

Página 16

16 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Quem executa a manutenção?6.
Como é que os agentes de segurança se articulam com o sistema de videovigilância, ou seja que meio constitui, de facto, o sistema de video-vigilância para
as forças de segurança?
7.
A video-vigilância retira, ou não, na perspectiva do Governo, a necessidade de
reforço de agentes policiais, dos locais onde está instalada?
8.
Todos os equipamentos de video-vigilância, que estão em funcionamento em ruas
de cidades, estão operacionais, ou há alguns que não estão?
9.
Dos sistemas já instalados, que resultados práticos se tem sentido ao nível do
combate à criminalidade?
10.
Qual é o limite (de abrangência) que o Governo entende como razoável para a
instalação de sistemas de video-vigilância em ruas de localidades?
11.
Como é que se garante, de facto, a defesa da privacidade dos cidadãos com estes
sistemas "abertos" de video-vigilância?
12.
Palácio de São Bento, quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009
Deputado(a)s
Heloísa Apolónia(PEV)

Página 17

17 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

REQUERIMENTO Número / ( .ª)

PERGUNTA Número / ( .ª)

Assunto: Destinatário:

Ex.
mo Sr. Presidente da Assembleia da República

Expeça-se Publique-se O Secretário da Mesa

Segundo notícias vindas a público através de Deputados do Grupo Parlamentar
do PS, no decorrer das últimas Jornadas deste Grupo Parlamentar, o Aeroporto
de Beja só irá entrar em funcionamento no final do 1º semestre de 2010.
A confirmarem-se tais notícias, más notícias para o distrito de Beja, para o
Alentejo e para o País, o mínimo exigível é um cabal esclarecimento por parte do
Governo sobre as verdadeiras razões inerentes a mais este inesperado
adiamento.
Porque de mais um adiamento se trata. Mais um adiamento a desmentir todas as
afirmações do Governo anterior que, recorde-se, davam a entrada em
funcionamento do Aeroporto em Outubro de 2008, depois no 1º trimestre de 2009,
depois no segundo trimestre do mesmo ano, depois Outubro e agora, pasme-se,
decorrido mais de um ano desde o prometido vôo inaugural prometido para
Outubro de 2007, só para final do 1º semestre de 2010. Isto se até lá não surgir
mais algum adiamento.
Incompetência ou boicote deliberado do Ministério das Obras Públicas? Esta é a
pergunta que exige clarificação pois é sabido que os sucessivos atrasos não têm
origem na EDAB mas na acção, ou falta dela, por parte do Governo.
Nem ignorância sobre as medidas necessárias tomar para garantir que tudo
estaria feito atempadamente para o Aeroporto poder entrar de imediato em
funcionamento uma vez concluída a construção das infra-estruturaso Governo
poderá invocar pois, na sequência de sucessivas reuniões de trabalho efectuadas
com o Conselho de Administração da EDAB, sempre fomos chamando a atenção
X 646
Aeroporto Internacional de Beja
Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações
2009-12-17
XI 1

Página 18

18 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

do Governo para as diligências indispensáveis que urgia desenvolver para que tal
fosse possível.
Assim, ao abrigo das disposições legais e regimentais aplicáveis, requeiro, através
de V. Ex.ª, ao Senhor Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações,
resposta às seguintes perguntas:
1. Confirma o Governo mais este inesperado adiamento da entrada em
funcionamento do Aeroporto Internacional de Beja?
2. Que novas razões justificam mais este atraso?
3. Depois de tantos adiamentos que garantias dá o Governo de que o Aeroporto
Internacional de Beja estará finalmente em condições de entrar ao serviço até ao
final do 1º semestre de 2010?
4. Não acha o Governo que já são adiamentos a mais?
5. Afinal tanto atraso resulta da incompetência do Governo anterior, de falta de
vontade política ou da intenção não assumida do Governo de associar o Aeroporto
de Beja à injustificavel privatização da ANA?
Palácio de São Bento, quinta-feira, 17 de Dezembro de 2009
Deputado(a)s
José Soeiro(PCP)

Página 19

19 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

REQUERIMENTO Número / ( .ª)

PERGUNTA Número / ( .ª)

Assunto: Destinatário: Ex.
mo Sr. Presidente da Assembleia da República

Expeça-se Publique-se O Secretário da Mesa

Esta semana o Grupo Parlamentar “Os Verdes” recebeu a Associação Académica
de Coimbra, onde nos foram levantadas diversas preocupações relativas ao
estado do ensino superior em Portugal. De entre essas preocupações, constava a
absoluta evidência de que o abandono escolar no ensino superior tem aumentado
significativamente por razões sócio-económicas, ou seja, muitos alunos, por
dificuldades suas e das suas famílias, vêem-se impossibilitados de prosseguir a
sua formação académica, uma vez que não conseguem fazer face aos elevados
custos da educação..
Tornam-se, assim, evidentes as consequências que decorrem da forma como o
financiamento do Estado, em relação a um sector que visa a qualificação dos
portugueses e consequentemente a qualificação e o desenvolvimento do país,
tem sido escandalosamente substituído pelo financiamento familiar (é caso para
perguntar para que serve o produto dos nossos impostos!) E se olharmos ao
significativo aumento que as propinas do ensino superior público têm tido em
Portugal, para o qual o processo de Bolonha veio contribuir, bem se percebe que
estamos perante uma realidade insustentável. É, de resto, essa realidade que
traduz também o facto de Portugal ser dos países na Europa onde as famílias
mais pagam pela educação
Com efeito, ano após ano, orçamento de estado após orçamento de estado, no
capítulo da Acção Social Escolar no ensino superior, a qual tem vindo
supostamente a ser “suprida” pelo recurso a esquemas de financiamento bancário
que descredibilizam o sistema e violam os princípios constitucionais da
X 647
Atraso no pagamento de bolsas no Instituto Politécnico de
Bragança
Ministério da Ciência, da Tecnologia e do Ensino Superior
2009-12-17
XI 1

Página 20

20 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

gratuitidade do ensino e da igualdade de oportunidades, a insuficiente dotação
orçamental tem sido uma evidência, levando a que as instituições de ensino superior
de confrontem com problemas de estrangulamento financeiro, muitas vezes sem
condições para o seu funcionamento administrativo regular, o que é deplorável.
O problema torna-se ainda mais agudo quando o Governo não cumpre as
obrigações que tem para com os estudantes necessitados de acção social escolar. É
justamente uma dessas situações que foi tornada pública: a existência de cerca de
500 alunos do Instituto Politécnico de Bragança que estão há 3 meses à espera de
receber a bolsa a que teriam direito. A razão desse atraso sustenta-se,
supostamente, no facto do processo destes alunos não estar ainda concluído.
Estamos em Dezembro. Isto é sequer admissível??
Com efeito, infelizmente, as entidades, sob tutela do Ministério da Ciência,
Tecnologia e do Ensino Superior, responsáveis pelo pagamento de bolsas estão
regularmente sujeitas a queixas relativas a atrasos de vários meses no pagamento
de bolsas, o que demonstra que esta situações é recorrente e que não há meio (leiase, vontade política) de resolver os constrangimentos administrativos e financeiros
que estão por detrás destes atrasos.
Assim, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, solicito a
S. Exa O Presidente da Assembleia da República que remeta ao Ministério da
Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior a seguinte Pergunta, de modo a que me
sejam prestados os seguintes esclarecimentos:
Quantos estudantes estão e estiveram com bolsas em atraso no Instituo
Politécnico de Bragança no início deste ano lectivo?
1.
Que razões explicam o atraso no pagamento de bolsas a várias centenas de
estudantes do Instituto Politécnico de Bragança há vários meses?
2.
A que entidade concreta é imputável esse atraso?3.
Por que razão é que estas situações, ao fim de tantos anos, continuam,
recorrentemente a acontecer?
4.
Que medidas foram já ou serão tomadas para corrigir os problemas existentes e
evitar que futuros atrasos voltem a ocorrer?
5.
Que acompanhamento está a ser feito para garantir que nenhum estudante com
direito a bolsa abandona os estudos por culpa de atrasos da responsabilidade
desse Ministério?
6.
Existem outras situações de atrasos em bolsas noutras instituições do ensino
superior? Em caso afirmativo, em que instituições, em relação a quantos alunos e
qual a média dessas atrasos desde Setembro até à data?
7.

Palácio de São Bento, quinta-feira, 17 de Dezembro de 2009
Deputado(a)s
Heloísa Apolónia(PEV)

Página 21

21 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

REQUERIMENTO Número / ( .ª)

PERGUNTA Número / ( .ª)

Assunto: Destinatário: Ex.
mo Sr. Presidente da Assembleia da República

Expeça-se Publique-se O Secretário da Mesa

A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo denunciou um caso gravíssimo
(que junto em anexo) de autêntica burla, onde alguns indivíduos se fazem passar
por profissionais de saúde para extorquir dinheiro a cidadãos menos prevenidos
contra artimanhas fraudulentas.
Por se tratar de um caso que pode ter implicações graves na saúde pública, ao
abrigo da alínea d) do artigo 156º da Constituição e da alínea d) do n.º 1 do artigo
4º do Regimento da Assembleia da República pergunto ao Ministério da Saúde se
já tomou, ou tenciona tomar, alguma diligência com vista a pôr cobro a situações
como a descrita em anexo e a responsabilizar os seus autores.
Palácio de São Bento, quinta-feira, 17 de Dezembro de 2009
Deputado(a)s
António Filipe(PCP)
X 648
Falsos profissionais de saúde
Ministério da Saúde
2009-12-18
XI 1

Página 22

22 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Anexo g1g2g3g4g5g5Âg2g9g10g11g9g12g13g11g14g13g11g5 g10g15g9g5g15g16g10E
g18g19g9g3g20g10g4g2g9g13g11g21g2
g1g2g3g4g5g6g7g8g9g8g6g3g8g10g11g12g13g14g15g8g12g14g16g3g8g17g8g18g19g20g8g8g21g8g8g22g23g24g25g21g26g22g17g8g27g28g29g29g30g31g8g32g28g33g1g31
g27g3g12g19g34g7g35g36g8g1g2g3g4g5g1g1g4g5g5g6g8g8g30g37g7g5g12g36g4g7g8g9g7g10g11g12g13g14g15g16g13g12g9g17g18g19g20g16g12g4g4g4g38g12g14g39g36g8g15g13g13g21g22g23g23g7g8g12g13g19g24g18g16g25g8g19g8g9g21g16g19g21g13
g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1g1
g2g3g4g5g6g7g8g9g7g8g2g10g11g12g8g13g2g7g14g15g4g3g16g17g7g8g9g3g8g10g17g3g16g17g3g18g8g9g7g18g8g11g3g6g14g15g19g7g18g8g12g22g5g25g15g26g7g18g27
g26g27g4g28g29g30g4g31g32g33g27g4g34g35g30g36g27g29g37
g29g33g31g38g31g39g26g40g4g26g4g32g26g41g43g30g4g44g26g40g26g4g45g30g46g43g26g32
g4g44g27g43g30g4g30g45g30g46g33g29g26g38g47g30g46g33g30g4g46g48g27g4g32g30g40g4g31g38g30g36g26g38g50g4g47g26g32g4g51g4g51g33g31g34g26g47g30g46g33g30g4g34g27g46g43g30g46g52g45g30g38
g28g8g20g7g40g14g8g41g11g3g8g18g3g12g7g16g7g37g14g40g8g7g8g40g3g39g11g5g18g8g42g7g40g40g14g11g21g40g3g8g4g14g40g8g42g18g5g37g3g5g18g14g40g8g6g5g7g40g8g6g3g8g43g3g44g3g37g45g18g14g8g4g14g8g46g14g4g20g3g12g13g14g8g6g3g8
g27g14g18g18g3g40g8g32g14g2g7g40g8g3g8g47g14g5g21g4g14g40g8g16g18g7g4g40g37g5g16g5g6g14g8g42g14g18g8g11g37g8g11g16g3g4g16g3g48g8g29g3g20g3g45g3g11g8g11g37g7g8g20g13g7g37g7g6g7g8g16g3g12g3g47g49g4g5g20g7g8g51g18g3g6g3g8g47g5g35g7g52g8g6g3g8
g7g12g39g11g53g37g8g41g11g3g8g7g47g5g18g37g14g11g8g40g3g18g8g11g37g7g8g14g18g39g7g4g5g44g7g54g56g14g15g8g20g14g37g8g14g8g7g42g14g5g14g8g6g7g8g31g3g39g11g18g7g4g54g7g8g31g14g20g5g7g12g15g8g41g11g3g8g5g18g5g7g8g4g14g8g6g5g7g8
g40g3g39g11g5g4g16g3g8g47g7g44g3g18g8g18g7g40g16g18g3g5g14g8g58g8g6g5g7g45g3g16g3g40g15g8g41g11g3g8g47g7g18g5g7g8g7g4g60g12g5g40g3g40g8g7g14g8g40g7g4g39g11g3g8g3g8g58g8g11g18g5g4g7g8g3g15g8g16g7g37g45g53g37g15g8g3g35g7g37g3g40g8g7g14g8
g20g14g18g7g54g56g14g8g3g8g7g14g8g20g14g12g3g40g16g3g18g14g12g48
g32g7g8g40g11g7g8g45g14g7g8g47g53g8g14g8g11g16g3g4g16g3g8g7g20g3g18g16g7g8g14g8g12g14g20g7g12g15g8g6g7g16g7g8g3g8g13g14g18g7g8g14g4g6g3g8g40g3g8g5g18g5g7g8g47g7g44g3g18g8g14g8g42g18g14g37g3g16g5g6g14g8g18g7g40g16g18g3g5g14g48g8
g46g14g4g47g14g18g37g3g8g14g8g5g4g6g5g20g7g6g14g8g12g60g8g3g40g16g7g2g7g8g14g8g11g16g3g4g16g3g48g8g31g11g18g42g18g3g40g7g40g36g8g7g16g3g4g6g5g37g3g4g16g14g8g42g14g18g8g42g3g40g40g14g7g40g8g4g56g14g8g5g6g3g4g16g5g47g5g20g7g6g7g40g61g8
g7g11g40g62g4g20g5g7 g8 g6g3 g8 g3g41g11g5g42g7g37g3g4g16g14 g8 g7g6g3g41g11g7g6g14 g8 g42g7g18g7 g8 g14 g8 g18g7g40g16g18g3g5g14 g8 g42g18g14g37g3g16g5g6g14g61 g8 g14g40 g8 g64g7g39g3g4g16g3g40 g8 g6g3 g8 g40g7g65g6g3g66 g8 g4g56g14g8
g11g40g7g2g7g37g8g41g11g7g12g41g11g3g18g8g2g3g40g16g11g60g18g5g14g8g41g11g3g8g16g5g2g3g40g40g3g8g7g8g2g3g18g8g20g14g37g8g7g8g42g18g60g16g5g20g7g8g6g3g8g7g20g16g14g40g8g6g3g8g40g7g65g6g3g48g8g32g7g8g40g7g12g7g8g67g60g8g13g7g2g5g7g8
g11g37g7g8g40g53g18g5g3g8g6g3g8g20g7g40g7g5g40g8g6g5g40g16g18g5g45g11g68g6g14g40g8g42g14g18g8g2g60g18g5g7g40g8g37g3g40g7g40g8g3g8g58g8g20g14g4g2g3g18g40g7g8g20g14g37g8g42g18g14g37g14g16g14g18g3g40g48
g43g3g42g14g5g40g8g6g3g8g7g12g39g11g37g7g40g8g42g3g18g39g11g4g16g7g40g8g3g8g6g3g8g40g3g18g8g37g3g6g5g6g7g8g7g8g16g3g4g40g56g14g8g7g18g16g3g18g5g7g12g8g42g14g18g8g11g37g8g3g41g11g5g42g7g37g3g4g16g14g8
g18g11g6g5g37g3g4g16g7g18g15g8g14g8g5g4g16g3g18g12g14g20g11g16g14g18g8g6g14g8g11g16g3g4g16g3g15g8g3g35g20g12g7g37g7g36g8g64g31g18g7g48g8g43g14g11g16g14g18g7g15g8g3g40g16g7g8g42g3g40g40g14g7g8g3g40g16g60g8g42g18g3g40g16g3g40g8g7g8g16g3g18g8g11g37g8
g1g33g46g48 g8 g31g3 g8 g20g7g12g13g7g18 g8 g3g18g7 g8 g37g3g12g13g14g18 g8 g20g13g7g37g7g18 g8 g11g37g7 g8 g7g37g45g11g12g70g4g20g5g7g48g66 g8 g28 g8 g11g16g3g4g16g3 g8 g7g40g40g11g40g16g7g6g14 g8 g3 g8 g42g3g18g42g12g3g35g14 g8 g53g8
g7g20g14g37g42g7g4g13g7g6g14g8g7g8g11g37g7g8g44g14g4g7g8g14g4g6g3g8g13g60g8g20g14g12g20g13g71g3g40g15g8g20g7g6g3g5g18g7g40g8g3g8g45g7g12g7g4g54g7g40g48g8g43g3g5g16g7g6g7g8g4g11g37g7g8g6g7g40g8g20g7g6g3g5g18g7g40g8g14g8
g18g3g47g3g18g5g6g14g8g64g6g14g11g16g14g18g66g8g6g5g44g21g12g13g3g8g41g11g3g8g12g13g3g8g2g7g5g8g47g7g44g3g18g8g11g37g8g16g18g7g16g7g37g3g4g16g14g8g4g14g8g2g7g12g14g18g8g6g3g8g40g3g40g40g3g4g16g7g8g3g11g18g14g40g48g8
g72g16g5g12g5g44g7g4g6g14g8g7g8g45g14g7g8g47g53g8g3g8g7g8g2g11g12g4g3g18g7g45g5g12g5g6g7g6g3g8g6g3g8g37g11g5g16g14g40g8g20g5g6g7g6g56g14g40 g8g47g7g20g3g8g58g8g6g14g3g4g54g7g15g8g11g4g40g8g16g7g4g16g14g40g8
g14g42g14g18g16g11g4g5g40g16g7g40 g8 g16g3g4g16g7g37 g8 g5g37g42g5g4g39g5g18 g8 g42g18g14g6g11g16g14g40 g8 g3 g8 g3g41g11g5g42g7g37g3g4g16g14g40 g8 g64g37g5g12g7g39g18g14g40g14g40g66 g8 g42g7g18g7 g8 g7 g8 g18g3g40g14g12g11g54g56g14 g8 g6g14g40g8
g42g18g14g45g12g3g37g7g40g8g6g3g8g40g7g65g6g3g8g41g11g3g8g3g47g3g20g16g5g2g7g37g3g4g16g3g8g16g62g37g8g14g11g8g40g56g14g8g4g7g8g13g14g18g7g8g5g4g2g3g4g16g7g6g14g40g48g8g73g18g14g2g7g2g3g12g37g3g4g16g3g8g20g18g5g7g37g8g4g14g40g8
g37g3g40g3g40g8g5g37g3g6g5g7g16g14g40g8g11g37g7g8g42g7g16g14g12g14g39g5g7g8g37g11g5g16g14g8g18g3g7g12g36g8g7g40g8g6g3g42g18g3g40g40g71g3g40g8g41g11g3g8g20g14g37g3g54g7g37g8g7g8g7g42g7g18g3g20g3g18g8g42g3g18g7g4g16g3g8g7g40g8
g6g5g47g5g20g11g12g6g7g6g3g40g8g6g3g8g42g7g39g7g37g3g4g16g14g8g6g14g40g8g42g18g14g6g11g16g14g40g8g7g6g41g11g5g18g5g6g14g40g48g8g8
g30g40g16g7g37g14g40g8g3g37g8g20g14g4g6g5g54g71g3g40g8g6g3g8g5g4g6g5g20g7g18g8g58g40g8g7g11g16g14g18g5g6g7g6g3g40g8g18g3g40g42g14g4g40g60g2g3g5g40g15g8g7g40g8g6g7g16g7g40g15g8g13g14g18g7g40g15g8g12g14g20g7g5g40g8g3g8
g42g3g40g40g14g7g40g8g5g4g16g3g18g2g3g4g5g3g4g16g3g40g8g4g14g8g3g42g5g40g49g6g5g14g8g41g11g3g8g18g3g12g7g16g7g37g14g40g48g8
g43g7g18g3g37g14g40g8g20g14g4g16g7g8g6g3g40g16g7g8g40g5g16g11g7g54g56g14g8g58g8g1g40g40g3g37g45g12g3g5g7g8g6g7g8g29g3g42g65g45g12g5g20g7g15g8g7g14g8g74g5g4g5g40g16g53g18g5g14g8g6g7g8g31g7g65g6g3g8g3g8g7g14g40g8
g18g3g40g42g14g4g40g60g2g3g5g40g8g12g14g20g7g5g40g8g6g14g8g1g46g30g31g8g64g31g3g18g18g7g8g6g75g1g5g18g3g66g15g8g42g7g18g7g8g41g11g3g8g7g67g7g37g8g3g37g8g20g14g4g47g14g18g37g5g6g7g6g3g48
g28g40g8g11g16g3g4g16g3g40g8g67g60g8g16g62g37g8g42g18g14g45g12g3g37g7g40g8g40g11g47g5g20g5g3g4g16g3g40g8g20g14g37g8g7g8g47g7g12g16g7g8g6g3g8g37g53g6g5g20g14g40g8g6g3g8g47g7g37g68g12g5g7g15g8g20g14g37g8g14g8g42g18g3g54g14g8
g6g14g40g8g37g3g6g5g20g7g37g3g4g16g14g40g15g8g20g14g37g8g14g8g16g3g37g42g14g8g6g3g8g3g40g42g3g18g7g8g42g7g18g7g8g20g14g4g40g11g12g16g7g40g8g3g8g20g5g18g11g18g39g5g7g40g48g48g48g8g4g56g14g8g16g62g37g8g4g3g20g3g40g40g5g6g7g6g3g8
g6g7g41g11g3g12g3g40g8g41g11g3g8g14g40g8g5g4g6g11g44g3g37g8g51g20g14g37g8g7g12g6g18g7g45g5g20g3g40g52g8g7g8g42g5g14g18g7g18g8g7g8g40g11g7g8g40g5g16g11g7g54g56g14g8g48
g1g8g46g14g37g5g40g40g56g14g8g6g3g8g72g16g3g4g16g3g40g8g6g7g8g31g7g65g6g3
g8g8g8g8g8g8g6g14g8g74g53g6g5g14g8g27g3g67g14
g74g53g6g5g14g8g27g3g67g14g15g8g24g8g6g3g8g43g3g44g3g37g45g18g14g8g6g3g8g22g25g25g76g48

Página 23

23 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 24

24 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 25

25 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 26

26 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Hemodiálise Destinatário: Entidade Reguladora da Saúde (ERS)

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 650/XI (1.ª)

Página 27

27 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 28

28 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 29

29 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 30

30 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 31

31 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 32

32 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Destinatário: Ministério da Justiça

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 652/XI (1.ª) II SÉRIE-B — NÚMERO 26
___________________________________________________________________________________________________________
32


Consultar Diário Original

Página 33

33 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 34

34 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Estatuto remuneratório dos membros dos Conselhos directivos dos institutos públicos tutelados peio Ministério da Saúde Destinatário: Ministério das Finanças e da Administração Pública REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 653/XI (1.ª)

Página 35

35 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 36

36 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Atrasos de transferências de verbas Destinatário: Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 654/XI (1.ª)

Página 37

37 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 38

38 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 39

39 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Impacto económico do aumento do Valor Ponto Verde comunicado pela Sociedade Ponto Verde Destinatário: Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 655/XI (1.ª)

Página 40

40 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 41

41 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 42

42 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Restauro do órgão de tubos do Mosteiro do Lorvão

Destinatário: Ministério da Cultura

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 656/XI (1.ª)

Página 43

43 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 44

44 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 45

45 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Abuso da dependência económica por parte da Europ Assistance empresa de assistência em viagem, em prejuízo de pequenas empresas do sector de reboques e desempanagem Destinatário: Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 657/XI (1.ª)

Página 46

46 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 47

47 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Abuso da dependência económica por parte da Europ Assistance empresa de assistência em viagem, em prejuízo de pequenas empresas do sector de reboques e desempanagem Destinatário: Ministério das Finanças e da Administração Pública REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 658/XI (1.ª)

Página 48

48 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 49

49 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 50

50 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 51

51 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Linha de muito alta tensão Marateca-Fanhões Destinatário: Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 660/XI (1.ª)

Página 52

52 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 53

53 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Coima aplicada à EMEF pela Autoridade para as Comissões de Trabalho por violação da contratação colectiva Destinatário: Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 661/XI (1.ª)

Página 54

54 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Isenção do pagamento de IMI no Centro Histórico de Évora Destinatário: Ministério das Finanças e da Administração Pública

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 662/XI (1.ª)

Página 55

55 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 56

56 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Encerramento da LEONI em Viana do Castelo Destinatário: Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 663/XI (1.ª)

Página 57

57 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 58

58 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 59

59 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 60

60 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Transferências de capitais para paraísos fiscais Destinatário: Ministério das Finanças e da Administração Pública

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 664/XI (1.ª)

Página 61

61 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 62

62 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Fecho anunciado da LEONI em Viana do Castelo Destinatário: Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 665/XI (1.ª)

Página 63

63 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 64

64 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Licenciamento de equipamentos no âmbito da acção social Destinatário: Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 666/XI (1.ª)

Página 65

65 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 66

66 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Medidas de prevenção da gripe A Destinatário: Ministério da Saúde

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 667/XI (1.ª)

Página 67

67 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 68

68 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Evolução da situação social do Grupo Investvar, em Ovar, Aveiro

Destinatário: Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 668/XI (1.ª)

Página 69

69 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Tratamento de resíduos industriais perigosos e não perigosos Destinatário: Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 669/XI (1.ª)

Página 70

70 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 71

71 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 72

72 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 73

73 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Condições materiais do curso de Fotografia e do curso de Conservação e Restauro da Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Tomar Destinatário: Ministério da Ciência, da Tecnologia e do Ensino Superior

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 670/XI (1.ª)

Página 74

74 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 75

75 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Condições materiais da Faculdade de Letras e de Ciências da Universidade de Lisboa Destinatário: Ministério da Ciência, da Tecnologia e do Ensino Superior

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 671/XI (1.ª)

Página 76

76 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 77

77 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Estatuto remuneratório dos membros dos conselhos directivos dos institutos públicos tutelados pelo Ministério da Saúde Destinatário: Ministério da Saúde

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 672/XI (1.ª)

Página 78

78 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 79

79 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

REQUERIMENTO Número / ( .ª)

PERGUNTA Número / ( .ª)

Assunto: Destinatário: Ex.
mo Sr. Presidente da Assembleia da República

Expeça-se Publique-se O Secretário da Mesa

Chegou ao nosso conhecimento que o Navio Escola Sagres, que constitúi um exlibris da Marinha de Guerra Portuguesa, se prepara para uma viagem de seis
meses à volta do mundo, participando em diversos eventos náuticos
internacionais. Esse propósito é meritório e só pode merecer aplauso.
Porém, também chegou ao nosso conhecimento que tem sido difundido um apelo
para a angariação de apoios destinados a viabilizar essa viagem. Segundo tal
missiva, a realização da viagem depende da angariação dos apoios necessários,
pelo que procura "mecenas, patrocinadores ou entidades que apoiem".
Sendo a viagem do Navio Escola Sagres uma missão de interesse nacional
levada a cabo por um navio da Marinha de Guerra Portuguesa, é insólito que essa
missão possa estar dependente da angariação de patrocínios.
Nestes termos, pergunto ao Ministério da Defesa Nacional, o seguinte:
1.º - O Governo considera admissível que uma missão das Forças Armadas
Portuguesas seja realizada com apoio de mecenas e patrocinadores? Que apoios
ou patrocínios considera o Governo admissíveis?
2.º - Tendo em conta o interesse nacional da viagem que o Navio Escola Sagres
tenciona efectuar em 2010, está o Governo em condições de garantir a realização
X 673
Apoios a viagem do Navio Escola Sagres
Ministério da Defesa Nacional
2009-12-18
XI 1

Página 80

80 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

dessa missão independentemente de quaisquer patrocínios?
Palácio de São Bento, sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009
Deputado(a)s
António Filipe(PCP)

Página 81

81 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Transformação do Consulado Geral de Sevilha em escritório consular Destinatário: Ministério dos Negócios Estrangeiros

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 674/XI (1.ª)

Página 82

82 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 83

83 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 84

84 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Crise no sector do móvel no concelho de Ourém

Destinatário: Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 675/XI (1.ª)

Página 85

85 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 86

86 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Hospital Central do Algarve
Destinatário: Ministério da Saúde

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 676/XI (1.ª)

Página 87

87 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 88

88 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Alteração do valor de spreads contratualizado (Montepio Geral) Destinatário: Ministério das Finanças e da Administração Pública

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 677/XI (1.ª)

Página 89

89 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 90

90 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Procedimento de acreditação de avaliadores externos no âmbito dos Centros de Novas Oportunidades aberto pelo Aviso n.º 2473/2008, de 31 de Janeiro Requisitos de admissão. Falta de datação no currículo Destinatário: Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 678/XI (1.ª)

Página 91

91 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 92

92 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Procedimento de acreditação de avaliadores externos no âmbito dos Centros de Novas Oportunidades aberto pelo Aviso n.° 2473/2008, de 31 de Janeiro requisitos de admissão e falta de datação no currículo Destinatário: Ministério da Educação

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 679/XI (1.ª)

Página 93

93 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 94

94 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Pressões ilegais sobre os trabalhadores das grandes superfícies comerciais Destinatário: Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 680/XI (1.ª)

Página 95

95 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Violação dos direitos dos trabalhadores na empresa JP Sá Couto Destinatário: Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 681/XI (1.ª)

Página 96

96 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 97

97 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 98

98 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Acordo entre o Turismo de Lisboa e a Red Bull Air Race Destinatário: Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 683/XI (1.ª)

Página 99

99 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 100

100 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Construção de oito novas torres na Praia da Rocha, saturando o litoral e prejudicando os residentes Destinatário: Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 684/XI (1.ª)

Página 101

101 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 102

102 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Fórum de Macau para a Cooperação Económica entre a China e os Países de Língua Portuguesa Destinatário: Ministério dos Negócios Estrangeiros

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 685/XI (1.ª)

Página 103

103 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 104

104 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Fórum de Macau para a Cooperação Económica entre a China e os Países de Língua Portuguesa Destinatário: Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 686/XI (1.ª)

Página 105

105 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 106

106 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 107

107 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 108

108 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 109

109 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 110

110 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 111

111 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 112

112 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 113

113 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Indemnizações compensatórias do Estado pela prestação do serviço
público de transportes Destinatário: Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 690/XI (1.ª)

Página 114

114 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 115

115 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 116

116 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 117

117 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 118

118 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 119

119 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Transferência de advogados dentro dos serviços do IEFP Destinatário: Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 693/XI (1.ª)

Página 120

120 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 121

121 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

REQUERIMENTO Número / ( .ª)

PERGUNTA Número / ( .ª)

Assunto: Destinatário: Ex.
mo Sr. Presidente da Assembleia da República

Expeça-se Publique-se O Secretário da Mesa

Apesar de todas as solenes promessas e não menos solenes compromissos
assumidos pelo anterior Governo a verdade é que a remodelação do troço do IP2
entre a cidade de Beja e Castro Verde continua a marcar passo não se sabendo
quando terão finalmente início as obras e, consequentemente, muito menos para
quando a sua conclusão.
Entretanto o pavimento continua a degradar-se e, nos remendos de emergência
feitos antes da freguesia de Santa Clara do Louredo, no sentido de Castro VerdeBeja, passam-se os meses sem que se reponham as marcações no piso o que
constitui um sério perigo para os automobilistas, sobretudo em momentos de
chuva e nevoeiro que, como é sabido, reduzem drasticamente a visibilidade.
Perigo tanto maior quanto alguns dos remendos se situam exactamente numa
curva.
Também o troço entre a Vidigueira e Beja, quais obras de Santa Engrácia, nunca
mais arrancam não se conhecendo igualmente para quando o seu início e
conclusão.
É talvez tempo do Governo assumir respostas sérias, que revelem competência e
responsabilidade na gestão das obras públicas, respostas que clarifiquem de uma
vez por todas as suas verdadeiras intenções em relação a esta via estruturante
que há muito devia estar concluída e que só o não está por falta de vontade
política e pelas opções do Governo por negócios cujos conteúdos se
desconhecem mas que significativamente não tiverem aceitação por parte do
Tribunal de Contas.
X 694
Construção dos troços do IP2 entre Vidigueira-Beja-Castro
Verde
Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações
2009-12-22
XI 1

Página 122

122 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Resposta tanto mais exigente quanto é sabido que estão concluídas as obras de
construção das infra-estruturas do Aeroporto Internacional de Beja e que os troços
do IP2 em questão constituem uma das principais acessibilidades ao mesmo.
Assim, ao abrigo das disposições legais e regimentais aplicáveis, requeiro, através
de V. Ex.ª, ao Senhor Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações,
resposta às seguintes perguntas:
1. Quando terão início, finalmente, as obras do troço do IP2 entre Beja e Castro
Verde e para quando está prevista a sua conclusão?
2. Tendo presente a ameaça que representa para a segurança rodoviária como
explica o Governo a ausência de marcações da estrada durante meses consecutivos
nos remendos efectuados na via antes de Santa Clara de Louredo?
3. Quando terão início as obras no troço entre a Vidigueira e Beja e para quando
a sua conclusão?
Palácio de São Bento, segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009
Deputado(a)s
José Soeiro(PCP)

Página 123

123 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

REQUERIMENTO Número / ( .ª)

PERGUNTA Número / ( .ª)

Assunto: Destinatário: Ex.
mo Sr. Presidente da Assembleia da República

Expeça-se Publique-se O Secretário da Mesa

O CEBAL – Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Baixo Alentejo
e Litoral, constitui hoje uma importante e ímpar realidade regional cuja actividade
em muito poderá ajudar ao desenvolvimento do Alentejo.
Resultado da iniciativa de instituições públicas e privadas do Baixo Alentejo e do
Alentejo Litoral, o CEBAL, unidade de investigação e desenvolvimento (I&D)
privada sem fins lucrativos, tem como objectivo ser uma infra-estrutura estratégica
para o desenvolvimento de investigação de alta qualidade, transferência de
tecnologia e inovação nos domínios da Biotecnologia aplicada aos sectores
agroflorestais, agro-alimentares, ambiente, valorização de resíduos e energias
alternativas.
Sublinhe-se que todos os elementos que integram os Órgãos Sociais do CEBAL
exercem funções a título gracioso.
Com um quadro actual de 21 colaboradores entre os quais 4 investigadores
principais, 2 investigadores convidados, 10 investigadores em formação,
(mestrado doutoramento e pós-doutoramento) 3 investigadores em formação de
doutoramento, em instituições universitárias, com a colaboração do CEBAL e 2
administrativos, o CEBAL desenvolve já hoje um importante trabalho de
investigação em áreas de grande importância para a economia local tais como
linhas de investigação: das mastites ovinas, da diarreia viral bovina, de compostos
bio-activos do cardo e oliveira, do sobreiro e de valorização de resíduos e
matérias-primas.
Os investigadores do CEBAL possuem competências em áreas diversificadas,
X 695
CEBAL - Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do
Baixo Alentejo e Litoral
Ministério da Ciência, da Tecnologia e do Ensino Superior
2009-12-22
XI 1

Página 124

124 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

como a Biotecnologia Vegetal, Química, Bioquímica, Bioinformática e Engenharia.
Para além da investigação e consequente atracção de quadros
cientifico/tecnológicos para a Região, o que por si representa um valor inestimável, o
CEBAL constitui igualmente um importante instrumento para transferência de
tecnologia e inovação, ensino e formação pós-graduada, consultadoria e serviços,
incubação de empresas de base tecnológica, áreas de que a Região tanto carece.
O CEBAL é, pelas razões expostas, uma instituição de importância estratégica,
necessária, com um grande potencial de crescimento e desenvolvimento, respeitada
e credível, cuja actividade pode e deve ser apoiada de forma a potenciar e ampliar
todas as suas vertentes de intervenção.
O CEBAL insere-se no entanto, como é do conhecimento do Governo, numa região
de grandes potencialidades mas com uma realidade empresarial de muito pequena
dimensão o que torna muito limitadas as possibilidades de conseguir o financiamento
indispensável ao salto qualitativo que a realidade actual exige.
Demonstradas que estão a importância e a viabilidade deste importantíssimo,
inovador e inédito projecto, é, sem dúvida, chegado o momento do Governo entrar
nesta extraordinária e promissora parceria entre instituições públicas e privadas que
em boa hora decidiram conjugar esforços para dar corpo ao CEBAL.
Assim, ao abrigo das disposições legais e regimentais, requeiro ao Governo, através
de V. Ex.ª, resposta às seguintes perguntas:
1. Conhece o Governo o projecto e a actividade desenvolvida pelo CEBAL?
2. Qual a disponibilidade do Governo para participar neste inédito e promissor
projecto que é o CEBAL?
3. Atendendo à importância do CEBAL para uma Região carente como o é o
Alentejo que apoios está o Governo disposto a disponibilizar de molde a contribuir
para que o CEBAL possa dar o salto qualitativo que a realidade actual exige?
Palácio de São Bento, terça-feira, 22 de Dezembro de 2009
Deputado(a)s
José Soeiro(PCP)

Página 125

125 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

REQUERIMENTO Número / ( .ª)

PERGUNTA Número / ( .ª)

Assunto: Destinatário: Ex.
mo Sr. Presidente da Assembleia da República

Expeça-se Publique-se O Secretário da Mesa

O CEBAL – Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Baixo Alentejo
e Litoral, constitui hoje uma importante e ímpar realidade regional cuja actividade
em muito poderá ajudar ao desenvolvimento do Alentejo.
Resultado da iniciativa de instituições públicas e privadas do Baixo Alentejo e do
Alentejo Litoral, o CEBAL, unidade de investigação e desenvolvimento (I&D)
privada sem fins lucrativos, tem como objectivo ser uma infra-estrutura estratégica
para o desenvolvimento de investigação de alta qualidade, transferência de
tecnologia e inovação nos domínios da Biotecnologia aplicada aos sectores
agroflorestais, agro-alimentares, ambiente, valorização de resíduos e energias
alternativas.
Sublinhe-se que todos os elementos que integram os Órgãos Sociais do CEBAL
exercem funções a título gracioso.
Com um quadro actual de 21 colaboradores entre os quais 4 investigadores
principais, 2 investigadores convidados, 10 investigadores em formação,
(mestrado doutoramento e pós-doutoramento) 3 investigadores em formação de
doutoramento, em instituições universitárias, com a colaboração do CEBAL e 2
administrativos, o CEBAL desenvolve já hoje um importante trabalho de
investigação em áreas de grande importância para a economia local tais como
linhas de investigação: das mastites ovinas, da diarreia viral bovina, de compostos
bio-activos do cardo e oliveira, do sobreiro e de valorização de resíduos e
matérias-primas.
Os investigadores do CEBAL possuem competências em áreas diversificadas,
X 696
CEBAL - Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do
Baixo Alentejo e Litoral
Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento
2009-12-22
XI 1

Página 126

126 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

como a Biotecnologia Vegetal, Química, Bioquímica, Bioinformática e Engenharia.
Para além da investigação e consequente atracção de quadros
cientifico/tecnológicos para a Região, o que por si representa um valor inestimável, o
CEBAL constitui igualmente um importante instrumento para transferência de
tecnologia e inovação, ensino e formação pós-graduada, consultadoria e serviços,
incubação de empresas de base tecnológica, áreas de que a Região tanto carece.
O CEBAL é, pelas razões expostas, uma instituição de importância estratégica,
necessária, com um grande potencial de crescimento e desenvolvimento, respeitada
e credível, cuja actividade pode e deve ser apoiada de forma a potenciar e ampliar
todas as suas vertentes de intervenção.
O CEBAL insere-se no entanto, como é do conhecimento do Governo, numa região
de grandes potencialidades mas com uma realidade empresarial de muito pequena
dimensão o que torna muito limitadas as possibilidades de conseguir o financiamento
indispensável ao salto qualitativo que a realidade actual exige.
Demonstradas que estão a importância e a viabilidade deste importantíssimo,
inovador e inédito projecto, é, sem dúvida, chegado o momento do Governo entrar
nesta extraordinária e promissora parceria entre instituições públicas e privadas que
em boa hora decidiram conjugar esforços para dar corpo ao CEBAL.
Assim, ao abrigo das disposições legais e regimentais, requeiro ao Governo, através
de V. Ex.ª, resposta às seguintes perguntas:
1. Conhece o Governo o projecto e a actividade desenvolvida pelo CEBAL?
2. Qual a disponibilidade do Governo para participar neste inédito e promissor
projecto que é o CEBAL?
3. Atendendo à importância do CEBAL para uma Região carente como o é o
Alentejo que apoios está o Governo disposto a disponibilizar de molde a contribuir
para que o CEBAL possa dar o salto qualitativo que a realidade actual exige?
Palácio de São Bento, terça-feira, 22 de Dezembro de 2009
Deputado(a)s
José Soeiro(PCP)

Página 127

127 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Transferência da Red Bull Air Race para a cidade de Lisboa e critérios do Turismo de Portugal para a distribuição de incentivos próprios Destinatário: Primeiro-Ministro

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 697/XI (1.ª)

Página 128

128 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 129

129 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 130

130 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 131

131 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 132

132 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Consultar Diário Original

Página 133

133 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 134

134 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Instalação eléctrica e aquecimento da Escola Básica de Arrentela Destinatário: Ministério da Educação (Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo)

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 700/XI (1.ª)

Página 135

135 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 136

136 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Requalificação e ampliação da pista do Aeroporto da Horta, Açores Destinatário: Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações :

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 701/XI (1.ª)

Página 137

137 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 138

138 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Situação da empresa V.N. - Automóveis, S.A., situada no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora Destinatário: Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 702/XI (1.ª)

Página 139

139 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 140

140 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Situação da empresa V.N. - Automóveis, S.A., situada no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora Destinatário: Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 703/XI (1.ª)

Página 141

141 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 142

142 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Situação dos trabalhadores das fábricas Edscha no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora Destinatário: Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 704/XI (1.ª)

Página 143

143 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 144

144 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Situação dos trabalhadores das fábricas Edscha no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora Destinatário: Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 705/XI (1.ª)

Página 145

145 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 146

146 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Situação dos trabalhadores da empresa Karmann-Ghia de Portugal, no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora Destinatário: Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 706/XI (1.ª)

Página 147

147 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 148

148 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Situação dos trabalhadores da empresa Karmann-Ghia de Portugal, no concelho de Vendas Novas, distrito de Évora Destinatário: Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 707/XI (1.ª)

Página 149

149 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 150

150 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Encerramento do Museu da Cortiça, na Fábrica do Inglês, concelho de Silves, distrito de Faro Destinatário: Ministério da Cultura

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 708/XI (1.ª)

Página 151

151 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 152

152 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Encerramento do Museu da Cortiça, na Fábrica do Inglês, concelho de Silves, distrito de Faro Destinatário: Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 709/XI (1.ª)

Página 153

153 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Página 154

154 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009

Assunto: Pedido de nacionalidade Destinatário: Ministério da Justiça

REQUERIMENTO N.º /X ( )
PERGUNTA N.º 710/XI (1.ª)

Página 155

155 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009


Consultar Diário Original

Páginas Relacionadas
Página 0073:
73 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009 Assunto: Condições materiais do curs
Página 0074:
74 | II Série B - Número: 026 | 23 de Dezembro de 2009 Consultar Diário Original

Exportar páginas

Página Inicial Inválida
Página Final Inválida

×