O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

s, porem a final vieram aoaecordo .da medida que se adoptou, e para a execução da qual vai ser publicado'o competente Regulamento. Eu .quê-conheço oillustre Deputado, que me preso de ser seti amigo, estou seguro de que a esta hora -es-tará pesaroso de ter o fí era d ide aquefles Dignos Officuies com os sarcasmos • que-Ih-es lançou. Q epigramma do Soldado entalado na farda t-sg.oia e despalmiltsa-do é bpm para divertir , porem o que -é serio e certo e", que o -patitvp é molhado antes de se pôr em obra; que o fornecimento das meias era uma desr-peza supérflua, que, excedia a seis contos de reis an n uai mente , e 'que só servia para a formalidade de as aprésen.I-aTeu) na revista de roupa, po-is se as usassem , sem dnvida não eram dous pares em um anno, que lhes concederia esse conforto e faceio, e que supposto sw augmentou o tempo de vencimento da farda , diminuiu-se o.dos jalecos-,'que e o traste '•que usam ''quotidianamente. De tudo o que o illus-~ Ue Deputado disse, o que mais me maravilho1»!, foi a arguição a j'espe;!o- dos Qíficiaes.da 3.a Secção ; ó que n ao declamar ia o nobre Deputado se na actualidade em que o Governo tractou de diminuir as despezas, e que mesmo exorbiVovi da^ suas aUvibui-•çòtispara o fazer secn demora , consentisse, na 3.a Secção Officiaes por seus interesses particulares, existindo em sinecura com os seus vencimentos? O que fez o Sr. Ministro da Guerra l Mandou de-c-í-arar aos Qffiçiaes que, tinham passado ãquellasi-tuaçâb pelo requererem por suas conveniências , se queriam permanecer riella serri vencimento, de contrario seriam empregados: quiz combinar os interesses .dos Officiàes com o servjço , sem defraudar a Fazenda, nisto não vejo sènâp um motivo de louvor , e na verdade não conceBo aonde está a transigência com a disciplina por 15 ou 18 mi réis, como disse .oiílustre Deputado. No furor das suas acc.usaçôes não Ih-e esqueceu a-nomeação do 'IV-•»;jf>Mle-R-ei da Praça de S. Jvíli^ò da Barra ; é-verdade que no quadro das Praças, estabelecido em 1812, só'é dado Te'nente-ltei á Praça d'Eiva?, .porém lambem e certo que esta disposição tem 'caducado',, porque posteriormeule , e lia muitos annns s-e tem nonveodo Tenente-Rei para todas as Praças de prirpeira ordem , disposição, app.rovada nos Orçamentos em que tèem «ido incluída , e ,iíios>U)o para a Praça cie S. Julião não ;é o -actual-Teneute-Kei o primeiro que para el-ia foi -mcandado. -Muito mais ew poderia dixer a propósito deste assumpto,-, porém a mi-n-ha posição especial, servindo pinto ao Sr. "JV3 hnislrp. da Guerra, uje impede de o-fazer, porque eu treino de parecer adulador; no eiíitanto tomarei a liberdade de lembrar ao illustie Depurado, q,úe o Kx. 01. Dtiqiie da Terceira é. emin-ente-, íúetile toleriui.-l? j .eu '° poderei .provar,' não por palavras , tuas por . factos, e quando iiào merecesse" por,muitas oiUras qualidades a .deferência dos seus íidvelsaruvs -poliiicos, ao- menos por aqvsella linlia jus a ser. trnçlado com "mais -acatamento',- .Uno os ÍTÍSUS votos aos do iSiuitre Deputado para "(}ué os ..Militares formem urna clasv,« do lotado inleira-n;ente alheia, aos Partidos 4 estou persuadido qne'O. nreii nobre ar.n,!g'o, com o seu ex-emplo e a s(ia:in-f-íinenc.ia, inculi-irdo essa doutrina nos seus amigos políticos'espalhados pelo Exercito, poderá poderosamente contribuir para se alcançar esse bem ,-e , ent^o em todo o Exercito não prevalecerá, senão

nm pensamento, o ,de defender o Tbrono e a Lei Fundamental da Monarchia.

O Sr. José Estevão :'.— Sr. Presidente, tomo a palavra debaixo de uma emoçào profunda'e sincera, Quando eu fiz algumas ponderações cuii-tra a Administração dos Negócios da Guerra, cuidei encontrar diante de mim urn Conselheiro responsável da Co-r-ôa, e não um- esposo inconsolável 4>ela perda d-a sua. consorte J . .'-. Se o meu dever m« não obrigasse a dar a-lgumas-explicações, cerlamente eu terminaria, e nada mais diria somente eui attençào a esta consideração.-

.Não tive intenção de offender nem o Chefe superior da Administração militar, nem os »eus subalternos, nem os illústreâ militares, que foram chamados a dar o seu^volo sobre as medidas a que me referi; sê pareceu que eu passava da» cousas ás pessoas ou se me referi aos indivíduos, posso asseverar, que foi uma necessidade lógica, mas que isto não importa anitnàdversâo0 a desconsideraçtio a nenhuma destas pessoas. - . -

Eu farei por responder ao illustre Deputado no tom a que elle tem direito a esperar, não só pelo uvodo como respondeu ás minhas observações, mas pela situação moral em" que elle se achaj que é digna da attenção da Camará. .-- ' "

Entre alguns dos factos, que eu apresentei á Camará e as explicações, que o illustre Deputado deu, não; ha contradicçôe* manifestas, não ha senão diversa explicação dós mesmos factos:.

Quando eu disse, que o antigo Chefe da Repartição das Obras Militares tinha sido chamado ao Ministério da Guerra para tornara encarregar-se de aq-íièlla Repartição,' que tiriha sicio npvãtnénte or-ganisada, niio disse, que depois d'estas communica-çoes particulares se não tivessem expedido os actos officiaes, que: aliás eram indispensáveis para que esta nova organisaçâ'o se , regulasse é tornasse legal; mas o que se diz geruimente é — que oCbefeda lie-partição extincta foi chamado paia salvar dovcaho* uqmlle rarpo de serviço publico, em que a nova oV-g:a'nisação o "linha coliocado—-e que foi necessário com "muita pausa começar na nova organisação para st? poder dar algum pass >: este e'Ò estado, do negocio reconhecido-pelo próprio illustre--Deputado." lista .rnedid.ii foi enunciada como fecunda em 'eco-Mornifis, ccvmo eujirientemenle proveitosa; foi até fes--lejada como um grande triumfode Partido, aquando uma medida se apresenta assim, e os factos mostram, que não'.jUíve nenhuma d'estas condições, não pôde o illustre Deputado estranhar que eu referisse os C» c tos,; que referi. , . - -.'.