O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

994

DIÁRIO DO GOVERNO.

Cavallaria

S. Costne.

Infanleria N.°6. Capitão, Francisco Alves de Frias—Idem ,

fugiu de Leiria.

Infanleria N.° 7. Coronel, Pedro António Robocho — ídem , de

Estretnoz. Ajudante, M. Rodrigues Affonso — Idem, do

quartel em 15 de Agosto. Tenente, José Maria da Silva — Idem. 'Dito, J. L. Thormís La-Cueva — Idem, da

Torre de S. Julião. Dito, J. J. JaquesMascarenhas — Participado

ofíicialmcnte. Alferes, F. de Salles Machado— Idem, da

Torre de S. Julião. Dito, J. Carneiro de Brito — Idem, achando-

se preso para Conselho de Guerra.

Infan teria N.° 10. Tenente Coronel, F. de Magalhães Coutinho

— Participado olficialmento». Capitão, M. A. Barros—Idem. Infantaria N.° 13.

Capitão, J. J. Carreira de Lacerda — Idem. Tenente, J. J. Barreio de França — Idem. Dito, A. S. Ribeiro de Menezes — Tdem.

Balalhão Naval. Alferes, A. M. de Sú Magalhães —Idem.

1.° Batalhão Provisório. Alferes, P. Rodrigues de Oliveira. — Idetn.

2.° Batalhão Provisório. Capitão, J. M. da Fonseca—Idem. Tenente,,A. J. de Castro — Idem. Dito, Jorge Oom — Idem. Alferes, J. F. Ferreira Côo—Idem 3.° Batalhão Provisório. Capitão, J. Augusto de Miranda — Idem , era

Commandante do Corpo. Alferes, J. P. Baptista Lopes—Participado

oliicialniente.

Dito, F. A. de Almeida Portugal — Idem. Ajudante de Cirurgia, J. Faustino Gomes —

Idem.

Infanteria I4>addidoao 3."Batalhão Provisório. Alferes, A. A. Corrêa de Lacerda — Consta

ter-se evadido do Destacamento de Santarém.

3.a Secção. Major, M. Jeremias Pinto — Sendo procurado,

n ao cotn pareceu.

Dito, Filippe Neri Caldeira — Idem. Capitão, J. B. de Magalhães Coutinho — Idem. Tenente , J. M. Limpo de Lacerda — Idern.

N. B. Consta, mas não oficialmente, que o Brigadeiro João Baptista Lopes também se evadira para oa revoltosos. '

'f AVISQS.

' A COMMISSÂO interina da Junta do Credito ~T\ Publico baixou a seguinte

Portaria.

Tendo sido presente a Sua Mngestado a RAINHA a Consulta em que a Commissão interina da'Junta do Credito Publico solicita providencias: 1." sobre as condições, e forma porque deve ser pago o preço dos Bens Nacionaes, que houverem de ir novamente á Praça, por não terem os seus primeiros arrematantes satisfeito • o importância das arrematações: 2.° quanto ao modo de ser indemmsada a Fazenda Nacional •das perdas resultantes da venda dos Prédios, que lendo pela mesma causa voltado :'i Praça , forem pela segunda vez arrematados por divei-sa maneira: 3.°, -e finalmente, como ha de tor-•nar-ào effectiva u responsabilidade em que incorrerem os arrematantes quo deixam de pagar no praso estipulado: Manda a Mesma Augusta Senhora, pela Secretaria d'Estado dos Negócios da Fazenda, declarar á referida Com-rnissâo, para sua intelligencia , e devido cumprimento, 1." que os Bens que tctn de ir novamente á Praça, devem ser nnnunciados corn as mesmas condições, e na mesma espécie de pagamento com que foi contractada a piimeira arrematação; e quando tenham sido arrematados Q dinheiro, na conformidade da Carta de •Lei de lõ de Abril de 1835, Artigos 6.°, e7.°, adifferença deverú ser paga pelos primeiros arrematantes em prestações, segundo dispõem os mesmos Artigos, procedendo-se a nova avaliação, para serem outra vez annunciados pela forma que fica estabelecida, quando na segunda Praça não acharem lançadores: 2." que relativamente aos Bens que do novo jd tiverem sido arrematados, e aos quaes não pôde ser extensiva aquella providencia, devem as indemni-saçòee ser pagas nas espécies em1 que se realisá-

ram as ultimas arrematações, ou como BC julgar mais conveniente, de acordo com os deve-doresí e 3." que deverão ser as clausulas expressas das arrematações, que alem de fitarem inhibido9ros arrematantes omissos de lançarem nova-mente sobre os Prédios que voltarem á Praça por falta, de pagamento, serão sujeitos a prestar no praso de três dias fiadores idóneos , que se obriguem, na falta delles, ao pagamento da indòmnisaçâo á Fazenda Nacional, pelos prejuízos que lhe resultarem , cotn pena de captura, qnando, tendo-se procedido executivamente contra uns e outros, não podéY a Fazen da Nacional, ser embolsada apphcnndo-se-lhes em laes casos aã providencias consignadas no parágrafo 16^ da Carta de Lei de 20 de Junho de 177-t, e no parágrafo 1." do Alvará de 6 de Setembro de 1790, que a confirmou , e ampliou, na parte que impoz a dita pena de captura aos arrematantes que não satisfizessem o preço de suas arrematações, podendo proceder-se contra elles pela sua importância; e bem assim as disposições dn Lei de 22 de Dezembro de 1761, titulo 1.°, parágrafo 1.°, e titulo 13.°, parágrafos 2.°, 3.*, e 6.°, e as do Regimento de 17 de Outubro de!5l6, capítulos 77, e 103, que mandam proceder peJa maneira supra-men-cionada contra os Rendeiros de Contractos Reaes; cujas providencias ostão em harmonia com as que foram estabelecidas nos Arttgos429, e 446, parágrafo 1." da segunda parle da Reforma Judiciaria decretada em 13 de Janeiro próximo preU>iilo. Paço das Necessidades, 21 de Agosto de 1837. = /oao de Oliveira.=. Paia a Commissão interina da Junta do Credito Publico. = Cuihpra-se, e registe-se. Commissão interina da Junta do Ciedito Publico, 29 de A gosto de 1837. = Vergolino = Swart = Fon • seca.

A qual Portaria a referida Commissão faz publicar paia conhecimento dos interessados.

Commissão interina da Junta do Credito Publico, 31 de Agosto de lQS7.=:Jgnacio fer-golino Pereira de Sousa.

A COMMISSÃO interino da Juntando Credito /* Publico, em observância do que determina a Portaria de 22 de Julho deste anno, publicada, e inserida no Diário do Governo N.° 173, de 25 do ditei mez , foz saber que osPro-piictarios de Títulos de Credito, com -vencimento de juro que apresentaram as suas relações, na conformidade da mesma Portaria, e se acham habilitados para- votarem na eleição dos dous Membros, edous Substitutos da Junta do Credito Publico, são os seguintes: José Bento de Araújo. • João Gonçalves Dias Neiva. D. Luiza Maria do Carmo. ' ' Leandro José Machado.-- • i •• • '•• António da Cunha"Pessoa. • . - - ' Thomaz Maria Bessone. '••'' Ferreira & Irmãos. .'..'••' ••• -E/equiel Epifunjo-do Fonseca Prego. • •'• Faustino dá Gama. • ••> . J • ''' '' /."•' ' Francisco António Ferreiro. '' ' . João Germano Fernandes dê Oliveira Grijó. Cunha &. Sobrinhos. > ' ' •

D. Perpetua Ribeiro.

Casa da Misericórdia da Cidade do Porto. • D. Maigarida Amalia da Costa Mendes. António José Pinto da Cruz. ' D. Rlla Lúcia do Paraizo. Sephalido de Oliveira Bastos. José' Tgnacio de Soixas. ' ••

Stlveno António da Silva> Collares. ' • -' José' dos Prazeres Batalliòz. '-.'.;"' ' José Francisco Barbosa. •' " • '.-'''i Ordem Terceira de S. Frânci4cd'da Cidádó do

Porto. ' ' • , -.'>•-• Hospital de S. Lázaro. ' ; ' :;'"'- •

José" Bento Vieira Serzedello^' ' •;- - ••' • - ' D. Gertrudes Mugna Garcez; • t'•" ' ": •' António Marques de Almeida; • João Anastasio de Sousa. Manoel Emygdio da Silva. Manoel Ribeiro da Silva. Conde de Farrobo. • João da Cunha de Sequeira Brandão. Manoel José de Freitas Guimarães. João de Sousa Amado. Martinho Teixeira Homem dê Bréderode. Henrique O'NeilI.

A mesma Commissão previne por este An-nuncio a todos os Proprietários acima nomeados, e a seus bastantes Procuradores, de haver destinado o dia Segunda feira 11 do próximo mez de Setembro, e a Casa aonde faz as arrematações do Bens Nacionaes, para a eleição ordenada na citada Portaria, a qual deverá j

principiar ás 11 horas da manhã, advertindo que as Procurações devem ser apresentadas na-quellc acto. • '•

Commissão interina da Junta do Credito Publico. -31 de Agosto de 1837. = Ignacio Vergolino Penira de Sousa. '•

ADinECçÀo do Banco de Lisboa faz publico, que não descontará Letra alguma sem que o desconlanle se responsabilise a que o pagamento seeffoctue nas mesmas espécies que tiver recebido do Banco. Banco de Lisboa, 29 de Agosto de 1837. = José Silvestre de Andrade , Secretario. • • ____

A COMMISSÃO Administrativa da Santa Cano. da Misericórdia, e Hospital de S. José desta Corte faz publico, que no dia 5 de Setembro próximo futuro, pelas 10 horas da manhã, ha de principiar a extracção da quarta parte da Loteria do terceiro trimestre do corrente anno. Lisboa , 30 de Agosto de 1837.

PELA Administração Geral dos Correios se faz publico, que sahirão a 7 de Setembro para S. Miguel com escala pela Madeira o Patacho Dous Irmãos, e pnra Angola e BengueU Ia o Brigne Sociedade; a 12 para a Terceira o Hiale Três Slmigos; e a 30 para o Pará o Brigue-Escuna- Nova Olinda.

As cartas serão lançadas até ameia noite dos dias antecedentes. Lisboa, 29 de Agosto de 1837. = Luiz José Botelho Seabra.

• ANWUNCIOS.

. TJcLO Juízo de Direito da Comarca de Seíubn), Escrivão L Cabral, correm edietos de trinta dias , pelos quaes se cita a qualquer pessoa para no mesmo praso, pena de robe-lia, vir no mesmo Juízo mostrar seus títulos, com que se julgue legitimo e imniediato successor ú Capella instituída poir D. Calhai ma Franeisca de Paiva , de que é actualmente administradora .D. Alaria Eoiilia Fredenca Mascarenhas Gren Alarhus de Deos.

„ l^T0 Juízo de Direito da 5 tt Vara, EserivJo Pedro José

J. T| Moleira, em Autos de exccuçilo de Sentença, que Jouo Caetano Corrêa move a António de.Oliveira Antunes, e sua mulher; foi arrema-tada unia propriedade de casas na travessa da Condessa do Rio n." 17 c ]8, 'e consignado no Deposito publico o preço da arrematação, sobre o qnal correia os edictOi da'Lei,.'noi quffes sío chamadas Iodas as pessoas que ao mesirto prèijó tenham direito, o \ilo deduzir naquellc Juiio . pena .de .que . á $ua rebelia íejti a importância deposi-laita levanluda pelo exequcnlc, para o que faz o presente an«

núncio._________ _____________' _____________

3 \Jo Juízo d u Ulreito da 6." Vara, -fscrivão Monteiro,

L\ requerei! Francisco Bruni do Miranda , na qualidade de único herdeiro

\J leilão da .prata, que «e havia de fazer emitia casa no dia 22 de Agosto, ,se transferiu para O dia l de Setembro is dez horas da inanhii. '

j TT\ONA Manaiina tasí Breganle Casale, Viuva de Joit»

JL/ Bernardo C.-isàle, participa no Publico que com nu-llioridnile do Juiz,Conservador, da MaçSo Italiana tem tomado conta da ndniinislragão de sua casa commercial, Q qual terá eslado nló o prescnttj Cjiilregue a «e» filho António Maria Casale, a quem a Ueclarante têm tirado toda1 a gerência dos negócios da mesma casa; n3o pudendo pile de hoje em dianle fazer recepção de, qualquer quantia que .á cosa pertença, nem faaer trnnsacçSo_ alçtmia,, pena de nSo serem taes rccepçSrr, ou transacções reconhecidas, e npproradas por ella declaran-te. Luboa, 31'de Agosto de 1837.=-D. Marianna José Ber-ganle Casale. = Reconheço o signal supra.1 Lisboa, 31 de Agosto de 1037. =; Em testinuinho de yerdode. ==;OTabellmó Alexandre António'do Sons» Freitas e Sampuyo.__________

TV]",* líirile do dia 4 de Setembio se ha de ar-"-^ ' remn

. nlar na Praça (do Deposito geral uma

S--.* propriedade de cnsfts com sen quintal na rua dn S! Domingos, -Freguezia de N. Senhora da. Lapa, n.° 33 o 34, avaliados cm 1:200$ réis, e consta poder render 108$: é Escnvío = Conto.

UAHTA feira O de Setembro, na praça publi-_ ca dos leilões se ha de arrematar uma cns.i nobre, com sim horla e vinha, na Villa deOeiras, avaliada cm 2:000$ réis; e uma torra ahi, avaliada em 360$: é EscnvSo da arrematação = Negreiros. , g TVTA rua da Bitepg.i, dcfroule tia Guarda da Praça da J. II Figueira n.° 20, 3." anilar, se compram Bilhetes do Thcsouro aclmiííiveis no pagamento das Dectqias, c Recibos de Monle-Pio, e Reformados. ' l

BHIGCF. Portuguez =1'mo = 'íli!vc sahir para o Rio de Janeiro cm 8 do corrente mez, c recebe Passageiros de Camará: do ajuste Iracla-se no largo do Corpo S.inlo n." 6. .

THEATRO N. DA RUÍDOS CONDES.

)OMINGO 3 de Setembro de 1837. A primeira representação da Comedia ^Valeria = em 3 Actos = O Vampiio = grande,brama em 3 Actos, com um Prólogo. Farça = Ò Maníaco.

REAL THE ATRO «DE S. CARLOS.

•OJE 1." de Setembro, S1?." representação. Opera = A Estrangeira = Dança — Ti es Actos da Vingança de uma Mulher.