O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

318 DIARIO DA CAMARA DOS SENHORES DEPUTADOS

EXPEDIENTE

Officios

Do ministerio da marinha, remettendo, em satisfação ao requerimento do sr. deputado Antonio Maria de Carvalho, copia dos documentos relativos ao caminho de ferro de Ambaca.
A secretaria.

Da santa casa da misericordia do Porto, remettendo uma representação em que a mesa d'esta santa casa pede que se façam algumas modifficações na proposta de lei n.° 9, apresentada pelo sr. ministro da fazenda, que salvaguardem os interesses d'esta prestante instituição.
A secretaria.

Segundas leituras

Projecto de lei

Senhores. - Seja-nos permittido, no goso de um direito que nos assiste, chamar a vossa esclarecida attenção para o estado em que se encontra a arma de cavallaria, e não propor medidas de maior alcance, porque as circumstancias do thesouro o não permutem, mas simplesmente as alterações que de justiça é fazer á organização de 1884, a fim de que esta arma não constitua uma excepção, odiosa como todas as excepções que não se desculpam, entre as outras armas do exercito. Referimos-nos á maneira como está constituido o pessoal superior dos regimentos de cavallaria.
Ninguem ignora que a arma de cavallaria, que parecia condem nada a desempenhar, na arte da guerra, um papel secundario, em seguida á adopção das armas portateis e da artilheria com o alcance do tiro que estas armas actualmente têem, se rehabilitava mais tarde, reeccupando o antigo e preponderante logar que ontr'ora desempenhou. Os mais esclarecidos escriptores militares são hoje unanimes a esse respeito.
As famosas expedições dos hulanos, durante a guerra franco-prussiana foram o prenuncio d'essa rehabilitação, a qual mais se accentuou na ultima campanha turco-russa, ficando registadas como lendarias as arrojadas correrias do general Gurko que, pouco depois de os russos atravessarem o Danubio, transpunha os Balkans aventurando-se até ás portas de Andrinopla, com surpreza geral, do quem acompanhava com interesse as peripecias d'aquella campanha. Foram ainda a habilidade e rapido, com que operou a cavallaria, que evitaram que Plewna fosse abastecida, e depois da rendição d'esta praça, cuja defeza heroica, por parte do Osman-Pachá, está na memoria de todos, foi tambem essa arma que preparou o prompto aniquilamento da defeza turca.
Estas provas praticas, cujos effeitos foram escrupulosamente estudados, chamaram a attenção para aquella arma, e as nações previdentes ampliaram os seus exercitos com mais corpos d'essa indole, dotando os com melhoramentos attinentes a que a sua mobilisação seja, para assim dizer, instantanea. D'este modo, a Fiança, por exemplo, onde são destinados seis dias para que a artilheria e a infanteria passem do pé de pé ao pé de guerra, reserva apenas quarenta e oito horas para identica operação na cavallaria. E comprehende-se esta desigualdade, desde que é esta arma que inicia as hostilidades, por vezes apoiando a arti-lheria, e sempre adiantando-se em correrias, preparando a invasão.
Entre nós, triste é dizel-o, muito ha que fazer para que a cavallaria esteja á altura da sua missão, quer como elemento essencial invasor, quer cobrindo as retiradas, já batendo-se a cavallo, já combatendo a pé, como com frequencia a isto póde ser forçada, o que tem dado margem a que seja designada infanteria a cavallo. Indicar e propor os meios para que ella attingisse esse desideratum, taxar se-ía n'esta occasião do ocioso, porque as despezas a realisar seriam avultadas, porventura iriam muito alem dos nossos actuaes e parcos recursos financeiros. Mais nem por isso se deve deixar de procurar, dentro de modestos limites, que se caminhe para o aperfeiçoamento, nivelando desde já, pelo que respeita ao numero dos officiaes superiores, as differentes armas.
Reconhecer que dois majores são indispensaveis para a instrucção, administração e boa organisação nos corpos do infanteria, de artilheria montada e até de engenheria e de artilheria de posição, e fazer excepção para a cavallaria, cujo serviço é tão complexo e demanda, para bem cumprido, muita intelligencia, applicação e actividade, não só justifica, nem se quer desculpa.
Em 1884, quando se procedeu á reforma do exercito, só poderia ter imperado, para que se decretasse aquella anomalia, o facto, que no nosso paiz tanto se tem, infelizmente, em linha de conta, de a promoção em cavallaria estar mais adiantada do que na infanteria, embora estivei-se já mais atracada do que no estado maior, na engenheria e artilheria.
Mas ha tempo que desappareceu este obise, se obice se póde denominar a desigualdade de então. É a arma de cavallaria aquella em que, pelo seu trabalho violento, a saude e as vidas mais se gastam, e todavia é ella a que actualmente está mais atrazada em promoção.
As seguintes indicações, referidas a l de janeiro do corrente anno, dão d'isso perfeita idéa.

Relação nominal do ultimo major em cada arma e no corpo de estado maior, relação referida a l de janeiro de 1888

[VER TABELA NA IMAGEM]