O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

II SÉRIE-B — NÚMERO 10

12

com que tem sido considerada, ou melhor dizendo, desconsiderada.

O que será de Portugal quando a maior parte dos nossos ativos jovens e qualificados emigrar? O que

restará para o mercado laboral português? Como é que queremos ter um país desenvolvido se quem pode

ajudar ao seu desenvolvimento sai do país em busca de oportunidades desafiantes que em Portugal

escasseiam?

O Governo tem de ter presente que é preciso repensar o modelo de mercado laboral que temos

atualmente, pois de outra forma iremos continuar a assistir à contínua saída dos nossos ativos qualificados

que vão colocar em prática, mas no estrangeiro, tudo aquilo que as universidades portuguesas tão bem lhes

ensinaram.

Neste dia que é de congratulação, a Assembleia da República vem assim, com grande satisfação,

congratular o esforço promovido e desenvolvido pelas universidades portuguesas que mostram ao mundo o

valor do ensino e dos docentes portugueses.

Palácio de São Bento, 10 de dezembro de 2019.

O Deputado do CH, André Ventura.

———

VOTO N.º 110/XIV/1.ª

DE SAUDAÇÃO AOS TRABALHADORES DA AUTOEUROPA

Foram divulgados os resultados das empresas do Grupo Volkswagen. A Volkswagen Autoeuropa atingiu

elevados níveis de produção, que contribuem para a dinamização económica da região e do País e devem

servir para a elevação das condições retributivas e sociais para todos.

Impõe-se que os trabalhadores sejam valorizados, pois são eles os responsáveis por estes resultados. A

valorização em termos retributivos e a passagem de mais trabalhadores com contrato precário para o quadro

da empresa, contribuindo para a melhoria das condições de trabalho e de vida dos trabalhadores, é a melhor

forma de fazer refletir e progredir os resultados alcançados.

A unidade e a luta dos trabalhadores da Autoeuropa permitiram vitórias importantes: aumentos salariais,

melhorias nas condições de trabalho, a passagem a efetivos de 850 trabalhadores – embora continue a existir

um número significativo de trabalhadores com vínculos precários, quer na Autoeuropa, quer nas empresas

fornecedoras.

O tipo de trabalho que se pratica na Autoeuropa, como no sector da construção e montagem automóvel em

geral, é desgastante, o que tem levado ao surgimento significativo de doenças profissionais, para as quais se

impõem medidas de prevenção.

A produção alcançada na fábrica de Palmela deve ser associada ao aumento da incorporação de produção

nacional no sector automóvel, criando mais emprego no nosso país e diminuindo as importações.

A Assembleia da República reunida em Plenário saúda os trabalhadores da Volkswagen Autoeuropa pela

sua unidade, profissionalismo e pelos altos níveis de qualidade e produção alcançados no ano de 2019.

Assembleia da República, 10 de dezembro de 2019.

Os Deputados do PCP: Paula Santos — Bruno Dias — João Oliveira — Diana Ferreira — António Filipe —

Jerónimo de Sousa — Alma Rivera — Duarte Alves — João Dias — Ana Mesquita.

———

Páginas Relacionadas