O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

( * )
vaçâo da sná¦disciplina com este regnlamenLo, resultaram todas aquellas vantagens que já foram annun-ciadas por differentes Srs. Depulados, que sustentaram o Projecto.
Registado este facto, parece-me ter justificado o procedimento que o Governo leve na apresentação deste. Projecto; porem aão posso deixar de responder a alguns dos argumentos trazidos á discussão pelos Srs. Deputados que ò combateram. Felismenle vimos um e outro lado da Camara de acordo quanlo á con-conservação dos Batalhões;- o mesmo illustre Deputado que mandou para a Mesa a Substituição parece estar de acordo com a Maioria quanlo a essa conservação: mas a grande differença que ouvi na discussão, foi quanto ao Addilamento apresentado pela illuslre Commissão de Guerra; o qual é realmente a designação formal e explicita do pensamento do Governo a respeilo da creação de novos Balalhões. Mas disse o nobre Deputado, que as circumslancias eram outras e por consequência nâo havia a necessidade dessa nova creação, porque emfun, exclamou o nobre Depulado; Catilina não está ás porias de Roma ; aonde está esse Catilina? A minha resposta era muito simples; appello para a consciência intima do Sr. Depulado que fez esta exclamação; ella que responda; appello para a consciência de cada um dos Srs. Deputados que se sentam na; Opposição, appello para todo o paiz, para que digam se a situação aclual é definida, é pacifica, é normal? Cerlamenle que não. Os symplomas que se offerecem por toda aparte, indicarão esta paz oclaviana, com a qual deveremos contar para a prosperidade do paiz? Perguntarei se não apparecem por toda a parte indícios manifestos do génio, e do espirito revoltoso e anarchico desse Catilina? Catilina não está ás portas de Roma; mas eslá o espirito revoltoso e anarchico fermentando em toda aparte, apparecendo em todos os pontos, em todos os lugares para de novo ameaçar-nos, assim como Catilina ameaçou Roma. (Apoiados) Deixará hoje de existir esse mesmo espirito anarchico e revoltoso que em uma noiile celebre, è ião celebre quanto para mim de profunda dór e magoa, em um logar em que se celebrava áqueda dausurpação, foi pungido amargamente o Libertador da' nossa Patria, o Augusto Dador da Carla Constitucional, e concorrendo isto bastante para o fazer permaturamenle passar do seio dos vivos para o seio dos túmulos!!... Esle espirito anarchico e revoltoso é aquelle rnesmo que se apre-zentou posteriormente em 9 de setembro de 36, e que levou esle paiz ao ultimo gráo de dissolução. É esle mesmo espirito representado pelo nome de Catilina, 'ou esse Catilina representado por esle espirito anarchico, que no dia 11 de março tornou a reunir as suas forças, e se apresentou com maior energia para derribar as Instituições vigentes, e proseguir em seu terrivel caminho! ... É ainda este espirito qne passado tempo depois rebentou nesta Capital no dia 11 de agosto; promovendo Os tumultos do largo da Estrella, e arrombando as portas do Arsenal, e prepa-'rando-se para nova revolta. E ainda esse mesmo es-pirilo que levou uma victima desgraçada do seu fanatismo á sedição e á revolta de 26 de agosto, em Castello-Branco. Ainda mais foi esse mesmo espirito anarchico, esse mesmo Catilina, que em 4 de fevereiro de 44 levantou o facho da discórdia e o estandarte da rebelião em Torres Novas, posto que depois suecumbisse em 28 de maio em Almeida.'Piose-SessÀo N." 11.
guira ainda mais porque a serie de factos não faz senão provar a existência permanente deste espirito anarchico, deste Catilina que está constantemente ameaçando as nossas 1 nstiluições, que está ás portas do Capitólio, ameaçando a existeccia social, e o Throno Constitucional.
Finalmente, Sr. Presidenle, poderia ainda percor- " rer mais períodos. Tocarei em um — Foi esse mesmo espirito anarchico que morreu, que incitou, que se aproveitou de um ensejo que circumstáncias lhe offe-lecerain para fomentar a mais tenebrosa das revoluções, aquella que transtornou todos os nossos laços sociaes; que suspendeu os passos do verdadeiro progresso em que nós iamos caminhando para a nossa prosperidade, para o arranjo da nossa fazenda, desenvolvendo n'uma das províncias mais favorecidas uma revolução, que depois s'eslendeu a lodo o paiz e que fez a sua ruinâ.