O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

64 DIARIO DA CAMARA DOS SENHORES DEPUTADOS

resposta do referido prelado áquelle officio. = Conseglieri Pedroso.

Requeiro que, pelo ministerio da fazenda, sejam enviados com urgencia a esta camara :
Nota da data em que o governo tomou posse de cada uma das fabricas de tabacos das emprezas não aggremiadas;
Nota da data da nomeação dos arbitros para a avaliação das fabricas em Lisboa e Porto ;
Nota da data em que começou a avaliação de cada uma das fabricas de tabacos de que o governo tomou posse:
Nota das avaliações feitas até 31 de dezembro findo;
Nota da constituição do gremio e das resoluções por elle tomadas ;
Nota do pessoal de administração das fabricas, de que o governo tomou posse até á presente data, da nomeação ou não nomeação do governo;
Nota dos resultados da administração d'essas fabricas por conta do governo até 31 de dezembro findo;
Nota da liquidação da conta do gremio com o estado desde 20 de outubro até 31 de dezembro findo;
Copia do despacho do governo sobre o requerimento apresentado pelo gremio de 29 do dezembro findo, e nota das providencias que o governo tomou para se garantir do pagamento da quantia devida pelo gremio e pela qual elle se responsabilisou collectivamente.= João Arroyo.
Mandaram- se expedir.

NOTA DE INTERPELLAÇÃO

Desejo interpellar o sr. ministro da justiça e dos negocios ecclesiasticos sobre a portaria de 28 de dezembro ultimo, a proposito da circular do arcebispo de Larissa de 17 de novembro do mesmo anno aos parochos das freguezias sujeitas á sua jurisdicção. = O deputado, Consiglieri Pedroso.
Mandou-se expedir.

JUSTIFICAÇÕES DE FALTAS

Declaro que por motivo justificado faltei ás sessões da camara, anteriores a 10 do corrente. = Ruivo Godinho.

Mando para a mesa uma justificação de faltas do digno deputado o sr. Jorge 0'Neill. = Francisco Ravasco.

Declaro que faltei ás sessões anteriores á do dia 10 do corrente, por justo motivo. =J. Candido.

Participo a v. exa. e á camara que o sr. deputado Manuel José Vieira não póde comparecer á sessão de hoje por incommodo de saude. = Sousa e Silva.

Declaro a v. exa. e á camara que por motivo justificado faltei á sessão de hontem. == Julio de Abreu e Sousa.
Para a secretaria.

O sr. Carrilho: - Mando para a mesa a seguinte:

Declaração

Está constituida a commissão de fazenda: é presidente o sr. Dias Ferreira, secretario o abaixo assignado. Haverá relatores especiaes para os diversos negocios submettidos á commissão. = A. Carrilho.
Para a acta.
O sr. Consiglieri Pedroso:-Pedi a palavra para mandar para a mesa, a seguinte nota de interpellação.
(Leu.}
Espero que o sr, ministro da justiça, logo que tenha co
nhecimento d´esta minha nota de interpellação, se dará immediatamente por habilitado para responder.
A nota de interpelação vae no logar competente.
O sr. Ferreira de Almeida: -O assumpto para que desejava chamar a attenção de v. exa. e da camara refere-se a uma portaria que vem publicada no Diario do governo de hontem, sobre a exoneração de uma commissão convocada pelo sr. ministro da fazenda para estudar a transformação do imposto do pescado no imposto industrial de licença.
Ora v. exa. comprehende que, não estando presente o sr. ministro da fazenda, são menos bem cabidas quaesquer observações sobre o assumpto e n'estes termos não farei uso da palavra, reservando me para quando s. exa. esteja presente.
O sr. Avellar Machado: - No dia em que se constituiu a camara tive eu a honra de pedir a palavra a v. exa. e não pude então fazer uso d'ella, por isso que a discussão que se levantou sobre um incidente não m'o permittiu; aproveito, porém, esta occasião para mandar para a mesa a proposta, que n'esse momento tencionava apresentar, e que é a seguinte:
(Leu.)
Muitos dos cavalheiros, que têem assento n'esta casa, foram condiscipulos ou collegas do distincto fuuccionario, do illustre parlamentar, que uma prematura morte roubou á nação, e podem attestar a grandeza de alma, a elevação de caracter e as raras virtudes, que ornavam o nosso malogrado amigo. (Apoiados)
Não possue, infelizmente, este paiz uma tão grande copia de filhos de tal sorte prestimosa, que possa deixar de lastimar profundamente a perda de um, que no verdor dos annos, havia já conseguido elevar se ás mais culminantes funcções a que póde aspirar o cidadão de uma nação livre, trilhando sempre a senda da honra e do dever. (Apoiados.)
Os cavalheiros que n'esta casa foram collegas de Augusto da Fonseca, e os que se sentaram a seu lado nos bancos da universidade, podem testemunhar se n'aquelle grande e nobre coração se abrigavam outros sentimentos que não fossem os que são proprios das almas generosas e amantissimas. (Apoiados.)
Verdadeiro apostolo da democracia e da instrucção, to dos nós o vimos pugnar, com a magia do seu talento e a energia da sua palavra, pela manutenção das publicas liberdades, pelo derramamento da instrucção entre as classes trabalhadoras. (Apoiados.)
Augusto da Fonseca, saido apenas das escolas, uma creança ainda, logrou alcançar immediatamente a confiança dos seus patricios, teve a rara dita de ser propheta na sua terra.
O enthusiasmo e o brilhantismo com que elle entrava nas discussões parlamentares está bem vivo da memoria de nós todos.
Foi elle que mais n'este paiz trabalhou para que se celebrasse condignamente o centenario do marquez de Pombal, o grande portuguez do seculo xvIII; é a elle que se deve a escola industrial "Fradesso da Silveira" estabelecida na sua cidade natal; foi para perpetuar os grandissimos serviços prestados por elle á causa da instrucção que os artistas do districto açoriano que gosaram os beneficios da sua sabia administração fundaram a importantissima escola que baptisaram com o nome do nosso chorado amigo.
(Apoiados.)
E o sentimento e a dor que a todos compungiu pelo inspirado traspasse do mallogrado e gentil mancebo, nós todos tambem os presenceámos. (Apoiados.)
A imprensa periodica de todos os matizes, a cidade e o districto de Portalegre, o archipelago dos Açores manifestaram bem claramente a sua condolencia por tão fatal acontecimento.
E nós, deputados da nação, adherindo a taes manifesta-